“Louvores sem fim!”
28 de agosto de 2020
“Escolhendo a melhor parte”
29 de agosto de 2020

“Você é Fiel a Deus?”

“Conheço a tua tribulação, a tua pobreza (mas tu és rico) e a blasfêmia dos que a si mesmos se declaram judeus e não são, sendo, antes, sinagoga de Satanás” (Apocalipse 2.9)

Já imaginou receber uma carta do próprio Jesus? E se essa carta, além disso, não tivesse nenhuma crítica? Quão maravilhoso isso seria! Foi uma carta assim que a Igreja de Esmirna recebeu. Jesus não tinha qualquer repreensão àquela igreja, pelo contrário, ele revela profunda compaixão por um povo que é fiel ao Senhor, e que sofre perseguição como consequência disso.

Esmirna era uma cidade de muitas culturas e de muitos deuses. Apolo, Zeus e Afrodite tinham seus adoradores ali. O Imperador romano Tibérius também era adorado como um Deus. Toda essa grande influência pagã trouxe muita perseguição à igreja. Talvez seja difícil para muitos de nós imaginar o que, de fato, é sofrer pelo Senhor. Contudo, essa carta indica que todos os cristãos devem estar prontos a sofrer por Cristo. A Igreja é identificada como pobre, o que quer dizer que talvez fosse uma igreja pequena e com poucos recursos financeiros, diferente de Laodicéia, que se julgava rica (Apocalipse 3.17). Mas, apesar da Igreja se ver como pobre, Cristo diz que, na verdade, ela era rica. Não rica de bens materiais, mas rica da graça, do favor de Deus. A pobreza não é um obstáculo para a graça de Deus, nem limita seu poder. Eles não tinham riqueza material, mas tinham a benevolência de Deus manifesta em suas vidas, o que fazia deles crentes fiéis mesmo em meio a tanto sofrimento.

Eu e você fomos chamados por Deus a sermos fiéis, independente das circunstâncias. Não fraquejemos diante das dificuldades, mas confiemos em Cristo! Mesmo sendo fracos, somos fortes, mesmo sendo pobres, somos ricos, mesmo em meio à perseguição que nos deveria fazer infelizes, somos felizes em Cristo Jesus, aquele em quem somos mais do que vencedores!

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Welerson A. Duarte (IPC de São Bernardo do Campo – SP)