DEVOCIONAIS

22 de agosto de 2019

“A Palavra de Deus tem de ser vivida!”

“Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram” (Romanos 12.15) O versículo citado está escrito em Romanos 12:15. Vamos pensar um pouco sobre o que podemos aprender a partir desse texto. Tudo o que falamos pelos cotovelos esbarra nesse mandamento explícito e simplesmente cai por terra. As nossas qualidades, tão incríveis em nossa própria opinião, postas diante de Romanos 12:15 podem sucumbir na verdade. Nós pregamos tantas coisas bonitas, tanto amor ao próximo, altruísmo, ajuda daqui e dali, mas, na hora que precisa mesmo, nos escondemos, nos omitimos, ou sem qualquer tipo de inibição nos negamos a estender uma mão que seja para quem precisa de ajuda. Em matéria de “falar demais”, de peito estufado, de discursos bonitos sobre amar às pessoas, nisso nós somos catedráticos até. A Palavra de Deus tem de ser vivida e não apenas dita a todo o momento sem ser sentida […]
21 de agosto de 2019

“Conscientes da Graça”

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie. Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas” (Efésios 2.8-10). Você compreende o que Paulo está ensinando aqui? O apostolo diz “que a nossa salvação é um presente de Deus para nós e não um pagamento por qualquer obra que realizamos”. Uma correta compreensão dessa verdade é de suma importância para a vida cristã, uma vez que ela implica em algumas coisas: 1º) Implica em humildade.> Saber que somos salvos pela graça, gratuitamente, é razão para tirar de nós qualquer senso de auto justificação e/ou qualquer sentimentos de superioridade. Somos pecadores, merecedores da ira santa e justa de Deus, não merecemos a salvação. Ela nos é concedida como um. 2º) Implica […]
20 de agosto de 2019

“Clamo ao Senhor, e Ele me ouve”

“Na minha angústia, clamo ao SENHOR, e ele me ouve” (Salmo 120.1) De acordo com os versículos 2 e 3, a angústia do salmista aqui expressada era decorrente de calúnia. Esta é uma daquelas coisas das quais dificilmente é possível se proteger. Não conseguimos repeli-la pela força, nem sempre conhecemos a sua origem e seus efeitos podem perdurar muito tempo, mesmo depois dela ter sido refutada. O que fazer diante de algo assim? Se não conheço sua origem, se não consigo refuta-la completamente, se não posso evitar seus efeitos sobre minha reputação, tudo o que posso fazer é entregar o caso ao Senhor; o salmista diz que clama ao Senhor e Ele o ouve. Há duas coisas que precisamos saber. A primeira é que todos podemos ser vítimas de calúnia e, diante desta angústia, ou diante de qualquer outra, devemos ter a certeza de que Deus nos ama e ouve […]
19 de agosto de 2019

“Conhecendo a Deus (5)”

O amor de Deus pelo pecador é algo que jamais compreenderemos. Todavia, o fato de não compreendê-lo plenamente não significa que ele não seja real e que, muito menos, que ele não seja aplicado na vida de pecadores que Deus, desde toda a eternidade, escolheu para a salvação. O Senhor Deus, em Sua graça e misericórdia, esvazia de nós, pecadores, qualquer objeção ao Seu amor. “Dificilmente haverá alguém que morra por um justo, embora pelo homem bom talvez alguém tenha coragem de morrer. Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores” (Rm 5.8). Você daria a sua vida por alguém? Mesmo que esse alguém não fosse bom? John Murray diz a respeito do amor de Deus: “A morte de Cristo não constrange ou provoca o amor de Deus; no entanto, o amor de Deus foi o elemento que ocasionou a morte de […]
18 de agosto de 2019

“Um pequeno povo muito amado por Deus”

Há um ditado popular que afirma “que a voz do povo é a voz de Deus”. Nesse sentido prevalece a tese de que Deus pensa como a maioria das pessoas e que a maioria expressa o pensamento divino. Mas isso não passa de mais um grande engano do senso comum. Na verdade, ao longo da história, Deus se relevou amorosamente e salvadoramente aos pequenos, fracos e insignificantes; e, nunca para aqueles que se achavam grandes, fortes e poderosos. Abraão, por exemplo, antes de ser chamado por Deus, não passava de um idolatra pagão que vivia na cidade de Ur dos Caldeus. O pai da fé em alguns momentos da sua vida não exercitou a fé no Senhor como deveria. Certa vez afirmou para Abilmeleque, rei de Gerar, que sua esposa era sua irmã porque tinha medo de ser morto pelo rei. Antes disso, influenciado por sua mulher Sara, deitou-se com […]
17 de agosto de 2019

Tenha fé e terá paz!”

“Então, lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai-te em paz” (Lucas 8:48) Lucas escreveu sobre uma situação de grande tristeza! 12 anos de muito sofrimento. Certa mulher padecia havia 12 anos com uma hemorragia. O que lhe causava dor, incômodo, vergonha e desesperança era persistente. O evangelista Lucas registrou que essa mulher doente gastou tudo que tinha para pagar médicos para conseguir a sua cura. Ela pagou, mas não teve sucesso. Pagou caro, ela desfez de tudo que tinha, mas a solução de seu problema não veio. Essa mulher chegou a determinado momento da sua vida, 12 anos depois de ficar doente, em que a única coisa que tinha era a doença. Sua vida social era zero, não era bem vista e nem bem-vinda a lugar nenhum porque sabiam de seu mal e a tinham na conta de alguém que deveria ser evitado, não tinha nada mais de […]
16 de agosto de 2019

“O melhor lugar para estar”

