“O Problema é o Coração (4)”

“Bem aventurados os que choram”
6 de junho de 2019
A Vereda do Justo
8 de junho de 2019

“O Problema é o Coração (4)”

“O coração é mais enganoso que qualquer outra coisa e sua doença é incurável. Quem é capaz de compreendê-lo”? (Jr 17.9). “Assim como a água reflete o rosto, o coração reflete quem somos nós” (Pv 27.19). “Acima de tudo, guarde o seu coração, pois dele depende toda a sua vida” (Pv 4.23).

O homem, sendo pecador e estando destituído da graça e da glória de Deus, tem o seu coração inclinado para o pecado. O homem não conhece o seu próprio coração, embora julgue conhece-lo. Olhe o mundo. Procure contemplar o mundo. “Tornaram-se cheios de toda sorte de injustiça, maldade, ganância e depravação. Estão cheios de inveja, homicídio, rivalidades, engano e malícia. São bisbilhoteiros, caluniadores, inimigos de Deus, insolentes, arrogantes e presunçosos; inventam maneiras de praticar o mal; desobedecem aos seus pais; são insensatos, desleais, sem amor pela família, implacáveis” (Rm 1.29-31). Estas palavras foram escritas pelo apóstolo Paulo, no meado do primeiro século. Seria diferente hoje?

Não se iluda, pois você não conhece o seu coração e, o que pode ser mais triste ainda, você não pode transformar o seu coração, segundo a Palavra de Deus. “O Senhor viu que a perversidade do homem tinha aumentado na terra e que toda a inclinação dos pensamentos do seu coração era sempre e somente para o mau” (Gn 6.5). Temos aqui dois pontos fundamentais: a extensão do pecado e a intensidade do pecado. Todo ser humano é pecador e, potencialmente é inclinado para o pecado.

Todavia, o Criador do homem conhece o coração da Sua criatura. “Eu sou o Senhor que sonda o coração e examina a mente, para recompensar a cada um de acordo com a sua conduta, de acordo com as suas obras” (Jr 17.10). A criatura não se conhece, mas o Criador conhece plena e exaustivamente a Sua criatura. E isso deveria causar temor em todo ser humano, pois, por conhecer cada ser humano, o Criador é também Juiz. O fato de conhecer cada criatura dá ao Criador o poder de julgar e recompensar a cada um, segundo a conduta e obras de cada um.

Considere: você conhece mesmo o seu coração? Faça um teste: Responda sinceramente: onde está o seu coração? “Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração” (Mt 6.21). O problema não são os tesouros, mas onde o seu coração está. E onde o seu coração estiver fará toda diferença.
O problema continua sendo o coração. Ele revela o que somos, quem somos e porque somos.

E há uma terrível consequência: aqueles que não forem puros de coração não verão a Deus (Mt 5.8).

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. José Paulo Brocco