“Um Teste”
25 de novembro de 2019
“Como enfrentar o sofrimento?”
27 de novembro de 2019

“Faça hoje, pois hoje é o dia.”

“Quanto lhe for possível, não deixe de fazer o bem a quem dele precisa. Não diga ao seu próximo: “Volte amanhã, e eu lhe darei algo”, se pode ajudá-lo hoje”(Pv. 3.27-28)

Quão simples, edificante, saudável e urgente é esta sábia instrução. Ela me fez lembrar de uma frase que minha querida sogra sempre dizia: “Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje”.

“Filho meu” – é com essa expressão, que o capítulo 3 de Provérbios começa. Descrevendo a figura de um pai amoroso, aconselhando seu querido filho – a quem muito quer bem – a percorrer o caminho da sabedoria. Seu propósito é exortá-lo a andar pelo caminho da sabedoria. A partir de então, o filho é desafiado a não se esquecer dos seus ensinos, e a guardar no coração os seus mandamentos (cf. v.1). Vale destacar que o pronome “meus”, como aparece no verso 1, não se refere aos ensinos e mandamentos humanos, mas sim, à Palavra de Deus, à sabedoria divina.

O recurso usado para apresentar as instruções é bastante interessante e fácil de perceber, o autor apresenta um conselho sempre acompanhado de uma bênção, veja:

Versos 1 e 2: Filho meu, não te esqueças dos meus ensinos, e o teu coração guarde os meus mandamentos porque eles aumentarão os teus dias e te acrescentarão anos de vida e paz.

Versos 3 e 4: Não te desamparem a benignidade e a fidelidade; ata-as ao pescoço; escreve-as na tábua do teu coração e acharás graça e boa compreensão diante de Deus e dos homens.

Nos versos 27-28 o filho é desafiado a praticar o bem ao próximo, ou seja, a exercer o altruísmo: “Quanto lhe for possível, não deixe de fazer o bem a quem dele precisa”. A generosidade é uma grande bênção para aqueles que andam no caminho da sabedoria, antes mesmo de ser um grande dever. Afinal, esse é um dos meios pelo quais se demonstra o verdadeiro amor por Deus (cf. 1ª Jo. 4.20). Contudo, a verdade é que passamos muito tempo conversando sobre o que “pensamos” em fazer. Temos boas intenções. Sabemos que a Bíblia nos ordena a sermos generosos; acreditamos que o Espírito Santos nos incentiva e nos capacita a fazer boas obras, mas somos hesitantes.

Nessa hora recebemos este provérbio, com conselhos simples: “Quanto lhe for possível, não deixe de fazer o bem a quem dele precisa…”. O sábio diz: Faça, não hesite, deixe as desculpas de lado… faça! Dê um bom conselho, um forte abraço. Deseje um bom dia. Oferte, doe, estenda as mãos, ore… Inúmeras são as possibilidades de exercitar o bem e somos chamados a fazermos isso hoje, agora. Deixar para amanhã não é sábio, conforme instrui o texto: “Não diga ao seu próximo: “Volte amanhã, e eu lhe darei algo”, se pode ajudá-lo hoje”. Façamos hoje, façamos agora; pois esta é a vontade de Deus!

Não precisamos esperar que apareçam grandes oportunidades, ou ainda, que a situação financeira melhore. O Senhor está pedindo que você faça algo hoje. Talvez o que consiga fazer hoje não seja grande coisa aos seus próprios olhos; mas se Deus está concedendo essa oportunidade é porque isso pode ser uma grande bênção para quem você faz. Portanto, atendamos a Palavra da Sabedoria, espalhemos generosidade, amor e alegria… e, ao fazer isso, sem dúvida seremos os primeiros agraciados e enriquecidos!

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Roney Pascoto (Pastor na IPC de Limeira – SP)