“Pois um dia nos teus átrios vale mais que mil; prefiro estar à porta da casa do meu Deus, a permanecer nas tendas da perversidade. Porque o SENHOR Deus é sol e escudo; o SENHOR dá graça e glória; nenhum bem sonega aos que andam retamente” (Salmo 84. 10,11) A pessoa que cresceu em seu relacionamento com Deus anseia por passar mais tempo com Ele que fazer qualquer outra coisa. Ela percebeu que não há melhor investimento do seu tempo; nada que lhe traga mais alegria. Vivemos em um mundo ocupado. Somos puxados em uma dúzia de direções diferentes ao mesmo tempo e a todo o momento. É fácil ocupar todo o nosso tempo com coisas menores e secundárias. Estamos tão ocupados com as coisas do dia a dia que não temos um tempo diário com Deus; corremos demais a ponto de ser impossível parar, ficar quieto, e ouvir a […]
15 de agosto de 2019

“Em Deus está a minha esperança”

“Somente em Deus, ó minha alma, espera silenciosa, porque dele vem a minha esperança” (Salmo 62.5) Esperança, este é o sentimento que temos em relação a tudo na vida. Quando as coisas vão bem, alimentamos a esperança de que assim continuarão; quando não vão bem, a esperança de que melhorarão; quando iniciamos algum projeto, temos a esperança de que tudo dará certo e, assim, nossa expectativa é de que as coisas sempre corram bem. No entanto, esperança sem fundamento não passa de ilusão. E quais devem ser os motivos certos para nutrirmos nossa esperança? Há os que confiam em sua inteligência, força, poder de influência, dinheiro, amigos, etc. No texto de hoje o salmista mostra que nem os amigos, nem o nosso dinheiro, nem as nossas forças podem nos trazer aquela paz silenciosa, aquela confiança que nos leva a esperar que, no final, tudo terminará bem sem nos enganarmos. Só […]
14 de agosto de 2019

“Conhecendo a Deus (4)”

O salmista Davi perguntou a Deus: “Para onde poderia eu escapar do teu Espírito? Para onde poderia fugir da tua presença”? (Sl 139.7). Certamente que ele não é o único a fazer essa pergunta. Seria possível fugir da presença do Senhor? A onipresença de Deus pode nos assustar. É possível Deus estar presente em todo lugar e ao mesmo tempo? Um grande problema nosso é que não sabemos pensar em Deus como Ele é, pois, a nossa limitação nos leva a pensar Nele apenas em termos humanos. Esquecemos que somos meros mortais. A onipresença de Deus pode ser assim definida: “Deus não tem tamanho nem dimensões espaciais e está presente em cada ponto do espaço com todo o seu ser; ele, porém, age de modos diversos em lugares diferentes” (Wayne Grudem). O homem pode até mesmo ter o sentimento que Deus não vê e nem sabe tudo o que é […]
13 de agosto de 2019

“Se Deus é por nós quem será contra nós?”

É inegável o fato de que todos os seres humanos são impotentes diante de algumas situações da vida humana. Um vírus que é impossível de ser observado a olho nu é suficiente para provocar doenças e tirar a vida de muitas pessoas. Poderíamos pensar nas catástrofes em dimensões maiores como tsunamis, tempestades, terremotos e furacões que tem o potencial de dizimar, de uma só vez, a vida de milhares de outras pessoas. Mas há um inimigo muito maior e mais poderoso do que todas as avarias da vida humana. Esse inimigo não ceifa a vida somente do corpo, mas também da alma levando muitos a condenação eterna. Esse inimigo atende pelo nome de pecado. O pecado é a maior tragédia da vida. Nada se compara aos seus efeitos destruidores. Para um grande inimigo é necessário um grande salvador. Jesus é o nosso grande Salvador. Em Romanos 8.1 Paulo afirma que […]
11 de agosto de 2019

“A casa do Pai”

“Na casa de meu Pai há muitas moradas” (João 14.2) Jesus chamava o Templo de a “casa de meu Pai”. Todo judeu considerava o Templo o lugar onde Deus morava. No misterioso Santo dos Santos, Deus perdoava e cobria pecados. Por causa da presença de Deus no Templo, ela era chamada de casa de oração. Com certeza, o Deus eterno “não habita… em casas feitas por mãos humanas”(At 7.48). Diferente de um ídolo, Ele não pode ser aprisionado entre quatro paredes. Mas a promessa está firme: Deus habita entre seu povo, entronizado no louvor deles (Sl 22.3). Deus está no meio do Seu povo. Além disso, habitamos em Deus. Ele tem sido “nosso refúgio, de geração em geração.” (Sl 90.1). E quando fizermos nossa jornada final, vamos para casa para viver com Deus. Temos um lugar especial na casa do nosso Pai, junto ao nosso Senhor Jesus! A presença do […]
10 de agosto de 2019

“Nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”

Paulo afirma categoricamente em Romanos 8.1 que: “Nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”. Essa afirmação está construída no terreno sólido da obra de Cristo. Paulo deixa claro que o grande livramento da condenação não é resultado de esforço humano, mas tão somente da obra perfeita e maravilhosa de Jesus. Diante disso gostaríamos de apresentar alguns motivos do por quê essa afirmação é tão maravilhosa. 1º Lugar – Essa afirmação é maravilhosa porque é carregada de autoridade. Somente Jesus, o Filho de Deus, tinha autoridade para esmagar a cabeça da serpente, pagar a dívida que recaia sobre os eleitos e apresenta-los como justos e justificados diante do Pai. 2º Lugar – Essa afirmação é maravilhosa porque é carregada de Supremo Poder. Somente Jesus, o Filho de Deus, tinha poder para derrotar a morte, o diabo e o pecado. Essas três forças, embora poderosas, sucumbiram diante do poder […]
9 de agosto de 2019

“Conhecendo a Deus (3)”

Deus conhece todas as coisas? Sim. Deus conhece todas as coisas, desde toda a eternidade. E nada, absolutamente nada é desconhecido para Deus. Jamais conheceremos a Deus plena e exaustivamente. Deus é eterno desde toda eternidade, nós somos eternos a partir da concepção. Deus é infinito, nós somos finitos. Todavia, isso não impede que conheçamos a Deus, pois Ele revelou-Se a nós pela criação e, em especial, pela Sua Palavra e por Seu Filho Jesus Cristo. É certo que o ensino bíblico que Deus conhece todas as coisas, desde toda a eternidade, fere a razão humana. Mas, certamente, um problema com isso é que o ser humano pretende julgar a Deus pela sua própria razão e por não querer admitir quem Deus é. “Deus possui conhecimento de um modo diferente do nosso. Ele é imaterial e, portanto, não obtém conhecimento pelos órgãos de percepção sensorial. Tampouco efetua ‘processos de raciocínio’, […]
8 de agosto de 2019

“Qual, pois, a Razão da Lei?”

