O PODER DO DEUS DE DANIEL
13 de agosto de 2020
“Apostasia” (1)
17 de agosto de 2020

“Seja um agente da transformação”

Marcos 4.1 a 20 “E acrescentou: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”.

No início do meu ministério pastoreei por dois anos congregações em sítios no estado da Bahia, e foi uma rica experiência. À medida que conversava com aqueles irmãos durante as reuniões ou em visita pastoral nas casas, era muito comum falar sobre a lida da roça, como a expectativa de chuva, qual tipo de plantação era apropriado para a época e como lidar com os longos períodos de estiagem, por exemplo.

No ensino em questão, Cristo aborda a dinâmica do sitiante. Muito embora a expectativa de quem lança a semente seja muito grande, os resultados esperados nem sempre se concretizam, então, vejamos: “Ouvi: Eis que saiu o semeador a semear” (v. 3). A ideia é a de mais que um dia de trabalho no campo, o período está na fase de lançar a semente, entretanto, ao que parece, o trabalhador não escolhe lugares específicos para semear, mas o faz de forma aleatória, e fazendo assim, a semente lançada cairá em diferentes solos, a saber: A) à beira do caminho; B) no solo rochoso; C) entre espinhos; D) em boa terra. Destes solos apenas o último produziu o resultado esperado. Daí Cristo conclui a parábola fazendo um alerta: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça” (v. 9).

Acontece que a esta altura paira a dúvida: “Quando Jesus ficou só, os que estavam junto dele com os doze o interrogaram a respeito das parábolas” (v. 10). No verso 14 inicia-se a explicação: “O semeador semeia a palavra”. Aqui Jesus deixa claro que trata-se do evangelho. O primeiro grupo até se dispõe a ouvir, mas satanás consegue desvirtuar estas pessoas, que logo desprezam a Palavra. O segundo grupo é formado por aqueles que até recebem a Palavra com entusiasmo, mas diante das pressões impostas, logo desistem de tudo. O terceiro grupo até tem uma duração maior, porém em dado momento julgam outras coisas como sendo mais importantes e de igual forma deixam tudo para trás. Por fim, o quarto grupo recebe a palavra, se alegra, efetiva o ensino e se dispõe a compartilhar com outros, resultado assim numa vida frutífera.

O Senhor Jesus trata, portanto, da expansão do Reino de Deus. Esta ação se dá por meio da pregação do evangelho que é pregado indiscriminadamente, onde os ouvintes são desafiados a receber a Palavra e focar nela para seu crescimento. A conclusão é que quem ouve e recebe a mensagem do Reino de Deus torna-se um autêntico discípulo de Cristo cheio de vida e um agente de transformação para outros.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Givaldo Santana (Pastor na IPC de Birigui – SP e Pedrinha Paulista – SP)