“O que mais importa é fazermos o mais importante”
4 de dezembro de 2019
“Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”
6 de dezembro de 2019

“Investimento para a alma”

“Compra a verdade e não a vendas; compra a sabedoria, a instrução e o entendimento” (Provérbios 23.23)

No último fim de semana muitas pessoas aguardaram agitadas e ansiosas a chegada da Black Friday. Muitos veem nessa data uma grande oportunidade de realizar seu sonho de consumo. Para isso, se preparam durante o ano todo. E quando o dia chega, esforços não são medidos. Alguns passam longas horas em frente a lojas aguardando a abertura das portas; outros atravessam a madrugada em frente ao computador pesquisando até encontrar a grande oferta. Muito e muito dinheiro e tempo são gastos nesse dia em forma de investimento para o insaciável coração humano.

“Compra” e “venda” são verbos que, sem dúvida, expressam muito sobre o mundo capitalista e sobre a vida de muitas pessoas. São também imagens comerciais emprestadas por Salomão para nos chamar a atenção à vida espiritual. No contexto, o pai que deseja o melhor a seu amado filho, o instrui a comprar a sabedoria e a jamais vendê-la.

A razão do conselho paterno é porque nada neste mundo é mais valioso do que a sabedoria. Consequentemente, nenhum outro investimento pode se equiparar ao lucro obtido por ela. Atente às palavras de Salomão em Provérbios 16.16 onde é dito: “Quanto melhor é adquirir a sabedoria do que o ouro! E quanto mais excelente, adquirir a prudência do que a prata!”; e em Provérbios 8.11: “Porque melhor é a sabedoria do que os rubis; e tudo o que mais se deseja não se pode comparar com ela”. Tiago acrescenta e diz: “A sabedoria, porém, lá do alto é, primeiramente, pura; depois, pacífica, indulgente, tratável, plena de misericórdia e de bons frutos, imparcial, sem fingimento” (Tg. 3.17).

Contudo, as questões que levantamos para reflexão são: “será que investimos em sabedoria como investimos nos bens materiais? Será que temos aguardado o retorno do nosso Senhor como aguardamos a Black Friday? Será que o tempo que investimos em busca de promoções se equipara ao tempo que investimos na Palavra, no culto e na oração?

Precisamos investir mais nas riquezas eternas e incorruptíveis do que nas materiais e passageiras. Precisamos investir mais em nosso crescimento espiritual, comprando a verdade, a sabedoria, a instrução e o entendimento, até que consigamos zerar os investimentos carnais, que tanto nos prejudicam.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Roney Pascoto (Pastor na IPC de Limeira – SP)