“De maneira que a lei nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo, a fim de que fôssemos justificados por fé” (Gl 3.24) Qual a razão da lei? Vivemos em um período de um crescente e acentuado desprezo pela lei de Deus. Alguns a desprezam por ignorância, outros por rebeldia, outros ainda por acreditarem que vivemos no período da graça e que por essa razão aqueles que estão em Cristo, não estão mais sujeito a lei. Afinal qual a razão da lei? No versículo que lemos, encontramos Paulo ensinando, para os crentes da Galácia, que viviam no “período da graça”, a razão na lei. Ele faz isso chamando a atenção à palavra “aio”, tradução da palavra grega “paidagogós” (que dá origem à nossa palavra pedagogo). De modo geral, o pedagogo dos dias de Paulo (século I) era um “servente (escravo)” que trabalhava como “guia de custódia” ou “líder da […]
7 de agosto de 2019

“Preservando o Valor do Evangelho”

“Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas, não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem” (Mateus 7.6) Algumas pessoas ao fazerem uma tradução literal deste texto, entendem que é pecado dar as sobras da mesa aos cães, uma vez que as mesmas já teriam sido abençoadas através da oração. Você julga esta postura absurda? É importante destacar que aos sacerdotes era permitido comer de certos sacrifícios oferecidos ao Senhor (Êxodo 29:33; Levítico 2:3), e nem devemos cogitar a possibilidade deles compartilharem este alimento com os cães que por ali transitavam. Vale lembrar que o cão naquela região não tinha a característica de animal doméstico como é em nossos dias, e em nossa cultura. Ele era o carniceiro das ruas, feroz e selvagem. Quando o assunto é animais, podemos constatar nos evangelhos, que Jesus menciona o nome de alguns para […]
6 de agosto de 2019

“A somar forças”

Um corpo bem ajustado edifica a si mesmo, conforme Efésios 4.16. Embora, a tribo de Judá desconhecesse os escritos paulinos, não titubeou em somar foças com Simeão na peleja contar os cananeus. Lê-se em Eclesiastes 4.12 sobre a resistência do cordão de “…três dobras…”. No texto de Juízes 1.1-3 lemos que Judá consultou o Senhor e firmou aliança com Simeão. Por inferência, nota-se nesses versos um cordão de três dobras: Deus, Judá e Simeão. Estabelecer Israel em Canaã era projeto de Deus; o tempo era chegado e, a Nação precisava manter-se unida na peleja. Josué já não estava mais à frente de Israel! Os líderes passam! Os desafios exigem postura dos que ficam! Ainda bem que Deus é “eternidade a eternidade”! Quem subirá contra os cananeus? Desafios… No entanto, são indispensáveis à formação do “…bom soldado de Cristo Jesus” (2ª Timóteo 2.2). As mais variadas provações resultam em perseverança, a […]
5 de agosto de 2019

“Vida Profunda com Deus”

“Porque a tua graça é melhor do que a vida; os meus lábios te louvam.” (Sl 63.3) A nossa alma tem mais necessidade de Deus do que a terra seca da chuva. A nossa alma tem mais carência de Deus do que a flor do campo tem do orvalho da noite. A maior necessidade da nossa vida não é das bênçãos de Deus, mas do Deus das bênçãos. O tudo sem Deus é nada. A riqueza do mundo sem Deus é pobreza. As glórias do mundo sem Deus são como um vácuo. Somente em Deus encontramos razão para viver. Por isso, precisamos nos voltar para Ele – a Fonte de água viva. Precisamos nos arrepender dos nossos maus caminhos e emendar as nossas veredas. A restauração com quebrantamento, com choro, arrependimento e com acerto de vida com Deus. Precisamos examinar o nosso coração. Muitas gerações experimentaram grandes ações do Espírito. […]
4 de agosto de 2019

“Quem, ó Deus, é semelhante a ti…?”

“Quem, ó Deus, é semelhante a ti, que perdoas a iniquidade e te esqueces da transgressão do restante da tua herança? O SENHOR não retém a sua ira para sempre, porque tem prazer na misericórdia”. (Miquéias 7.18) “Quem, ó Deus, é semelhante a ti…?”. Quando esta expressão ocorre na Bíblia, geralmente quer dizer: “Quem é mais poderoso que Deus?”. É interessante notar neste texto que o profeta poderia ter destacado o poder de Deus na criação, por exemplo, ou no domínio que tem sobre todas as coisas, mas ele o faz chamando a atenção para o perdão. O que o texto nos mostra é que não há maior poder do que redimir, salvar o pecador através de Cristo Jesus. Este perdão das iniquidades não é resultado do mérito do pecador, mas da misericórdia de Deus. Quem, ó Deus, é semelhante a ti…? Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia […]
3 de agosto de 2019

“O Espelho da Lei”

“De maneira que a lei nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo, a fim de que fôssemos justificados por fé.” (Gl 3.24) A lei de Deus é como nos é dada como um espelho moral. Algumas pessoas realmente gostam de espelhos. Elas estão sempre à procura deles. Quando dirigem, apontam seus retrovisores para si, ao invés de apontá-los para a estrada. Se estiverem em um restaurante e avistarem um espelho na parede, se acomodam de frente para ele. Isso para contemplarem a si mesmas. Pessoas assim nunca perdem a oportunidade de olhar rapidamente para si mesmas quando um espelho está por perto. Um espelho reflete a imagem, e isso não é necessariamente uma coisa ruim. Por exemplo, imagine que você está saindo do almoço para o trabalho e percebe que pessoas de todas as direções sorriem para você. Você pensa: “Uau. Todos gostam de mim”. Então você tem […]
2 de agosto de 2019

“Quem é o SENHOR?”

