“O chamado para fazer o bem e deixar de fazer o mal”

“A batalhar pela fé”
18 de setembro de 2020
“Cuidado com o que você tem plantado!”
22 de setembro de 2020

“O chamado para fazer o bem e deixar de fazer o mal”

A vida cristã é dinâmica e cheia de desafios. Todo tempo estamos diante de situações que requerem uma postura e uma conduta. De certa maneira, poderíamos dividir esses desafios da vida cristã em dois aspectos.

O primeiro deles é o chamado para deixar de fazer o mal. O mal não é compatível com o bem, por isso, quando uma pessoa experimenta o verdadeiro nascimento sua luta consiste em anular os efeitos do pecado. Aquele que mentia deve deixar de mentir, aquele que roubava deve deixar de roubar, aquele que vivia para si, agora passa a viver para Deus. Em outras palavras, o primeiro desafio trata-se de abandonar a prática do mal. À medida que um cristão amadurece se torna cada vez menos intimo dessas práticas pecaminosas. Essas práticas até podem ocorrer em alguns momentos, mas para o cristão verdadeiro elas ocorrem não como regra, e sim como exceção.

O segundo aspecto é o chamado para fazer o bem. Parece óbvio, mas não é. Muitos chamados cristãos dedicam suas vidas em simplesmente não cometer certos pecados, quando na verdade o chamado de Deus é mais profundo. Esse chamado consiste em abandonar a prática do pecado e cultivar a prática do bem em todas as suas formas e variedades. Isso implica amar a Deus com toda a força, mente e coração e amar o próximo como a si mesmo, promovendo o bem sem esperar por recompensa. A todo tempo surge oportunidade para se praticar o bem de alguma forma, portanto não a desperdicemos.

E você, já deixou de fazer algo que desagrada a Deus no dia de hoje e fez algo que glorificou seu Santo nome?

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Ricardo S. Alves (IPC de Palmares Paulista – SP)