DEVOCIONAIS

18 de julho de 2019

“O meu socorro vem só do Senhor!”

Alguém, por acaso, já te perguntou para onde vamos depois que morrermos? Ou perguntou o que acontece depois que morremos? Já perguntaram a você quem é Deus? Praticamente todos os dias ouvimos perguntas. Algumas delas conseguimos até responder, mas já outras perguntas nos confundem ou são difíceis mesmo, daí preferimos não dar qualquer resposta. No Salmo 121:1 tem uma pergunta registrada. Está escrito: “Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro?” Ao que tudo indica, o Salmo 121 retrata algo ocorrido numa das peregrinações dos judeus rumo ao templo. A um dos adoradores que estava caminhando rumo ao templo alguém pelo trajeto abordou e perguntou: – Ô, irmão, eu ponho os meus olhos lá bem no alto desses montes que me cercam, mas de qual deles virá o meu socorro? A pessoa que fez essa perguntava acreditava que o socorro de que ela precisava deveria vir […]
17 de julho de 2019

“Mudança de Hábito (final)”

Mudança de hábito significa abandonar o padrão pecaminoso e procurar viver o padrão bíblico. Não é uma coisa simples e mecânica, pois, como pecadores e sem Cristo, estamos habituados a praticar o que nossa natureza pecaminosa nos inclina a fazer; porém, uma vez que fomos remidos pelo sangue de Cristo, temos uma nova natureza que, embora pecadora, luta contra o pecado e as paixões da carne. Por um lado, é preciso livrar-se. “Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade” (Ef. 4.31). Livrar tem a ideia de afastar para longe. O cristão deve afastar para longe de si todos esses pecados. “Não há lugar algum para qualquer dessas coisas horríveis na comunidade cristã; devem ser totalmente rejeitadas”. Por outro lado, o cristão é instruído a apegar-se às virtudes que agradam a Deus e promovem a edificação do corpo de Cristo, que é a […]
16 de julho de 2019

“Bem melhor ainda que todo o saber, é confiar que Deus sabe por mim”

Uma das coisas comum a todos os games é a progressão do jogador ao superar cada fase do jogo. Pode ser até haja alguma bonificação, no entanto, as dificuldades só aumentam a cada etapa. Embora, bem simplista, a referida ilustração atende à proposta da presente devocional baseada em Jeremias 12.1-6. O contexto da passagem remonta ao capítulo 11.21 quando os homens de Anatote são apresentados como uma ameaça à vida do profeta. O versículo registra palavras duras contra Jeremias. Ou ele para parava e falar em nome do Senhor ou seria morto. Por isso, sua ponderação a respeito dos perversos, seu questionamento e a resposta de Deus, nos primeiros versos do capítulo 12. Voltando à ilustração sobre o jogo e suas etapas. O desconforto de Jeremias quanto as ameaças dos homens de Anatote se evidencia, à medida que o profeta confronta sua situação com a de seus opositores. Nada do […]
15 de julho de 2019

“Caminhando com Deus em meio ao Sofrimento”

Talvez o maior erro que cometemos é o de pensar que Deus não conhece a nossa dor. É comum ter a imagem de Deus sentado num trono agindo de maneira aleatória, indiferente e até mesmo despreocupada. Quando acontece uma grande tragédia é comum nos perguntarmos: “Por que Deus permitiu? Por que não impediu?”. Porém, as páginas das Escrituras nos revelam que não há nenhum ser vivo sobre a face da terra, seja do passado, do presente ou do futuro que tenha experimentado a dor e o sofrimento tão intimamente como o próprio Deus. A Bíblia relata a história do Grande e Majestoso Rei deixando o seu trono de Glória para colocar os seus pés sobre um mundo inteiramente contaminado pelo pecado. Estar num ambiente contaminado pelo pecado já foi um grande sofrimento para o nosso Senhor Jesus, mas ser acusado, julgado e condenado pelas mãos de pecadores iníquos potencializou ainda […]
14 de julho de 2019

“Deus não abandona seus filhos”

“Pois não desprezou, nem abominou a dor do aflito, nem ocultou dele o rosto, mas o ouviu, quando lhe gritou por socorro” (Salmo 22.24) O Salmo 22 começa com aquelas famosas palavras que seriam pronunciadas por Jesus, na cruz, muito tempo depois: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” É possível que você já tenha, ou esteja agora, se sentindo assim. Desemprego, enfermidade ou perda de um ente querido podem nos trazer dor tão intensa a ponto de nos sentirmos desamparados por Deus. No entanto, no versículo 22 o salmista declara que cantará louvores a Deus; no 23 convoca os que temem a Deus a fazer o mesmo. Por que? Porque Deus “não desprezou, nem abominou a dor do aflito”. Isto expressa a crença de que as orações foram ouvidas. Deus não escondeu seu rosto, isto é, Ele não abandonou completamente, ainda que por um momento parecesse ter abandonado. […]
13 de julho de 2019

“Você se acha um Cristão?”

Qualquer tipo de fé que se diga cristã é realmente cristã? Você já parou pra pensar que você pode estar fazendo parte de lugar que não é cristão, que há neste universo de “igrejas” hoje em dia? O que tem isto demais? Só um problema tamanho do mundo! Veja o que as Escrituras dizem: “Irmãos, venho lembrar-vos o evangelho que vos anunciei, o qual recebestes e no qual ainda perseverais; por ele também sois salvos, se retiverdes a palavra tal como vo-la preguei, a menos que tenhais crido em vão” (1Coríntios 15. 1-2). A pergunta que o texto nos leva a fazer é porque Paulo tem todo um cuidado de lembrar os irmãos da igreja em Corinto? Será que não é porque a crença é algo realmente sério? Paulo julga que eles estão perseverando nele, pois é a través dele que eles seriam salvos. Todavia, o texto apresenta uma condiciona: […]
12 de julho de 2019

“Não nos afastemos de Deus!”