As Escrituras dizem em Êxodo 14: 4. Endurecerei o coração do faraó, e ele os perseguirá. Serei glorificado por meio do faraó e de todo o seu exército, e os egípcios saberão que eu sou o SENHOR. E eles fizeram assim. Êxodo 14: 8. Mas o SENHOR endureceu o coração do faraó, rei do Egito, e este perseguiu os israelitas. Mas os israelitas saíam de punhos erguidos. Êxodo 14: 17. Endurecerei o coração dos egípcios, que entrarão atrás deles; e serei glorificado por meio do faraó e de todo o seu exército, com seus carros e cavaleiros. Êxodo 14: 24. Na vigília da manhã, o SENHOR, desde a coluna de fogo e de nuvem, olhou para o acampamento dos egípcios e o tumultuou. Êxodo 14: 25. Ele travou as rodas dos seus carros para andarem com dificuldade. Então os egípcios disseram: Fujamos de Israel, pois o SENHOR combate por eles […]
1 de agosto de 2019

“O Problema da Vingança”

“Ouvistes que foi dito: Olho por olho, dente por dente” (Mt 5.38) Provavelmente você já ouviu falar da lei de talião, que nada mais é do que a rigorosa reciprocidade do crime e da pena. É o que alguns denominam também como — retaliação ou princípio da reciprocidade. Em Êxodo 21.24-25 Moisés diz: “Olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé, queimadura por queimadura, ferida por ferida, golpe por golpe”. Estariam as Escrituras incentivando a vingança? Estaria certo aquele que guarda o ódio no coração? De certo que não, pois o mesmo Moisés registra: “Não te vingarás nem guardarás ira contra os filhos do teu povo; mas amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o SENHOR.” (Lv. 19.18). Portanto, os textos acima citados tratam de questões judiciais e sociais. Isto é, dentro da ideia original judaica, a lei fala de termos contratuais, sendo […]
31 de julho de 2019

“Conhecendo a Deus (2)”

E acontece algo ruim e então surge a pergunta: “E onde estava Deus nesse momento”? E isso não deve ser novidade, pois, quando Davi passava por um momento difícil em sua vida, uma angústia que invadia intensamente sua alma. “Minhas lágrimas têm sido o meu alimento de dia e de noite, pois me perguntam o tempo todo: Onde está o seu Deus”? (Sl 42.3). É importante observar que nenhum servo de Deus está isento de angústias e, também de ouvir perguntas dessa natureza. Não é Davi que pergunta, mas as pessoas ao seu redor e perguntam a todo momento. A onipresença de Deus pode ser assim definida: “Deus não tem tamanho nem dimensões espaciais e está presente em cada parte do espaço em todo seu ser; ele, porém, age de modos diversos em lugares diferentes” (Wayne Gruden). Há algum lugar onde Deus não está? Toda a criação é criação de […]
30 de julho de 2019

“Vista-se de Cristo!”

No evangelho de Marcos 2:21 está escrito: “Ninguém costura remendo de pano novo em veste velha; porque o remendo novo tira parte da veste velha, e fica maior a rotura”. É muito importante que saibamos que não é bom tentar remendar o sistema velho com o novo. Há um ensinamento maravilhoso nessa fala de Cristo, o ensino de que coisas diferentes não ficam juntas. Acontece que o “velho” é ruim e que o “novo” é melhor. O velho em questão era o tradicionalismo legalista do judaísmo farisaico, ou seja, todo aquele formalismo, aquele tanto de regras, de proibições e de cobranças, de imposição sobre as pessoas, que faziam parte da religiosidade dos judeus, tudo isso representava o “velho”. Era o sistema velho. Era igual a uma roupa velha. Tudo isso não tinha nada a ver com o evangelho de Cristo que prega o arrependimento dos pecados e o perdão de […]
29 de julho de 2019

“Dos céus o Senhor envia o socorro”

Não é segredo para ninguém que a vida humana é construída em grande parte nos alicerces da dor, do sofrimento, da tribulação, da provação e da tentação. Não importa o quanto nos esforcemos e nos planejemos, em algum momento teremos que lidar com os reveses da vida. Em todo o processo de desenvolvimento da vida humana o sofrimento está presente em alguma medida. Davi é o exemplo de alguém que experimentou a dor e o sofrimento intensamente. Teve que lidar com a morte do seu filho prematuro. Teve que lidar com a traição de seu filho Absalão que desejava tomar o seu reino. Por muito tempo viveu como um fugitivo se escondendo da espada de Saul sendo que foi nessa circunstância escreveu o Salmo 57, da qual tiraremos algumas lições. Davi estava no interior de uma caverna acuado, cansado e angustiado. Mesmo assim, Davi demonstra que aqueles que são amados […]
28 de julho de 2019

“O meu direito está perante o SENHOR”

“Eu mesmo disse: debalde tenho trabalhado, inútil e vãmente gastei as minhas forças; todavia, o meu direito está perante o SENHOR, a minha recompensa, perante o meu Deus.” (Isaías 49.4) Não é assim mesmo, como Isaías se sentiu e que nós nos sentimos às vezes? Olhamos para o esforço que foi empregado e os resultados que ele produziu e sentimos como se não tivesse valido a pena. Esta é a situação descrita pelo texto de hoje. No entanto, o texto diz que o autor primeiramente põe à prova seu trabalho diante do Senhor. A ideia é a de considerar o seu esforço à luz das Escrituras, uma vez que o juízo que realmente importa é o do Senhor. Parece que, ao final, ele conclui que tem a aprovação do Senhor, já que a segunda coisa que faz é reconhecer que receberá dEle a sua recompensa. Aprendemos, então, neste texto que: […]
27 de julho de 2019

