“O Governo e a Benção de Deus”
11 de maio de 2020
“Inveja, um grande mal”
13 de maio de 2020

“O propósito das provações da vida”

“O crisol é para prata, e a fornalha é para ouro, e o SENHOR prova corações” (Provérbios 17: 3)

O Senhor permite provações em nossas vidas com o propósito de nos refinar. É um tempo de prova que realmente revela a fé de alguém. Como você lida com os tempos difíceis mostra se você realmente confia em Deus ou não.

À medida que passamos por esse período de provas, devemos aprender e crescer ele, pois nenhuma provação nos deixa da mesma maneira. Diferente da tentação que no começo parece ser algo bom, mas no final derruba e destrói, a provação no começo pode não ser bom e não ter um sentido lógico, mas no final, fortalece e nos torna maduros para a vida e para a fé. Deus prometeu um filho a Abraão e por muito tempo ele o esperou. Mas depois que esse seu filho nasceu e se tornou adolescente Deus o pediu em sacrifício como prova de sua fé. E disse, “toma agora o teu filho, o teu único filho Isaque a quem amas e oferece-o em holocausto a mim, sobre uma das montanhas que eu te direi”. Deus pediu a Abraão o seu único filho. Durante a caminhada para o local onde Deus designaria a que se fizesse o sacrifício, imagine como estava o espírito de Abraão. Enfim, quando chega ao lugar indicado por Deus e ambos preparam tudo, seu filho Isaque lhe diz: Pai, temos aqui o altar, a lenha, enfim…, mas o cordeiro para o sacrifício, onde está? Sem vacilar, Abraão responde: “o cordeiro para Si, meu filho, Deus proverá”. Deus queria provar a fé de Abrão. Sobre este ato de fé, e bom seria lembrarmos que Abraão foi chamado de “o pai da fé”, o autor aos Hebreus, no capítulo 11, capítulo que é chamado de a Galeria da fé, faz menção a Abraão dizendo nos versos 17 a19, que “ Pela fé, Abraão, quando posto à prova, ofereceu Isaque; estava mesmo para sacrificar o seu unigênito aquele que acolheu alegremente as promessas, a quem se tinha dito: Em Isaque será chamada a tua descendência; porque considerou que Deus era poderoso até para ressuscitá-lo dentre os mortos, de onde também, figuradamente, o recobrou”.

Então, aprendamos que na hora em que estivermos sendo provados devemos nos lembrar de nos voltarmos para Deus em busca de sabedoria, orientação e proteção. Meu rogo a Deus, o meu desejo é que quando estivermos sendo provados estejamos tirando o melhor deste tempo de provas.

É um pensamento poderoso que Deus não perde tempos de crise. Ele usa todas as situações e nos ensina a tirarmos o melhor de cada uma delas. Este pode ser um daqueles momentos em que Ele separa a fé verdadeira da fé temporal, circunstancial, ou seja, a fé daqueles que creem de tempos em tempos e depende das circunstâncias. Se você Crê em Deus além da Circunstância, as circunstâncias da vida não poderão te derrubar e mesmo que isso, momentaneamente, aconteça, você pode aprender com a queda e este pode ser o momento em que você cresça muito. Portanto, gaste tempo com Deus em leitura e oração.

No salmo 119 verso 50, “o que me consola na angústia é isso, que a tua palavra me vivifica.” O Salmista nos fala do proveito pôde tirar porque escolheu ler, estudar e se reconectar com Deus.
Faça isso também. É momento de se reconectar com Deus, com a família e com os amigos. Deus usa todas as situações para um propósito maior.
Termino com a leitura do salmo 66 dos versos 10 a 12 que nos dizem: “Pois tu, ó Deus, nos provaste; acrisolaste-nos como se acrisola a prata. Tu nos deixaste cair na armadilha; oprimiste as nossas costas; fizeste que os homens cavalgassem sobre a nossa cabeça; passamos pelo fogo e pela água; porém, afinal, nos trouxeste para um lugar espaçoso”.

Não amaldiçoe e nem maldiga as lutas e provações da vida. A vida é uma fornalha. Permita que ela faça seu trabalho de te refinar e, só assim a glória de Deus resplandecerá em sua vida e através de sua vida.

O crisol é para prata, e a fornalha é para ouro, e o SENHOR prova corações (Provérbios 17: 3).

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. José Serra (Pastor na 2 IPC de Goiânia – GO)