“Somos peregrinos (2)”
14 de março de 2020
“Aparência não é tudo”
23 de março de 2020

“Testemunhemos”

“Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra” (Atos 1.8)

A Igreja precisa perceber que sua finalidade de existir no mundo é o testemunho. E isto passa obrigatoriamente por um discurso que reflita uma fundamentação teórica, e que espelhe aquilo que a Igreja é.

A igreja de hipótese nenhuma pode adequar seu discurso para agradar a homens, pois fazendo isto, ela esvazia de sua fala o poder conferido por Deus para testemunhar.

Sociedade, Pecado e Política. O que estas três coisas tem haver?

Sociedade – O homem é um ser social e por natureza agente de interação. Ninguém vive sem interagir uns com os outros.

Pecado – é algo que é natural em todo ser humano. Não há ninguém que não fora contaminado pelo pecado original e sua consequentes manifestações: culpa e corrupção

Política, “me deixa colocar desta forma” é a arte de estabelecer cosmovisões.

Bom, o que se percebe disto?

Não há ninguém que não tenha pecado, e por natureza o pecado é algo ruim, contrário aos pressupostos divinos. O homem é um ser racional e como tal luta todo instante para que seus pareceres, suas premissas, sua cosmovisão sejam aceitos.

A racionalidade do homem é contaminada pelo pecado e consequentemente, é obvio, que a sua política manifestará o que ele pensa.

Todavia, a questão é que por sermos sociedade, sujeitos de direitos e deveres, por estamos inseridos numa sociedade onde o pecado fora legitimado através de leis feitas por certas pessoas que colocamos no poder, através do nosso voto. É mais que evidente que temos culpa! E nisso tudo, sabe o que me deixa mais estupefato? É o fato que muitos nem sequer sabem que, como Igreja, precisam advogar os preceitos da Lei de Deus, ou seja, viverem a ética do Reino. O mundo enquanto experimentador da era Constantiniana, teve seus dissabores com o cristianismo. Todavia, também teve seus conceitos e seus fundamentos construídos. O mundo sem a Igreja não seria o mundo que conhecemos, estaríamos ainda na barbárie pré-constantiniana que abandonavam seus doentes mentais, enfermos, velhos e crianças. Já que a igreja advoga que é o corpo místico do Cristo. Ela deve dá seu testemunho. Só através de um testemunho contundente, ela poderá influenciar o mundo mais uma vez. Nos levantemos e saíamos a programar o Evangelho de Cristo a toda criatura.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Jaziel Cunha (Pastor na IPC da Grande Recife)