“Separados do mal”

“Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele” (1Jo 2.15). A Bíblia traz uma de versículos orientando o cristão a não se associar com o pecador (o Salmo 1º é um deles). As palavras de Paulo, registradas em de 2 Coríntios 6.14-17, é outro exemplo que merece consideração especial. Ele diz: “Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre…?” Digo que merece consideração especial, uma vez que a ordem do apóstolo podia levar cristãos ao isolamento, se mal compreendida. Corinto era uma cidade corrupta e imoral, que por sua vez tinha influenciado alguns cristãos. Fazendo da igreja em Corinto, uma igreja problemática. Visando a purificação da igreja, Paulo ordena que os cristãos não se associem com os incrédulos. A ordem de não associar-se foi dada em face da […]
26 de julho de 2019

“Cristo, a base da nossa esperança”

“Paulo, apóstolo de Cristo Jesus, pelo mandato de Deus, nosso Salvador, e de Cristo Jesus, nossa esperança” (Tm 1.1) Vivemos em dias em que as pessoas não alimentam muitas esperanças, aliás, há quem defenda que o sistema está falido. Existe descrédito em relação aos nossos governantes, a justiça e também entre as pessoas. Como sonhar com dias melhores diante de tal situação? A esperança é o sentimento que nos leva a sonhar, é o combustível que mantém acesa a nossa expectativa. O apostolo Paulo destaca no texto lido três títulos interligados nos quais ele fundamenta a base de nossa esperança. 1) Senhor- Deste termo podemos extrair a certeza de que ele detém o controle da nossa vida. Partirei do pressuposto de que está claro para os amados leitores de que Cristo é a segunda pessoa da trindade e, portanto, Deus em essência e poder. Desta maneira ele detém o controle […]
25 de julho de 2019

“Cultivando a Fé (1)”

“Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hebreus 12.14) Um bom jardineiro sabe que para cultivar um bom e belo jardim é necessário muito mais que simplesmente preparar o solo, plantar algumas sementes, regá-las uma vez ao dia e depois esperar para desfrutar do fruto do seu trabalho. Um bom jardineiro sabe que além de tudo isso, é necessário adubar, retirar frequentemente as ervas daninhas, aparar os galhos, etc. Um bom jardineiro sabe que sem esse trabalho dedicado e cuidadoso, as plantas não terão um bom desenvolvimento, não serão bem produtivas e, consequentemente correrão o risco de ficarem completamente cobertas pelo mato, que as cobrirá e as matará vagarosamente. Essa é uma imagem da vida cristã. Um bom cristão sabe que para ter uma vida espiritual madura e desfrutar das promessas do Evangelho, como um verdadeiro seguidor de Cristo não basta apenas […]
24 de julho de 2019

“Conhecendo a Deus (1)”

Deus é um Ser indefinível. Se Ele fosse definível, não seria Deus, pois o homem, finito e pecador, seria igual a Ele. Todavia, ser indefinível não significa que não podemos conhecê-Lo, pois Ele se revela a nós pela criação e pelas Sagradas Escrituras. “Pois o que se pode de Deus conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou. Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis” (Rm 1.19-20). As Escrituras Sagradas ensinam que “Há um só Deus vivo e verdadeiro, o qual é infinito em seu ser e perfeições. Ele é um espírito puríssimo, invisível, sem corpo, membros ou paixões; é imutável, imenso, eterno, incompreensível, onipotente, onisciente, santificação, completamente livre e absoluto, fazendo tudo segundo o conselho da sua própria vontade, […]
23 de julho de 2019

“Por que devo me manter confiante em Cristo e continuar andando com Ele?”

Em Hebreus 13:20-21 está escrito assim: “Ora, o Deus da paz, que tornou a trazer dentre os mortos a Jesus, nosso Senhor, o grande Pastor das ovelhas, pelo sangue da eterna aliança, vos aperfeiçoe em todo o bem, para cumprirdes a sua vontade, operando em vós o que é agradável diante dele, por Jesus Cristo, a quem seja a glória para todo o sempre. Amém.” Essa epístola foi escrita no 1º século dC e foi encaminhada aos hebreus que estavam espalhados por vários lugares. E eles estavam espalhados porque na verdade estavam fugindo ou se escondendo de seus perseguidores. É isso mesmo, por causa da fé em Cristo, os cristãos do 1º século eram perseguidos. E esses cristãos perseguidos estavam tão desanimados e descontentes nessa sua caminhada cristã que estavam simplesmente abrindo mão dela. Tanto é que um dos temas principais da carta aos hebreus é a apostasia, ou seja, […]
22 de julho de 2019

“Cuidado com o pecado da idolatria”

Muitos cristãos não concordariam com a afirmação de que os evangélicos são idolatras. É comum o pensamento de que a idolatria está restrita apenas ao uso de imagens e objetos de adoração, e consequentemente, por não termos imagens em nossas igrejas, então estamos livres dessa prática e desse pecado. É ai que nos enganamos. A Palavra de Deus nos ensina que o pecado da idolatria é uma prática que vai além da devoção externa a uma imagem ou objeto, antes é um pecado que nasce no coração das pessoas. Consequentemente não são nossas mãos que fabricam ídolos para adoração, mas o nosso coração. João Calvino, famoso reformador, afirmou que nosso coração é uma fábrica de ídolos. Essa afirmação está baseada no fato de que depois do pecado de Adão e Eva, os seres humanos que eram voltado para o Criador, agora são voltados para si mesmos, e assim nasceu a […]
21 de julho de 2019

“Amai-vos cordialmente uns aos outros”

“Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros”. (Romanos 12.10) Se alguém nos perguntasse se achamos que pessoas são importantes, provavelmente não teríamos dificuldade em dizer “claro que sim!”. Mas se alguém lhe perguntasse quais pessoas são importantes, como você responderia? Esta pergunta pode soar estranha, mas será que não temos por hábito selecionar as pessoas que valem a pena e as que não? Isto pode ser visto claramente através de frases encontradas em uma busca simples no google. Vou destacar uma: “Ame e dê valor a quem te ama”. Pense só! “Isto não é egoísmo”, alguém diria, “isto só é amor próprio!”. Será mesmo? O texto de hoje nos ensina exatamente o contrário do que diz tal frase. Aliás, antes de considerarmos sobre o texto em si, veja o que Jesus disse sobre isso: “Porque, se amardes os que vos amam, que recompensa […]
20 de julho de 2019

“Verdade e Vida”

“Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim”. 
(João 14.6) O que é a verdade? A filosofia debate, ainda hoje, o significado da verdade. As religiões pregam suas doutrinas como sendo a sua própria verdade. Para muitos, a verdade, é apenas uma escolha pessoal, subjetiva e relativa. Mas o que é a verdade para você? É preciso dizer que a verdade absoluta existe. Pode ficar escondida e abafada por um tempo, mas não por todo o tempo. Ninguém pode matar a verdade, que sempre prevalecerá! A verdade é mais do que um conceito; é mais que uma filosofia. De acordo com Jo 14.6, a verdade é uma pessoa. E essa pessoa é Jesus. Ele é a verdade que satisfaz verdadeiramente a mente; a verdade moral que preenche o coração; e a verdade espiritual que inunda de alegria a alma. […]
19 de julho de 2019

“O perigo de desejar mais o agrado dos homens que agradar a Deus” (1 Samuel 15. 24-30)

Essa é a nossa terceira e última meditação no capítulo 15 do 1º livro de Samuel, através do qual temos proposto mostrar alguns passos que levam à decadência espiritual. No contexto do capítulo em voga, Saul é chamado para uma missão específica, derrotar os amalequitas, inimigos do Senhor. Sem dúvida essa seria uma vitória fácil, pois o próprio Deus estava à frente. O rei deveria apenas seguir as ordens de Deus, assim, não voltaria apenas vitorioso, como também, receberia o favor do seu Deus. Contudo, seduzido pelos seus próprios desejos carnais, Saul ignorou a vontade de Deus. Agindo por conveniência (1º passo para a decadência espiritual), poupou a vida do Rei Agague e dos seus melhores animais (vv. 1-11); consequentemente, cheio de orgulho (2º passo para a decadência espiritual), se retirou, pós-vitória, para o Carmelo, onde construiu um momento para sua própria honra e, respondeu a repreensão do profeta com […]
18 de julho de 2019

“O meu socorro vem só do Senhor!”

Alguém, por acaso, já te perguntou para onde vamos depois que morrermos? Ou perguntou o que acontece depois que morremos? Já perguntaram a você quem é Deus? Praticamente todos os dias ouvimos perguntas. Algumas delas conseguimos até responder, mas já outras perguntas nos confundem ou são difíceis mesmo, daí preferimos não dar qualquer resposta. No Salmo 121:1 tem uma pergunta registrada. Está escrito: “Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro?” Ao que tudo indica, o Salmo 121 retrata algo ocorrido numa das peregrinações dos judeus rumo ao templo. A um dos adoradores que estava caminhando rumo ao templo alguém pelo trajeto abordou e perguntou: – Ô, irmão, eu ponho os meus olhos lá bem no alto desses montes que me cercam, mas de qual deles virá o meu socorro? A pessoa que fez essa perguntava acreditava que o socorro de que ela precisava deveria vir […]
17 de julho de 2019

“Mudança de Hábito (final)”

Mudança de hábito significa abandonar o padrão pecaminoso e procurar viver o padrão bíblico. Não é uma coisa simples e mecânica, pois, como pecadores e sem Cristo, estamos habituados a praticar o que nossa natureza pecaminosa nos inclina a fazer; porém, uma vez que fomos remidos pelo sangue de Cristo, temos uma nova natureza que, embora pecadora, luta contra o pecado e as paixões da carne. Por um lado, é preciso livrar-se. “Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade” (Ef. 4.31). Livrar tem a ideia de afastar para longe. O cristão deve afastar para longe de si todos esses pecados. “Não há lugar algum para qualquer dessas coisas horríveis na comunidade cristã; devem ser totalmente rejeitadas”. Por outro lado, o cristão é instruído a apegar-se às virtudes que agradam a Deus e promovem a edificação do corpo de Cristo, que é a […]
16 de julho de 2019

“Bem melhor ainda que todo o saber, é confiar que Deus sabe por mim”

Uma das coisas comum a todos os games é a progressão do jogador ao superar cada fase do jogo. Pode ser até haja alguma bonificação, no entanto, as dificuldades só aumentam a cada etapa. Embora, bem simplista, a referida ilustração atende à proposta da presente devocional baseada em Jeremias 12.1-6. O contexto da passagem remonta ao capítulo 11.21 quando os homens de Anatote são apresentados como uma ameaça à vida do profeta. O versículo registra palavras duras contra Jeremias. Ou ele para parava e falar em nome do Senhor ou seria morto. Por isso, sua ponderação a respeito dos perversos, seu questionamento e a resposta de Deus, nos primeiros versos do capítulo 12. Voltando à ilustração sobre o jogo e suas etapas. O desconforto de Jeremias quanto as ameaças dos homens de Anatote se evidencia, à medida que o profeta confronta sua situação com a de seus opositores. Nada do […]
15 de julho de 2019

“Caminhando com Deus em meio ao Sofrimento”

Talvez o maior erro que cometemos é o de pensar que Deus não conhece a nossa dor. É comum ter a imagem de Deus sentado num trono agindo de maneira aleatória, indiferente e até mesmo despreocupada. Quando acontece uma grande tragédia é comum nos perguntarmos: “Por que Deus permitiu? Por que não impediu?”. Porém, as páginas das Escrituras nos revelam que não há nenhum ser vivo sobre a face da terra, seja do passado, do presente ou do futuro que tenha experimentado a dor e o sofrimento tão intimamente como o próprio Deus. A Bíblia relata a história do Grande e Majestoso Rei deixando o seu trono de Glória para colocar os seus pés sobre um mundo inteiramente contaminado pelo pecado. Estar num ambiente contaminado pelo pecado já foi um grande sofrimento para o nosso Senhor Jesus, mas ser acusado, julgado e condenado pelas mãos de pecadores iníquos potencializou ainda […]
14 de julho de 2019