A leitura, o estudo e a meditação nos textos do Antigo Testamento das Escrituras Sagradas podem nos render boas descobertas e uma grande aprendizagem. Vamos observar um excelente exemplo a esse respeito. Em Sofonias 3:2 está escrito: “Não atende a ninguém, não aceita disciplina, não confia no Senhor, nem se aproxima do seu Deus.” O profeta Sofonias foi contemporâneo do profeta Jeremias. Eles profetizaram no mesmo lugar: Jerusalém e na mesma época: durante os dias do reinado do rei Josias. Eles presenciaram as mesmas coisas: um povo que desobedecia a aliança com Deus. Para entender algumas passagens de Jeremias podemos buscar informações em Sofonias, e para entender melhor algumas passagens de Sofonias basta fazermos uma visita ao livro de Jeremias. Então, vamos a uma questão: por que Sofonias disse que Jerusalém não atendia a ninguém, não aceitava disciplina, não confiava no Senhor, nem se aproximava do seu Deus? Em Jeremias […]
11 de julho de 2019

“Bençãos nas Provações”

“Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança.” (Tg 1.2-3). O ensino deste versículo é maravilhoso, porque nos dá entendimento para uma grande e difícil questão da vida, o significado das nossas provações. É importante sabermos que provação é diferente de tentação. A provação é uma situação onde nossa fé é provada. Geralmente a provação acontece na forma de adversidades que se levantam contra nós. Por usa vez, a tentação, tem a ver com nossas vontades. A tentação nos seduz e nos induz ao pecado. A tentação não nos beneficia em nada; na verdade, quase sempre nos traz problemas, quando não a resistimos. Diferente, a provação, conforme nos ensina Tiago, quando confirmada produz perseverança, ou seja, colabora para o nosso crescimento humano e espiritual. Aproxima-nos mais de Deus. Somos como o ouro que […]
10 de julho de 2019

“O Perigo de um Coração Soberbo (1 Samuel 15.12-23).”

Ao refletirmos nos versos anteriores (de 1 ao 11) vimos o perigo de se “ignorar a vontade Deus”, quando Saul, agindo por conveniência, entendeu que obedecer a Deus parcialmente, ainda que com boa intenção era suficiente. Mas, ele se enganou. Hoje, continuando nossa reflexão sobre o texto de 1º Samuel 15, agora nos versos de 12 a 23, aprendemos que ter um coração dominado pelo orgulho é tão perigoso quanto desobedecer a Deus. Saul fora chamado por Deus para fazer justiça em Seu Nome. Amaleque e tudo o que lhe pertencia deveriam ser totalmente destruídos. A batalha termina, mas Saul não destroi tudo, antes decide-se, por conveniência, poupar o rei amalequitaa e parte dos seus rebanhos. Era hora de voltar, mas de acordo com o v. 12, Saul decidiu-se por ir em direção oposta; ele foi para o monte Carmelo. Porque para o Carmelo? Para satisfazer o desejo do seu […]
9 de julho de 2019

“Pensem concordemente no SENHOR” (Filipenses 4.8).

Certa vez Santo Agostinho afirmou que: “Nas coisas essenciais, unidade! Nas não essenciais, liberdade! E em todas as coisas amor”. O amor é um princípio valioso que deve governar a vida do cristão. Por ser uma dádiva de Deus concedida ao seu povo é necessário que esteja acima das nossas divergências e de nossos próprios interesses. O amor de Deus revelado em Cristo é a característica essencial que deve distinguir a igreja de todas as outras comunidades. Esse amor de natureza sobrenatural nos capacita a tratar os nossos irmãos com respeito, graça e bondade nos fazendo lembrar que aquilo que nos une é infinitamente maior do que aquilo que nos separa. Essa foi a recomendação dada por Paulo as duas irmãs da igreja de Filipos no capítulo 4.2 que diz: “Rogo a Evódia e rogo a Síntique pensem concordemente, no Senhor”. O fato de não sabermos os reais motivos que […]
8 de julho de 2019

Mudança de Hábito (6)

“Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem” (Ef. 4.29). Falar é uma experiência exclusiva do ser humano. Estamos tão habituados a falar que, nem sempre, nos lembramos desse fato tão simples, mas, extraordinário. A capacidade e habilidade de falar. As Escrituras Sagradas nos instruem, por exemplo, a sermos sensatos no nosso falar. “Quando são muitas as palavras, o pecado está presente, mas quem controla a língua é sensato” (Pv 10.19). “Quem tem conhecimento é comedido no falar, e quem tem entendimento é de espírito sereno” (Pv 17.27). Tiago nos exorta quanto ao domínio da língua, ao dizer: “A língua, porém, ninguém consegue domar. É um mal incontrolável, cheio de veneno mortífero” (Tg 3.8). A importância de sermos comedidos no falar é porque, conforme disse Jesus: “Mas eu lhes […]
7 de julho de 2019

“Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus”

“Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8.28) Este é um texto fácil, mas muito fácil de se usar na vida dos outros. É relativamente simples dizer a quem sofre que deve se consolar no fato de que todas as coisas cooperam para o bem. Porém, é muito difícil aplicá-lo quando somos nós que estamos sofrendo. Paulo começa o texto dizendo que “sabemos”. Com isso ele quer dizer que os crentes de Roma, que muito sofriam com as perseguições, com certeza sabiam que todas, não algumas, mas todas as coisas cooperam ou contribuem nas mãos de Deus para o bem, mesmo aquelas coisas que nos parecem desagradáveis. No entanto, é preciso ressaltar que tal coisa não se aplica a todos, mas apenas aqueles que amam a Deus. Amar a Deus é crer em Cristo […]
6 de julho de 2019

Qual é a oração que Deus atende?

