“Para não pecar contra ti”
4 de março de 2020
“Somos peregrinos (1)”
6 de março de 2020

Decepção

“O longânimo é grande em entendimento, mas o de ânimo precipitado exalta a loucura.” (Provérbios 14.29)

Cada indivíduo lida com a frustração de maneira diferente. Vale ressaltar que a frustração se dá por não atingirmos o nosso objetivo ou também pela postura de outros em relação a nós. Destacamos que ela pode se dar quando esperamos muito das outras pessoas e não somos correspondidos como esperávamos.

A pessoa quando fica frustrada culpa a si mesma, a vida e até mesmo a Deus. O fato é que nem tudo acontecerá como você quer e muito menos no seu tempo. Em outras palavras, nem tudo sairá conforme você planejou.

Chamo a sua atenção para o que realmente mais importa, visto que só se vive uma vez, faça a vida valer a pena.

À medida que nos relacionamos com outras pessoas estamos sujeitos aos dissabores, portanto, a sua frustração pode ser do tamanho da sua expectativa.

Contudo, devemos transformar a decepção num caminho de volta para Deus. Há um lado positivo na decepção? Sim, é quando ela nos ajuda a nos voltarmos para Deus como o único em quem podemos realmente confiar. O quadro nos lembra de três realidades: a) quem é o ser humano; b) quem somos nós e c) Quem é Deus.

Por isso, devemos ter sempre diante de nós a advertência de Jeremias, que afirmou que bendito é o homem cuja confiança está no Senhor. O homem que confia no Senhor será como uma árvore plantada junto às águas e que estende as suas raízes para o ribeiro. Ela não temerá quando chegar o calor, porque as suas folhas estão sempre verdes; não ficará ansioso no ano da seca e nem deixará de dar fruto (Jeremias 17:7-8).

Alguém já te decepcionou? É possível isso aconteça mais vezes com você, daí a necessidade de recorrer a Deus na busca da maturidade para saber levantar a cabeça e seguir.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Givaldo Santana (Pastor na IPC de Birigui – SP)