“Deus não abandona seus filhos”

“Pois não desprezou, nem abominou a dor do aflito, nem ocultou dele o rosto, mas o ouviu, quando lhe gritou por socorro” (Salmo 22.24) O Salmo 22 começa com aquelas famosas palavras que seriam pronunciadas por Jesus, na cruz, muito tempo depois: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” É possível que você já tenha, ou esteja agora, se sentindo assim. Desemprego, enfermidade ou perda de um ente querido podem nos trazer dor tão intensa a ponto de nos sentirmos desamparados por Deus. No entanto, no versículo 22 o salmista declara que cantará louvores a Deus; no 23 convoca os que temem a Deus a fazer o mesmo. Por que? Porque Deus “não desprezou, nem abominou a dor do aflito”. Isto expressa a crença de que as orações foram ouvidas. Deus não escondeu seu rosto, isto é, Ele não abandonou completamente, ainda que por um momento parecesse ter abandonado. […]
13 de julho de 2019

“Você se acha um Cristão?”

Qualquer tipo de fé que se diga cristã é realmente cristã? Você já parou pra pensar que você pode estar fazendo parte de lugar que não é cristão, que há neste universo de “igrejas” hoje em dia? O que tem isto demais? Só um problema tamanho do mundo! Veja o que as Escrituras dizem: “Irmãos, venho lembrar-vos o evangelho que vos anunciei, o qual recebestes e no qual ainda perseverais; por ele também sois salvos, se retiverdes a palavra tal como vo-la preguei, a menos que tenhais crido em vão” (1Coríntios 15. 1-2). A pergunta que o texto nos leva a fazer é porque Paulo tem todo um cuidado de lembrar os irmãos da igreja em Corinto? Será que não é porque a crença é algo realmente sério? Paulo julga que eles estão perseverando nele, pois é a través dele que eles seriam salvos. Todavia, o texto apresenta uma condiciona: […]
12 de julho de 2019

“Não nos afastemos de Deus!”

A leitura, o estudo e a meditação nos textos do Antigo Testamento das Escrituras Sagradas podem nos render boas descobertas e uma grande aprendizagem. Vamos observar um excelente exemplo a esse respeito. Em Sofonias 3:2 está escrito: “Não atende a ninguém, não aceita disciplina, não confia no Senhor, nem se aproxima do seu Deus.” O profeta Sofonias foi contemporâneo do profeta Jeremias. Eles profetizaram no mesmo lugar: Jerusalém e na mesma época: durante os dias do reinado do rei Josias. Eles presenciaram as mesmas coisas: um povo que desobedecia a aliança com Deus. Para entender algumas passagens de Jeremias podemos buscar informações em Sofonias, e para entender melhor algumas passagens de Sofonias basta fazermos uma visita ao livro de Jeremias. Então, vamos a uma questão: por que Sofonias disse que Jerusalém não atendia a ninguém, não aceitava disciplina, não confiava no Senhor, nem se aproximava do seu Deus? Em Jeremias […]
11 de julho de 2019

“Bençãos nas Provações”

“Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança.” (Tg 1.2-3). O ensino deste versículo é maravilhoso, porque nos dá entendimento para uma grande e difícil questão da vida, o significado das nossas provações. É importante sabermos que provação é diferente de tentação. A provação é uma situação onde nossa fé é provada. Geralmente a provação acontece na forma de adversidades que se levantam contra nós. Por usa vez, a tentação, tem a ver com nossas vontades. A tentação nos seduz e nos induz ao pecado. A tentação não nos beneficia em nada; na verdade, quase sempre nos traz problemas, quando não a resistimos. Diferente, a provação, conforme nos ensina Tiago, quando confirmada produz perseverança, ou seja, colabora para o nosso crescimento humano e espiritual. Aproxima-nos mais de Deus. Somos como o ouro que […]
10 de julho de 2019

“O Perigo de um Coração Soberbo (1 Samuel 15.12-23).”

Ao refletirmos nos versos anteriores (de 1 ao 11) vimos o perigo de se “ignorar a vontade Deus”, quando Saul, agindo por conveniência, entendeu que obedecer a Deus parcialmente, ainda que com boa intenção era suficiente. Mas, ele se enganou. Hoje, continuando nossa reflexão sobre o texto de 1º Samuel 15, agora nos versos de 12 a 23, aprendemos que ter um coração dominado pelo orgulho é tão perigoso quanto desobedecer a Deus. Saul fora chamado por Deus para fazer justiça em Seu Nome. Amaleque e tudo o que lhe pertencia deveriam ser totalmente destruídos. A batalha termina, mas Saul não destroi tudo, antes decide-se, por conveniência, poupar o rei amalequitaa e parte dos seus rebanhos. Era hora de voltar, mas de acordo com o v. 12, Saul decidiu-se por ir em direção oposta; ele foi para o monte Carmelo. Porque para o Carmelo? Para satisfazer o desejo do seu […]
9 de julho de 2019

“Pensem concordemente no SENHOR” (Filipenses 4.8).