Aquela que estiver de acordo com o seu decreto. Há possibilidades de sabermos qual o decreto de Deus? A resposta é sim e não! Sim, pois parte do seu decreto foi revelado nas Escrituras. Não, porque o Senhor não revelou toda a minúcia e pormenores do seu decreto. Quando oramos sempre fazemos em esperança e expectativa de que nossa oração será atendida, se estiver de acordo com o decreto. Mas, se aqueles que possuem esta compreensão ficam muitas vezes frustrados. Uma vez que suas orações, por não estarem de acordo com o decreto de Deus, não foram atendidas. Porém, algo acontece, apesar de frustrados, não abandonam a fé. Qual a razão? Sabem que se o Senhor não o atendeu, isto se deve ao fato de que suas orações não foram feitas de acordo com o decreto de Deus. E como está revelado que tudo coopera para o bem daqueles que […]
5 de julho de 2019

Cristo nos Liberta de todas as nossas Preocupações!

Eu tenho um conselho especial pra te dar: leia e medite, mas medite mesmo, nas palavras de João capítulo 14. Com essa passagem incrível aprendemos que o Senhor Jesus Cristo liberta os seus discípulos de todas as suas preocupações. Isso é sério. Os discípulos de Cristo têm preocupações sim e olha que são muitas. Não é porque seguem a Cristo e O servem que escapam de passar por problemas, ter dificuldades, se verem em situações difíceis e ficarem bastante preocupados. O Senhor Jesus disse aos seus preocupados discípulos: “Não se turbe o vosso coração”, ou seja, os corações dos discípulos de Cristo estavam agitados, inquietos, com medo. Precisamos lembrar que acontece mesmo, mas é importante que todos nós creiamos que o Senhor é maior e muito mais poderoso que toda a turbulência que nos alcança. E se tem algo que deixa os discípulos com o coração apertado é a sensação […]
4 de julho de 2019

O Valor Do Reino (2)

“Percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades entre o povo.” (Mt 4.23) O contexto religioso nos dias de Jesus não era muito diferente do nosso, visto que a natureza humana continua a mesma. Jesus precisou organizar um método de trabalho para alcançar o seu propósito. Mateus enfatiza que Cristo percorreu toda região à sua volta anunciando as boas novas, tendo como base três atividades principais; ensinando, pregando e, curando. Vejamos cada uma destas atividades. I- “Ensino” (didática, instruir) – É equivalente a comunicar uma informação mais detalhadamente. Os mestres visitantes podiam falar nas sinagogas, contudo, vale destacar que até então, Jesus era um mestre desconhecido, pois estava apenas iniciando o seu ministério público, mas ainda assim, consegue fazer exposições, provavelmente por trazer uma proposta nova e que certamente atraía a atenção dos ouvintes, embora tenha despertado […]
3 de julho de 2019

Mudança de Hábito (5)

“O que furtava não furte mais; antes trabalhe, fazendo algo útil com as mãos, para que tenha o que repartir com quem estiver em necessidade” (Ef. 4.28). Embora Paulo não cite diretamente, o oitavo mandamento diz: “Não furtarás” (Êx 20.15). Furtar é apropriar-se, indevidamente, de um bem alheio. John Stott diz a respeito desse mandamento: “Tinha, e ainda tem uma ampla aplicação, não somente com respeito a furtar o dinheiro ou os bens de outras pessoas, mas também com respeito à sonegação de impostos e a truques com a alfândega que roubam do governo aquilo que lhe é devido; aplica-se ainda aos empregadores que oprimem os trabalhadores, e aos empregados que fazem serviço inferior ou que não trabalham todas as horas devidas”. O hábito de furtar é pecaminoso e, por conseguinte, não agrada a Deus em nenhuma situação. Por isso, a instrução bíblica é que esse hábito deve ser substituído […]
2 de julho de 2019

“Deus fez tudo com entendimento”

Entre anos 2005 e 2007 aconteceu a escolha das sete maravilhas do mundo moderno. Já se conhecia as sete do mundo antigo. Agora são quatorze. Quantas virão ainda? Como aconteceu, é de se concluir que o ser humano continuará usando a sua criatividade, não só para construir, mas também para eleger as melhores criações. Uma vez que a obra transcende à praticidade, vira arte. Schaeffer em seu livro sobre a arte e a Bíblia diz que “Uma obra de arte pode ser, em si, uma doxologia”. Tomando doxologia como forma litúrgica destinada ao enaltecimento das grandezas de Deus, entende-se ainda, com mais clareza, a ênfase dada pelo Salmo 19.1 ao apresentar a Criação, não apenas prática, porém, capaz de arrebatar o ser humano ao contemplar a Obra de Deus em sua plenitude. Ainda no livro dos Salmos, o de número 136, o leitor depara com a expressão: “… porque a […]
1 de julho de 2019

“O Perigo de Ignorar a Vontade de Deus” (1 Samuel 15.1-11)

Os onze primeiros versos do capítulo quinze do primeiro livro de Samuel apontam para o perigo da desobediência, para o perigo de servir a Deus por conveniência. O capítulo se inicia com o rei Saul recebendo uma ordem de Deus: “Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Castigarei Amaleque pelo que fez a Israel: ter-se oposto a Israel no caminho, quando este subia do Egito. Vai, pois, agora, e fere a Amaleque, e destrói totalmente a tudo o que tiver, e nada lhe poupes;” (vv. 2,3). Uma ordem dada, talvez, como uma nova chance para que Saul se redimisse após os fracassos registrados nos capítulos anteriores. Deus tem uma missão para Saul. O rei será a vara de justiça em Sua mão. Para isso Saul deveria reunir o seu exército e ir contra os amalequitas – povo esse que foi mau para com os hebreus após a travessia do Mar Vermelho, […]
30 de junho de 2019

“Arrependei-vos”

“Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados”. (Atos 3.19) A Bíblia diz que “todos pecaram” (Romanos 3.23) e diz que “o salário do pecado é a morte” (Romanos 6.23). Esta morte não se refere apenas a física, mas também, e principalmente, a morte espiritual e eterna (Mateus 7.23; Mateus 25.41). Então perguntamos: como se livrar desta condenação? O texto de hoje nos ensina como. Pedro diz que é preciso arrependimento. Arrepender-se é reconhecer o erro; significa mudar a mente em virtude da tristeza pelos pecados cometidos. Não é um simples remorso, mas um incômodo profundo que nos move a pedirmos perdão e buscarmos não mais viver assim. Pedro também diz que é preciso converter-se, que significa mudar de direção, isto é, deixar o caminho de pecado e voltar-se para um caminho de obediência e amor a Deus. Como resultado disso, Pedro afirma que os pecados serão cancelados. […]
29 de junho de 2019

