“Jovem, onde você tem aplicado a sua força?”
7 de fevereiro de 2020
“Que é o pecado para você?”
10 de fevereiro de 2020

“Discípulo de Cristo (6)”

“Se alguém se envergonhar de mim e das minhas palavras, o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier em sua glória e na glória do Pai e dos santos anjos” (Lc 9.26).

Além de negar-se a si mesmo, tomar diariamente a sua cruz e seguir a Jesus, o verdadeiro discípulo jamais deve se envergonhar do seu Mestre.

O discipulado do cristão tem início no momento da sua conversão a Deus. E, no texto acima mencionado Jesus fala da Sua volta. Todavia, há uma situação tremendamente interessante: todo aquele que se envergonhar Dele, durante toda a sua peregrinação, o Senhor Jesus também se envergonhará dele na presença do Pai. São duas situações, sendo que uma traz consequências para toda a eternidade. Se alguém diz ser discípulo de Jesus e se envergonha Dele, revela que, na verdade, jamais foi discípulo do Mestre. Porém, Jesus se envergonhar de alguém que se envergonha Dele e não vive como Seu discípulo, não viverá a eternidade com Jesus.

O que poderia levar um discípulo a se envergonhar de Jesus?

1. Não conhecer verdadeiramente o Mestre. Seria o conhecimento superficial. “Alguns dizem que és João Batista; outros, Elias; e, ainda outros, que és um dos profetas do passado que ressuscitou” (Lc 9.19).

2. Não ter certeza plena e absoluta que foi salvo unicamente pela graça de Deus. “E deu-nos vida com Cristo, quando ainda estávamos mortos em transgressões – pela graça vocês são salvos” (Ef 2.5).

3. Quando ama o mundo, mas não ama a Deus. “Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele” (1Jo 2.15).

Envergonhar-se é, na realidade, não crer na necessidade da morte de Jesus. É não crer que, de fato, o homem é pecador e que, se não for pela graça de Deus, todo homem está irremediavelmente sob a ira de Deus e a condenação do pecado. Envergonhar-se é não ter o Reino de Deus como prioridade única e absoluta em sua vida.

Jesus, o Filho de Deus não se envergonhou de morrer em uma cruz pelas Suas ovelhas, tornar-se maldito de Deus para resgatar os Seus discípulos. Ele não teve vergonha de sofrer todas as afrontas pelas quais passou na cruz. E Ele não se envergonhou porque ama Seus discípulos.

Verdade maravilhosa: Jesus, o Filho de Deus não se envergonhou de morrer numa cruz pelos Seus discípulos. E Ele não se envergonhará de todo aquele que, durante a sua peregrinação neste mundo, não se envergonha Dele.

Se você é um discípulo de Jesus, não há porque se envergonhar Dele. Não é mesmo?

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. José Paulo Brocco (Pastor na 1ª IPC de São Paulo)