Certa vez Santo Agostinho afirmou que: “Nas coisas essenciais, unidade! Nas não essenciais, liberdade! E em todas as coisas amor”. O amor é um princípio valioso que deve governar a vida do cristão. Por ser uma dádiva de Deus concedida ao seu povo é necessário que esteja acima das nossas divergências e de nossos próprios interesses. O amor de Deus revelado em Cristo é a característica essencial que deve distinguir a igreja de todas as outras comunidades. Esse amor de natureza sobrenatural nos capacita a tratar os nossos irmãos com respeito, graça e bondade nos fazendo lembrar que aquilo que nos une é infinitamente maior do que aquilo que nos separa. Essa foi a recomendação dada por Paulo as duas irmãs da igreja de Filipos no capítulo 4.2 que diz: “Rogo a Evódia e rogo a Síntique pensem concordemente, no Senhor”. O fato de não sabermos os reais motivos que […]
8 de julho de 2019

Mudança de Hábito (6)

“Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem” (Ef. 4.29). Falar é uma experiência exclusiva do ser humano. Estamos tão habituados a falar que, nem sempre, nos lembramos desse fato tão simples, mas, extraordinário. A capacidade e habilidade de falar. As Escrituras Sagradas nos instruem, por exemplo, a sermos sensatos no nosso falar. “Quando são muitas as palavras, o pecado está presente, mas quem controla a língua é sensato” (Pv 10.19). “Quem tem conhecimento é comedido no falar, e quem tem entendimento é de espírito sereno” (Pv 17.27). Tiago nos exorta quanto ao domínio da língua, ao dizer: “A língua, porém, ninguém consegue domar. É um mal incontrolável, cheio de veneno mortífero” (Tg 3.8). A importância de sermos comedidos no falar é porque, conforme disse Jesus: “Mas eu lhes […]
7 de julho de 2019

“Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus”

“Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8.28) Este é um texto fácil, mas muito fácil de se usar na vida dos outros. É relativamente simples dizer a quem sofre que deve se consolar no fato de que todas as coisas cooperam para o bem. Porém, é muito difícil aplicá-lo quando somos nós que estamos sofrendo. Paulo começa o texto dizendo que “sabemos”. Com isso ele quer dizer que os crentes de Roma, que muito sofriam com as perseguições, com certeza sabiam que todas, não algumas, mas todas as coisas cooperam ou contribuem nas mãos de Deus para o bem, mesmo aquelas coisas que nos parecem desagradáveis. No entanto, é preciso ressaltar que tal coisa não se aplica a todos, mas apenas aqueles que amam a Deus. Amar a Deus é crer em Cristo […]
6 de julho de 2019

Qual é a oração que Deus atende?

Aquela que estiver de acordo com o seu decreto. Há possibilidades de sabermos qual o decreto de Deus? A resposta é sim e não! Sim, pois parte do seu decreto foi revelado nas Escrituras. Não, porque o Senhor não revelou toda a minúcia e pormenores do seu decreto. Quando oramos sempre fazemos em esperança e expectativa de que nossa oração será atendida, se estiver de acordo com o decreto. Mas, se aqueles que possuem esta compreensão ficam muitas vezes frustrados. Uma vez que suas orações, por não estarem de acordo com o decreto de Deus, não foram atendidas. Porém, algo acontece, apesar de frustrados, não abandonam a fé. Qual a razão? Sabem que se o Senhor não o atendeu, isto se deve ao fato de que suas orações não foram feitas de acordo com o decreto de Deus. E como está revelado que tudo coopera para o bem daqueles que […]
5 de julho de 2019

Cristo nos Liberta de todas as nossas Preocupações!

Eu tenho um conselho especial pra te dar: leia e medite, mas medite mesmo, nas palavras de João capítulo 14. Com essa passagem incrível aprendemos que o Senhor Jesus Cristo liberta os seus discípulos de todas as suas preocupações. Isso é sério. Os discípulos de Cristo têm preocupações sim e olha que são muitas. Não é porque seguem a Cristo e O servem que escapam de passar por problemas, ter dificuldades, se verem em situações difíceis e ficarem bastante preocupados. O Senhor Jesus disse aos seus preocupados discípulos: “Não se turbe o vosso coração”, ou seja, os corações dos discípulos de Cristo estavam agitados, inquietos, com medo. Precisamos lembrar que acontece mesmo, mas é importante que todos nós creiamos que o Senhor é maior e muito mais poderoso que toda a turbulência que nos alcança. E se tem algo que deixa os discípulos com o coração apertado é a sensação […]
4 de julho de 2019

O Valor Do Reino (2)

“Percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades entre o povo.” (Mt 4.23) O contexto religioso nos dias de Jesus não era muito diferente do nosso, visto que a natureza humana continua a mesma. Jesus precisou organizar um método de trabalho para alcançar o seu propósito. Mateus enfatiza que Cristo percorreu toda região à sua volta anunciando as boas novas, tendo como base três atividades principais; ensinando, pregando e, curando. Vejamos cada uma destas atividades. I- “Ensino” (didática, instruir) – É equivalente a comunicar uma informação mais detalhadamente. Os mestres visitantes podiam falar nas sinagogas, contudo, vale destacar que até então, Jesus era um mestre desconhecido, pois estava apenas iniciando o seu ministério público, mas ainda assim, consegue fazer exposições, provavelmente por trazer uma proposta nova e que certamente atraía a atenção dos ouvintes, embora tenha despertado […]
3 de julho de 2019

Mudança de Hábito (5)

“O que furtava não furte mais; antes trabalhe, fazendo algo útil com as mãos, para que tenha o que repartir com quem estiver em necessidade” (Ef. 4.28). Embora Paulo não cite diretamente, o oitavo mandamento diz: “Não furtarás” (Êx 20.15). Furtar é apropriar-se, indevidamente, de um bem alheio. John Stott diz a respeito desse mandamento: “Tinha, e ainda tem uma ampla aplicação, não somente com respeito a furtar o dinheiro ou os bens de outras pessoas, mas também com respeito à sonegação de impostos e a truques com a alfândega que roubam do governo aquilo que lhe é devido; aplica-se ainda aos empregadores que oprimem os trabalhadores, e aos empregados que fazem serviço inferior ou que não trabalham todas as horas devidas”. O hábito de furtar é pecaminoso e, por conseguinte, não agrada a Deus em nenhuma situação. Por isso, a instrução bíblica é que esse hábito deve ser substituído […]