Mudança de Hábito (4)

Mudança de hábito envolve o aprendizado do controle da ira. “Quando vocês ficarem irados, não pequem. Apaziguem a sua ira antes que o sol se ponha, e não deem lugar ao Diabo.” (Ef 4.26-27). A ira, normalmente, expressa um descontentamento com algo contrário ao que esperamos ou desejamos; pode manifestar um desejo de vingança. A ira é mencionada entre as obras da carne (Gl 5.20). Em Provérbios 14.17 lemos: “O que presto se ira faz loucuras, e o homem de maus desígnios é odiado.” Lemos em Tiago 1.20: “Porque a ira do homem não produz a ira de Deus.” Portanto, o primeiro passo é reconhecer que a ira é um pecado e, por termos nascido de novo em Cristo, devemos nos despojar dela: “Agora, porém, despojai-vos, igualmente, de tudo isto: ira, indignação, maldade, maledicência, linguagem obscena do vosso falar.” (Cl 3.8) “A ira é um problema universal, dominante em todas […]
28 de junho de 2019

“O valor do Reino”

“Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus.” (Mt 3.2) Quando você ouve falar em reino, naturalmente pensa em um rei e seus súditos. Dentre os evangelistas, Mateus é o único que trata sobre esta perspectiva mais amplamente, entretanto, a abordagem do assunto não fica restrita a ele. Vale destacar que não se trata aqui de uma monarquia terrena, mas sim, de uma visão puramente espiritual. Por se tratar de um reino com a perspectiva tão somente espiritual, destacamos aqui o seu prenúncio: “Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do SENHOR; endireitai no ermo vereda a nosso Deus” Is 40.3. Isaias faz referência a um arauto e Mateus apresenta João Batista como sendo o próprio. O que foi profetizado há 700 anos A.C., está se cumprindo e agora o precursor passa a preparar o caminho para a chegada do rei e, ao mesmo tempo, procura deixar claro […]
27 de junho de 2019

“Quando parece não haver mais solução”

“Estou cansado de clamar, secou-se-me a garganta; os meus olhos desfalecem de tanto esperar por meu Deus. Responde-me, SENHOR, pois compassiva é a tua graça; volta-te para mim segundo a riqueza das tuas misericórdias” (Salmo 69.3,16). Há momentos na vida que nos enchem de angústia, quando não sabemos o que fazer, parece não haver solução e, então, o desespero bate à porta. Mas aqueles que creem em Cristo sabem que têm um Pai Celeste a quem recorrer. O fato é que, por vezes, temos a impressão de que Ele não está ouvindo. O salmista diz que sua garganta já seca de tanto pedir e seus olhos tem dificuldades em se manter abertos; parece que nem em Deus ele achará socorro. Mas Deus dá aos seus filhos conforto e segurança real, pois mesmo quando parece que nada acontece, Davi declara crer na graça que é compassiva e na misericórdia que é […]
26 de junho de 2019

“O nosso Pastor nos conhece muito bem!”

“Para este o porteiro abre, as ovelhas ouvem a sua voz, ele chama pelo nome as suas próprias ovelhas e as conduz para fora.” (João 10:3) Eu li esse versículo e fiquei muito admirado. Passei um tempo pensando nessa declaração. Fiquei imaginando a cena do pastor abrindo a porta do curral e chamando cada ovelha pelo seu nome. Achei engraçado, mas, principalmente, incrível e forte tudo isso. O que me ocorreu também foi a lembrança de algo que eu fiz algumas vezes na infância. Vez ou outra quando não conseguia dormir me punha a contar carneirinhos. Lendo João 10:3 me lembrei de algo do meu passado. Olha que legal é meditarmos na Palavra de Deus! Ela é viva e se renova. Fala da nossa vida, da nossa existência e dá sentido a tudo. Eu fui transportado para lembranças de quase 30 anos atrás. A grande diferença que vejo na minha […]
25 de junho de 2019

“Desobediência”

O que ganhastes abandonando a Deus? Como assim? Eu não o abandonei. Sim! Abandonastes. Sabes como? Todas as vezes que não obedeces a instruções que Ele te deu e que estão registradas na Sua Palavra, as Santas Escrituras. Sabes quantas vezes tu já fizeste isto? Muitas! E isto é caracteriza a rebelião. As Escrituras dizem o seguinte: “A tua malícia te castigará, e as tuas infidelidades te repreenderão; sabe, pois, e vê que mau e quão amargo é deixares o SENHOR, teu Deus, e não teres temor de mim, diz o Senhor, o SENHOR dos Exércitos”. (Jeremias 2.19) Muitos dizem que são fieis ao Senhor, mas não fazem o que Ele manda e, nem segue àquilo que as Escrituras determinam. As Escrituras falando a respeito da desobediência de Saul traz a seguinte narrativa: Porém Samuel disse: “Tem, porventura, o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios quanto em que se […]
24 de junho de 2019

“Dando graças a Deus Pai”

“E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.” (Colossenses 3.17) Por que a Palavra de Deus dá tanta ênfase na gratidão? Porque a gratidão genuína é a evidência de um coração regenerado que reconhece a bondade, a graça e a misericórdia de Deus. A gratidão é a demonstração visível de uma ação invisível operada pelo Espírito Santo que nos convence todos os dias de que aquilo que temos é muito mais do que merecemos. A gratidão é um antídoto poderoso contra a tentação da murmuração e da falta de contentamento. A Palavra de Deus nos ensina que a gratidão que alcança o favor de Deus está alicerçada em algumas pressuposições, como segue: 1º – A gratidão pressupõe reconhecimento de uma graça recebida de forma imerecida – O coração não regenerado é insaciável e consequentemente […]
23 de junho de 2019

“Seguro Estou!”

