“A importância da harmonia entre os cristãos”
24 de outubro de 2019
“Revelando um propósito maior”
26 de outubro de 2019

“O sinal do cristão”

O Senhor Jesus Cristo, nos últimos dias do Seu ministério terreno, instrui os Seus discípulos sobre tudo quanto era necessário para a continuidade da Sua obra.

Em João 13.34 e 35 lemos “Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros. Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros”.

Consideremos, primeiramente, o padrão do amor. “Como eu os amei”. Esse é o padrão do amor que Deus quer entre os Seus filhos. “Mas Deus demonstra o seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores” (Rm 5.8).

Consideremos a extensão desse amor: “Amem-se uns aos outros”. “Sobretudo, amem-se sinceramente uns aos outros, porque o amor perdoa muitíssimos pecados” (1Pe 4.8).

E, por fim, consideremos a importância desse amor. À medida que o amor é real, prático, visível entre os cristãos, o mundo conhece que somos discípulos de Jesus. O amor não se limita a dizer que nos amamos. A real característica não está em dizer que ama, mas, em viver o amor. É interessante que Jesus não diz que o mundo nos conheceria pelas realizações de grandes obras, de “milagres”. Ele disse que, se como cristãos nos amarmos como Ele nos amou, o mundo O conhecerá. Amarmo-nos é fazer a Sua vontade, é obedecer aos Seus mandamentos. João disse: “Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor” (1Jo 4.8).

O amor de Deus para conosco é real e visível. Ele, em Cristo, nos amou e enviou-nos o Seu Filho amado. Ele não ficou na teoria. Foi prático. Ora, da mesma forma também deve ser o amor entre nós, cristãos. Devemos amarmo-nos uns aos outros, sem hipocrisia. “O amor deve ser sincero” (Rm 12.9).

O amor deve modelar a vida de todo cristão. “Amar uns aos outros” expressa a comunhão à qual os cristãos foram chamados a viver.

Estamos no mundo e vivemos no mundo. Se queremos testemunhar ao mundo que Deus enviou Cristo para morrer pelo pecador, se queremos causar impacto no mundo, devemos começar com o amor, amando-nos uns aos outros. “Com isto todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros” (Jo 13.35).

O mundo não pode resistir a força e o poder do amor, quando a sua fonte é o amor de Deus.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. José Paulo Brocco