O desafio de sermos fieis
18 de junho de 2020
“Respondendo ao Convite” (Mateus 11.28-30)
20 de junho de 2020

“Lâmpada e luz”

O salmista, expressando-se sobre a excelência da Palavra de Deus, diz: “A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho” (Sl. 119.105).

O homem feliz é aquele que tem todo o seu prazer na Palavra de Deus. “Ao contrário, sua satisfação está na lei do Senhor, e nessa lei medita dia e noite” (Sl 1.3).
Josué, quando assumiu a liderança sobre o povo de Israel e com a responsabilidade de introduzi-lo na terra prometida, foi exortado sobre a lei do Senhor: “Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas dia e noite, para que você cumpra fielmente tudo o que nele está escrito” (Js 1.9).

A Bíblia é a Palavra de Deus, por isso o cristão deve ele ter nela todo o seu prazer e meditar nela continuamente. Ela orienta, admoesta, ensina. Ela deve ser praticada pelo cristão em todas as áreas da sua vida. Seus ensinamentos são verdadeiros, seus princípios, permanentes e, suas promessas são promessas de Deus.
Ela deve ser a única regra de fé e prática para o cristão. É por ela, e somente por ela que o cristão deve guiar toda a sua vida. Desviar-se dela é incorrer em grave pecado. É cair no desagrado de Deus. Não meditar nela é desviar-se para a direita ou para a esquerda.

Desde a entrada do pecado no mundo o cristão tem vivido no meio de gerações corrompidas e perversas. O pecado tem dominado o coração e pensamento do homem. Não há, humanamente falando, limites para a pecaminosidade do homem. E a razão para isto é que, estando ele morto em seus delitos e pecados, não tem a menor inclinação ou o menor desejo de voltar-se para Deus, de viver em conformidade com os ensinos da Palavra de Deus.

Todo aquele que é regenerado pela Palavra de Deus, deve ter nela todo o seu prazer e alegria. “Vocês foram regenerados, não de uma semente perecível, mas imperecível, por meio da Palavra de Deus, viva e permanente” (1Pe 1.23).

Lâmpada para os pés! Luz para os caminhos! Conduz firmemente e ilumina para que o cristão não venha a tropeçar ou cair nas astutas ciladas do diabo. O cristão que ama e se deleita na Palavra de Deus tem e vive a mesma experiência do salmista, que canta: “Como eu amo a tua lei! Medito nela o dia inteiro” (Sl 119.97).

É imperativo que o cristão se alimente, diariamente, da Palavra de Deus, pois assim fazendo, sempre andará em conformidade com a Palavra de Deus, que é lâmpada e luz para todo filho de Deus.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. José Paulo Brocco (Pastor na 1ª IPC de São Paulo)