“Em paz me deito e logo pego no sono, porque, SENHOR, só tu me fazes repousar seguro” (Salmo 4.8) O salmista depositou sua confiança no SENHOR, buscou sua felicidade nele e agora se sente seguro, não há nada a temer, portanto em paz pode se deitar e descansar. Sua declaração inicial expressa que sua mente está tranquila, mesmo estando cercado de perigos. Ele está livre da ansiedade quanto ao resultado das coisas porque sabe que Deus está no controle de tudo. Isto não quer dizer que ele espere que tudo aconteça como ele deseja, mas que ele sabe que o que for acontecer será o melhor, pois Deus é sempre bom. Como não admirar tal postura? Devemos perceber que toda a confiança do salmista em Deus, e a garantia de que todas as coisas estão sob Seu controle, é o que de melhor se tem para uma boa noite de […]
22 de junho de 2019

“Mudança de Hábito (3)”

Mudança de hábito implica em mudança de comportamento, de fala, de ação. É um rompimento com o padrão segundo a natureza pecaminosa e um viver em conformidade com a Lei e a vontade de Deus. Embora o rompimento, enquanto estivermos neste mundo não seja total, ele deve ser uma realidade dia a dia na vida de todo aquele que se diz cristão. “Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos” (Gl 5.24). Se alguém diz que é de Cristo, mas não morre para o pecado, é porque ainda não passou pela experiência da conversão a Deus. Mudança de hábito implica em abandono da mentira. “Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo” (Ef. 4.25). Por que abandonar a mentira? Uma razão é que a mentira […]
21 de junho de 2019

“Bendize oh minha alma ao Senhor”

“Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga ao seu santo nome.” (Salmo 103.1) Imagine, como seria a nossa vida se tudo o que nós temos fosse substituído pelo que merecemos? Se todas as nossas ações de pecado fossem punidas proporcionalmente? Como seria um dia de vida da nossa existência com a ausência total da bondade de Deus? Certamente não sobreviveríamos. O autor do Salmo 100, através do seu exemplo e vivência, nos ensina algumas lições importantes em relação ao viver que rende graças e louvores ao Senhor. Com ele, aprendemos que o bem dizer a Deus é um exercício de devoção que afeta toda a nossa estrutura humana, seja ela física ou espiritual. Por isso ele diz: “Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga ao seu santo nome.” – Salmo 103.1. Nessa breve reflexão vamos meditar […]
20 de junho de 2019

“Alegria Incomparável”

“Mais alegria me puseste no coração do que a alegria deles, quando lhes há fartura de cereal e de vinho” (Salmo 4.7) O salmista tem aplicado em sua vida aquilo que disse nos versículos anteriores, em especial no 6. Ele não é daqueles que buscam felicidade em coisas ou em circunstâncias; seu descanso tem sido o SENHOR. Por isso ele diz, aqui, que Deus colocou alegria no seu coração. Ao buscar sua felicidade no favor do SENHOR, ele recebera um grau de felicidade que nunca ninguém encontrou, nem na condição terrena mais próspera. Esta felicidade tinha seu lugar no “coração” e não em quaisquer circunstâncias externas. Toda a verdadeira felicidade deve ter seu assento ali, pois se o coração está triste, que proveito há nas circunstâncias externas mais prósperas? A palavra que é traduzida no início do versículo por “mais” tem o sentido de algo que é mais do que […]
19 de junho de 2019

“Mudança de Hábito (2)”

“A mentalidade da carne é inimiga de Deus porque não se submete à Lei de Deus, nem pode fazê-lo” (Rm 8.7) Mudança de hábito?! Sim, isto mesmo. Hábito é que se adquire ao longo do tempo pelo uso, costume. Desde o nascimento, temos por hábito pecar. Embora nem sempre tenhamos consciência dessa verdade, ela é afirmada nas Escrituras Sagradas há milênios. “Sei que sou pecador desde que nasci, sim, desde que me concebeu minha mãe” (Sl 51.5). “A mentalidade da carne é inimiga de Deus porque não se submete à Lei de Deus, nem pode fazê-lo.” (Rm 8.7). A mudança de hábito não é algo que acontece na vida do pecador por desejo ou disposição pessoal; ocorre tão somente pela graça de Deus aplicada na vida do pecador pelo poder do Espírito Santo. A mudança de hábito implica em desvestir-se e revestir-se. Considere as palavras do apóstolo Paulo: “Todavia, não […]
18 de junho de 2019

“Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça”

“Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça” (Mateus 5.6) É inegável o fato de que vivemos num mundo de injustiças. Ficamos perplexos ao contemplar o potencial humano em perverter a lei e em transformá-la numa escrava de interesses cruéis e perversos. Quem nunca ficou indignado ao ver crianças padecendo nas filas dos hospitais a espera de atendimento e remédios? Quem nunca sentiu na própria pele o sofrimento e o desprezo promovidos por aqueles que deveriam nos proteger? Todas as formas de injustiças desse mundo são consequências do pecado e consequentemente da ausência da justiça de Deus. Os tempos de Jesus não eram diferentes dos nossos. As mulheres, os pobres, as viúvas e os enfermos eram tratados como escória e todo o sistema de justiça criado por Deus dado a Moisés com a finalidade de promover o cuidado e a justiça foram distorcidos de tal maneira que essas […]
17 de junho de 2019

“Quão Miseráveis são os que não Confiam no Senhor”

