“o prenúncio do fim”
5 de agosto de 2020
“Quem é você?”
7 de agosto de 2020

“No mundo das fakes” (final)

“Vivemos em um mundo em que a verdade, não apenas é distorcida, mas também rejeitada e, onde a mentira é aceita como se fosse verdade.

Às vezes você recebe uma mensagem de uma pessoa confiável e, sem averiguar a autenticidade da mensagem, você a repassa aos seus grupos. Alguém, então, diz que a mensagem é fake. Pode deletar, mas a mensagem já foi repassada e, certamente, muitas pessoas não irão averiguar se é verdade ou mentira.

Por que há pessoas que se deleitam em espalhar mentiras? O que, na verdade, ganham com isso?

O que podemos aprender no mundo das fakes? Há, certamente, muitas coisas que podem ser aprendidas, tanto negativa quanto positivamente. Todavia, desejo me limitar apenas a uma lição. Averiguar se a mensagem é falsa ou verdadeira. Demanda tempo, às vezes pouco, outras vezes mais tempo, mas é preciso averiguar a procedência e a autenticidade da mensagem.

As fakes existem em todos os segmentos da sociedade, em todas as áreas da vida. Portanto, é muito necessário averiguar a procedência da mensagem que recebemos, que ouvimos.

O salmista Davi fez a seguinte assertiva: “Este é o Deus cujo caminho é perfeito; a palavra do Senhor é comprovadamente genuína. Ele é um escudo para todos os que nele se refugiam” (Sl 18.30). É muito significativo o que Davi diz a respeito da Palavra de Deus “a palavra do Senhor é comprovadamente genuína”. Há apenas um caminho para saber se essa afirmação é verdadeira ou se é uma fake. Examinar na fonte e, nesse caso, a própria Palavra de Deus. Certa vez, Jesus disse aos Seus ouvintes: “Vocês estudam cuidadosamente as Escrituras, porque pensam que nelas vocês têm a vida eterna. E são as Escrituras que testemunham a meu respeito” (Jo 5.39).
Apesar de tantas oposições, tentativas de destruir as Escrituras Sagradas, elas permanecem. Uma razão, certamente é o que Davi disse: “A lei do Senhor é perfeita” (Sl 19.7). Outra razão é o que Jesus disse: “A tua palavra é a verdade” (Jo 17.17). Nada pode ser acrescentado e nada pode ser tirado delas. E o apóstolo Paulo disse: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça” (2Tm 3.16).

As fakes são inventadas e seus propósitos não são bons.

Deus é o Autor da Sua Palavra e ela nos foi dada para que O conheçamos e, estudando-a e meditando nela, viver em conformidade com os Seus ensinamentos. Eis a mais pura verdade.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. José Paulo Brocco (Pastor na 1ª IPC de São Paulo)