“Escolhendo a melhor parte”
29 de agosto de 2020
A EXPANSÃO DO REINO (Mateus 13.33)
1 de setembro de 2020

“Louvores sem fim!”

Assim está escrito no Salmo 119:71: “Foi-me bom ter eu passado pela aflição, para que aprendesse os teus decretos.”

Eu vejo, leio, entendo e imagino o Salmo 119 como um verdadeiro concerto. Parece que lendo os versos desse Salmo ouço uma orquestra fazendo uma linda apresentação. Os decretos, os juízos, as prescrições, os mandamentos, por exemplo, são os músicos. Eles existem para a glória e louvor do Senhor. E em segui-los, também damos glórias ao nosso Deus. Ao que tudo indica, o autor desse Salmo 119, ou estava atravessando problemas quando o escreveu, ou então tinha passado recentemente por problemas, de modo que o Salmo 119 foi o resultado do balanço que fizera de tudo que havia superado. Ele aprendeu que tudo de muito difícil que havia superado havia contribuído muito para seu desenvolvimento pessoal bem como para seu crescimento espiritual. Ele disse que havia sido bom ter passado pela aflição. Até mesmo a aflição enfrentada foi boa para ele porque ele entendia que sua aflição tinha vindo de Deus. A aflição que Deus enviara na sua vida fora algo grandemente bom. Não foi em nada ruim. Foi totalmente proveitosa. E o salmista declara qual foi o efeito dessa boa aflição que Deus mandara na sua vida. Disse: “para que aprendesse os teus decretos”. A finalidade de ter enfrentado uma aflição foi para se aproximar mais de Deus. Deus não o afligiu para transformá-lo num inimigo Seu, mas, num homem mais agradecido e num adorador mais amadurecido. Ele aprendeu mais sobre os planos divinos e os eternos decretos do Senhor porque passou pela escola da aflição.

A escola da aflição de José foi o Egito, a escola da aflição de Moisés foi o deserto, do povo de Israel também foi o deserto. De Daniel foi a corte da Babilônia e também uma cova com muitos leões. Dos amigos de Daniel, a escola da aflição pegava fogo. Do apóstolo Paulo, digo que sua escola era um espinho que não saia da sua carne. Bem, e por aí vai.

Creio que não é sem propósito que Deus trabalha na vida dos Seus escolhidos usando inclusive o método da aflição. Tem uma finalidade maravilhosa em tudo isso. E pela Palavra de Deus, creio que é para a glória do Seu Nome e para que o bem se dê na vida dos Seus filhos.

Que nossa vida seja como o Salmo 119, como um concerto que não tem descanso e que não se interrompe por nada. Rendamos graças e glórias ao nosso Poderoso Deus. Vivamos de modo obediente à Sua Palavra e para que nossa vida seja para o louvor da glória de Deus.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Pr. Heli Donizeti (Pastor da IPC de Prata/MG).