“Há muitos que dizem: Quem nos dará a conhecer o bem? SENHOR, levanta sobre nós a luz do teu rosto” (Salmo 4.6) Como reagiriam alguns diante de uma situação de angústia semelhante à do salmista? Ele afirma que “há muitos que dizem: Quem nos dará a conhecer o bem?”. Em seus medos e infortúnios, sentindo-se pobres e abandonados, estes não conseguem ver de onde pode vir o livramento. Quem poderia lhes mostrar o bem, aquilo que poderia promover sua felicidade? A resposta dada por muitos pode ser variada, mas o salmista coloca aquela que ele daria, que faz um grande contraste com a resposta dada por muitos. Alguns diriam que a riqueza é que pode dar livramento e felicidade; outros, a honra; outros diriam que são os prazeres; outros ainda poderiam dizer que é o conhecimento e a cultura. Em contraste com todas essas visões, o salmista diz que só […]
16 de junho de 2019

“A Graça de Deus e os Eleitos”

Cristo é nossa expiação, pois através de seu sacrifício satisfez o Pai que estava irado conosco por causa de nossos pecados. A Ira que Ele tinha fora propiciada, ou seja, afastada. O interessante nisto tudo é que como pecadores nunca poderíamos ofertar algo que o Pai se agradasse e fosse suficiente para afastar a ira que Ele nutria. Todavia, desde a eternidade o Pai resolver salvar um povo para Si. E por causa desta escolha e da providência que fora feita para que a ira fosse afastada é que somos amados. Não há nada da parte humana algo que levasse a Divindade a se mostrar benéfica para com estes homens. Tudo foi ato de graça de Deus por estes homens que Ele escolheu na eternidade. A quem Deus ama e quer salvar? O mundo todo? Certamente que não! Cristo é a oferta feita pelos eleitos de Deus.Cristo como sacerdote intercede […]
15 de junho de 2019

Mudança de Hábito 1

“Porque outrora vocês eram trevas, mas agora são luz no Senhor. Vivam como filhos da luz” (Ef. 5.8)o Em poucas palavras o apóstolo Paulo mostra que há uma mudança radical na vida de um pecador salvo pela graça de Deus. Ao dizer outrora está falando do tempo de vida vivido distante de Deus. “Vocês estavam mortos em suas transgressões e pecados, nos quais costumavam viver, quando seguiam a presente ordem deste mundo e o príncipe do poder do ar, o espírito que agora está atuando nos que vivem na desobediência” (Ef. 2.1-2). E esse tempo de vida é uma realidade em toda a humanidade. “Anteriormente, todos nós também vivíamos entre eles, satisfazendo as vontades da nossa carne, seguindo os seus desejos e pensamentos” (Ef. 2.3). Quando o apóstolo diz mas está falando de algo que aconteceu na vida do pecador. Algo que acontece exclusivamente pela graça de Deus. “Pois vocês […]
14 de junho de 2019

“Confie no Senhor”

“Oferecei sacrifícios de justiça e confiai no SENHOR” (Salmo 4.5) Se no versículo 4 Davi está chamando seus inimigos a fazer uma sincera reflexão sobre seus atos, agora ele os chama ao arrependimento e, para isso, recomenda-lhes duas coisas. Primeiro, que oferecessem sacrifícios de justiça, ou seja, sacrifícios motivados por razões corretas que estejam de acordo com as prescrições da lei de Deus. No caso deles, estes sacrifícios deveriam ser feitos especificamente por seus pecados de rebelião contra o ungido de Deus e como resultado da calma reflexão a qual eles foram exortados a fazer no versículo 4. Eles deveriam agora manifestar seu arrependimento e sua disposição em voltar-se para Deus, apresentando a Ele um sacrifício apropriado. A segunda recomendação é que colocassem sua confiança em Deus. Eles deveriam abandonar seus maus caminhos e confiar em Deus, submetendo-se a Ele. O verdadeiro arrependimento envolve um retorno a Deus com verdadeira […]
13 de junho de 2019

“O Problema é o Coração” (Final)

Uma das bem-aventuranças ensinadas pelo Senhor Jesus diz: “Bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus” (Mt 5.8). O aspecto positivo dessa bem-aventurança é que somente os puros ou limpos de coração verão a Deus. O aspecto negativo é que, todo aquele que não for limpo de coração não verá a Deus. “Os puros de coração verão a Deus”. Um pecador, por si mesmo, jamais tem o poder de transformar o seu coração. Somente Deus tem o poder de purificar o coração do pecador. E Ele purifica o pecador através do sangue de Jesus. O coração é impuro por causa do pecado. Deus, pela Sua graça, o purifica pelo sangue de Cristo. “Pois vocês sabem que não foi por meio de coisas perecíveis como prata ou ouro que vocês foram redimidos da sua maneira vazia de viver, transmitida por seus antepassados, mas pelo precioso sangue de Cristo, como de […]
12 de junho de 2019

“A Justiça Divina”

A incapacidade de se irritar com a injustiça, de ficar ao lado daquilo que é correto, mesmo havendo provas incontestes de tal conclusão é um péssimo sinal de apreço pela reunião dos ímpios. Quem é crente de verdade não tem apreço pelo mal e muito menos por quem o pratica. As Escrituras dizem como devemos nos comportar: Romanos 16: 17. Irmãos, exorto-vos que tenhais cuidado com os que causam divisões e colocam obstáculos ao ensino que aprendestes; afastai-vos deles. 18. Porque eles não servem a Cristo, nosso Senhor, mas a seus próprios interesses; e enganam o coração dos inocentes com palavras doces e lisonjas. 19. Pois a vossa obediência é conhecida por todos. Portanto, alegro-me em vós e quero que sejais sábios em relação ao bem, mas puros em relação ao mal. 20. E o Deus de paz em breve esmagará Satanás debaixo dos vossos pés. A graça de nosso […]
11 de junho de 2019

“Ai de todos que insistem em seus pecados!”

“Caiu a coroa da nossa cabeça; ai de nós, porque pecamos!” (Lamentações de Jeremias 5:16) O Antigo Testamento da Bíblia Sagrada é um solo muito fértil, pelo qual compensa percorrermos o quanto mais pudermos. Podemos descobrir e aprender muito com a leitura e meditação nos escritos mais antigos da Bíblia. Vemos, por exemplo, que Deus levantou muitos profetas para que pregassem uma palavra de arrependimento a todo o povo de Israel. O povo de Israel era o povo escolhido de Deus, que foi chamado para ser povo, e nome, e louvor e glória de Deus. Mas, o que Israel mais fazia era se fazer de desentendido como se os apelos dos profetas não lhes dissessem qualquer respeito. Simplesmente não dava ouvidos ao que fala a boca do Senhor. Os profetas pediam: Gente, escute a Deus! Mas, a resposta era categórica e muito cruel: Não escutaremos nada! Os mensageiros de Deus […]
10 de junho de 2019

“Bem Aventurados os Mansos”

“Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra” (Mateus 5.5) Um dos efeitos mais devastadores do pecado na raça humana após o pecado de Adão e Eva foi a violência. O ser humano ao ser criado à imagem e semelhança de Deus recebeu uma capacidade distinta das demais criaturas de agir com a razão, com sobriedade, com serenidade e com habilidades reflexivas. Porém, logo após o pecado entrar na criação perfeita de Deus essa habilidade foi contaminada e a violência se tornou uma realidade. Em Gênesis 4, por exemplo, Caim violentamente matou o seu irmão porque foi incapaz de controlar a sua raiva movida pela inveja. E, desde então, a raça humana tenta lidar com a raiva, com a fúria e com o desejo de vingança pelos mais variados motivos. No sermão do monte encontramos um glorioso ensinamento: “Bem aventurados os mansos”. Em outras palavras, felizes são aqueles que não se […]
9 de junho de 2019

“Um pouco de demonologia que o evangelho de Marcos traz”

Observe: 1- A Reação dos demônios diante do Senhor Jesus 2- O que o Senhor faz com os demônios 3- Dos sintomas físicos que os possessos tinham e que foram libertados Marcos 1.23-27 Não tardou que aparecesse na sinagoga um homem possesso de espírito imundo, o qual bradou: 24 Que temos nós contigo, Jesus Nazareno? Vieste para perder-nos? Bem sei quem és: o Santo de Deus! 25 Mas Jesus o repreendeu, dizendo: Cala-te e sai desse homem. 26 Então, o espírito imundo, agitando-o violentamente e bradando em alta voz, saiu dele. 27 Todos se admiraram, a ponto de perguntarem entre si: Que vem a ser isto? Uma nova doutrina! Com autoridade ele ordena aos espíritos imundos, e eles lhe obedecem! Marcos 1.32-34 À tarde, ao cair do sol, trouxeram a Jesus todos os enfermos e endemoninhados. 33 Toda a cidade estava reunida à porta. 34 E ele curou muitos doentes […]
8 de junho de 2019

A Vereda do Justo

Lê-se no profeta Oséias 14.9 que os “…caminhos do senhor são retos…”. João Calvino diz que “retos”, no contexto apreciado, denota que: “…o Senhor nada faz senão o que é reto e isento de toda falha e defeito. ” Razão pela qual: “…os transgressores neles cairão. ” O que se vê, não apenas em Oséias, mas, por toda história, eclesiástica ou não, é a veracidade deste versículo no dia a dia das pessoas. Em sua carta aos Romanos 8.5, o apóstolo Paulo ressalta que: “…os que se inclinam para a carne cogitam das coisas da carne; mas os que se inclinam para o espírito, das coisas do Espírito”. Mais vez, nas palavras do reformador: “Sempre que o Espirito reina, é um sinal da graça salvífica de Deus, assim como a graça de Deus não existe onde o Espírito é extinto e o reino da carne prevalece. ” Os que são […]
7 de junho de 2019

“O Problema é o Coração (4)”

“O coração é mais enganoso que qualquer outra coisa e sua doença é incurável. Quem é capaz de compreendê-lo”? (Jr 17.9). “Assim como a água reflete o rosto, o coração reflete quem somos nós” (Pv 27.19). “Acima de tudo, guarde o seu coração, pois dele depende toda a sua vida” (Pv 4.23). O homem, sendo pecador e estando destituído da graça e da glória de Deus, tem o seu coração inclinado para o pecado. O homem não conhece o seu próprio coração, embora julgue conhece-lo. Olhe o mundo. Procure contemplar o mundo. “Tornaram-se cheios de toda sorte de injustiça, maldade, ganância e depravação. Estão cheios de inveja, homicídio, rivalidades, engano e malícia. São bisbilhoteiros, caluniadores, inimigos de Deus, insolentes, arrogantes e presunçosos; inventam maneiras de praticar o mal; desobedecem aos seus pais; são insensatos, desleais, sem amor pela família, implacáveis” (Rm 1.29-31). Estas palavras foram escritas pelo apóstolo Paulo, no […]
6 de junho de 2019

“Bem aventurados os que choram”

“Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados” (Mateus 5.4) Como é possível alguém ser bem aventurado e chorar ao mesmo tempo? Aparentemente ser feliz pressupõe a ausência das lágrimas e da tristeza. Mas não é isso que Jesus ensina no sermão das bem aventuras. Ele declara de maneira contundente que uma das características dos bem aventurados é o choro. Então a questão é: como podemos conciliar esses dois aspectos da vida cristã que são tão opostos um do outro. Antes de mais nada é preciso entender que o choro descrito por Jesus é um choro de natureza espiritual causado pela tristeza do pecado. Jesus não está falando das tristezas comuns dessa vida quando perdemos alguém que amamos ou quando enfrentamos uma enfermidade desafiadora. Nessa bem aventurança Jesus está falando do pranto daqueles que ao reconhecerem sua condição de miseráveis e pecadores não têm alternativa se não o choro. Mas não […]
5 de junho de 2019

“Toda honra, vitória e majestade só ao nosso Senhor!”

“Tua é, Senhor, a magnificência, e o poder, e a honra, e a vitória, e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu é, Senhor, o reino, e tu te exaltaste por cabeça sobre todos. E riquezas e glória vêm de diante de ti, e tu dominas sobre tudo, e na tua mão há força e poder; e na tua mão está o engrandecer e o dar força a tudo. Agora, pois, ó Deus nosso, graças te damos, e louvamos o nome da tua glória. Porque quem sou eu, e quem é o meu povo, para que pudéssemos oferecer voluntariamente coisas semelhantes? Porque tudo vem de ti, e do que é teu to damos. Porque somos estrangeiros diante de ti, e peregrinos como todos os nossos pais; como a sombra são os nossos dias sobre a terra, e sem ti não há esperança. Senhor, […]
4 de junho de 2019

”O problema é o Coração (3)”

O problema ainda é o coração. E os pecados estão no coração. Maus pensamentos, imoralidades sexuais, roubos, homicídios, adultérios, cobiças, maldades, engano, devassidão, inveja, calúnia, arrogância, insensatez. Jesus não fez uma lista completa de todos os pecados, mas estes pecados envolvem todas as áreas da vida do pecador. Jesus termina a lista e afirma: “Todos estes males veem de dentro e tornam o homem impuro” (Mc 7.23). Tornar tem a ideia de contaminar, tornar cerimonialmente impuro. Os fariseus e mestres da lei estavam preocupados com questões higiênicas, transformando-as em problemas cerimoniais. Os alimentos não entram no coração. O que Jesus estava dizendo a eles e, depois, a multidão (Mc 7.14) e, ainda mais em particular, aos discípulos (Mc 7.20) era que o que contamina, de fato, o coração do homem são as questões de ordem moral e espiritual; então, lavar as mãos é uma questão de higiene pessoal, mas não […]
3 de junho de 2019

“Cristo nos deu vida!”

Representatividade. É isso que vemos e aprendemos na Bíblia. Vemos que o 1º homem representou todos os homens. O 1º homem criado por Deus foi Adão. E Deus fez uma aliança com Adão. Se Adão obedecesse seria abençoado e se manteria perfeito na presença de Deus, mas se desobedecesse, cairia e depois dele todos que viessem a partir dele. Em Romanos 5:12 lemos assim: “Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram.” Somos homens vindos do 1º homem. Ele começou a nossa raça e porque quebrou a aliança que Deus tinha estabelecido isso com ele e ele desobedeceu herdamos sua natureza. Pecamos em Adão. Ele nos representava. Por um só homem entrou o pecado no mundo. O seu pecado trouxe a morte e também a morte passou a todos […]
2 de junho de 2019

“Senhor, és o meu maior desejo!”

”Sabei, porém, que o SENHOR distingue para si o piedoso; o SENHOR me ouve quando eu clamo por ele.” (Salmos 4.3) A fala do salmista, iniciada no versículo anterior, continua. Ele procura agora mostrar aos seus inimigos que sua oposição é vã, uma vez que Deus o separou para estar onde estava e, por certo, ouviria o seu clamor. O salmista começa declarando que “o SENHOR distingue para si o piedoso”. A palavra traduzida por “piedoso” é derivada de outra que significa desejo, ardor, zelo e amor. Neste salmo, a palavra denota alguém que tem amor a Deus, que é fiel, devoto e, portanto, busca servi-lo de todo o coração no poder de Sua graça. Distinguir é separar, pôr de lado. Assim, a primeira declaração do salmista aqui aos seus inimigos é: desistam, não há méritos ou forças em mim, mas o Senhor em Sua graça me separou para ser […]
1 de junho de 2019

“O problema é o Coração” (2)

Jesus disse: “O que sai do homem o torna impuro” (Mc 7.20). O exterior revela o que ocupa o interior do homem. E o problema não é questão de ser bom ou não, mas a inclinação ao pecado. O diagnóstico do homem sobre si mesmo é errado e conduz a fins trágicos, pois ele se vê sob a perspectiva do pecado. E, se há coisa que o ser humano tem a tendência, é de não considerar errado. Sempre, em seu julgamento, ele se considera certo. Todavia, o diagnóstico de Deus é o oposto. “O Senhor olha dos céus para ver os filhos dos homens, para ver se há alguém que tenha entendimento, alguém que busque a Deus. Todos se desviaram, igualmente se corromperam; não há ninguém que faça o bem, não nem um sequer” (Sl 14.2-3). O coração é enganoso. “Quem poderá dizer: Purifiquei o coração; estou livre do meu […]
31 de maio de 2019

“Somos de Deus por causa de Sua vontade!”

Quem é realmente de Deus? Será que uma pessoa verdadeiramente de Deus é aquela que simplesmente afirma que é por que tomou a sua decisão e por que aceitou a Cristo no seu coração? Em João 1:12-13 lemos assim: “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.” Todos os homens pecaram em Adão e morreram espiritualmente. Todos os homens descendem de Adão e têm a sua natureza caída e pecaminosa. Logo como poderia um morto escolher a Deus ou aceitar a Cristo? Se você oferecer um copo de água a um morto ele vai se levantar para pegar esse copo e para beber essa água? Não! Pois, um morto não pode fazer nada, muito menos tomar […]
30 de maio de 2019

“Livra-me Senhor!”

“Ó homens, até quando tornareis a minha glória em vexame, e amareis a vaidade, e buscareis a mentira?” (Salmo 4.2) Neste versículo, o salmista volta-se de Deus para os homens, daquEle em quem ele esperava proteção àqueles que estavam engajados em persegui-lo. Ele os chama de “filhos dos homens”, provavelmente para destacar que estes tinham sentimentos, paixões e propósitos humanos caídos, em uma forte distinção do Deus justo a quem ele acabara de fazer seu apelo solene. Deus é santo, verdadeiro e justo, enquanto os homens são ambiciosos e maus. Ele os questiona procurando saber por quanto tempo insistirão em tentar transformar a sua glória em vexame; sua dúvida sincera era por quanto tempo pretendiam eles fazer tão grande injustiça. Seu questionamento não termina aí. Ele também quer saber por quanto tempo amarão a vaidade, isto é, por quanto tempo agiriam como se estivessem apaixonados por algo inútil, algo que […]