“Como você está em relação à verdade?”

“Como a comunhão cristã se manifesta?”
1 de fevereiro de 2020
“Cristãos não ficam descalços”
4 de fevereiro de 2020

“Como você está em relação à verdade?”

“Vós corríeis bem; quem vos impediu de continuardes a obedecer à verdade?” (Gl. 5.7)

O apóstolo Paulo escreve esta carta aos crentes da Galácia especialmente para tratar de ensinos que estavam sendo transmitidos a eles e que eram contrários ao verdadeiro evangelho.

No entanto, queremos hoje usar este texto para pensar naqueles que já estiveram envolvidos com a igreja, mas que agora não estão fazendo isto da mesma forma. Infelizmente, há aqueles que já estiveram bem na igreja, assumiram responsabilidades e se aplicavam em cumpri-las, mas que, com o passar do tempo, vão esfriando, frequentam a igreja cada vez menos, leem a Bíblia cada vez menos, oram cada vez menos. A pergunta que o texto nos faz é: “o que nos impediu de continuar obedecendo à verdade?”

Por que alguém que se tornou membro da igreja, professou a sua fé, assumiu um compromisso com Deus e com a igreja de trabalhar pelo Reino através daquela igreja e, agora, passa a não cumprir o compromisso que assumiu? Por que alguém que estava envolvido com as coisas da igreja torna-se frio, distante, não tratando mais as coisas com a mesma responsabilidade que costumava tratar? Esta é a questão que nós queremos levar cada um a pensar hoje.

Você é alguém que tem se sentido frio, orado pouco, lido a Bíblia pouco, ido à igreja pouco ou até já parou de vez de ir? Pare neste momento, olhe para trás e busque identificar em que momento da sua vida isso começou a acontecer. O que provocou esse distanciamento do Senhor?

Jesus, quando escreve a carta à Igreja de Éfeso em Apocalipse, disse àquela igreja que tinha contra ela o fato de que ela havia abandonado o primeiro amor e, então, lhe diz para voltar atrás, ver onde se desviou e se arrepender. É exatamente isso que nós temos que fazer.

Se corríamos bem e hoje estamos deixando de obedecer a verdade, precisamos olhar para trás e perguntar quando foi que essa realidade mudou, o que foi que provocou essa mudança e, então, nos arrependermos. São muitas as coisas que podem nos afastar da verdade. Às vezes é algo que alguém disse ou fez que não gostamos, interesses outros que desviaram nossa atenção, etc. Se este é o seu caso, arrependa-se; se você ainda está firme, cuidado para não se desviar; se você tem alguém assim perto de você, exorte-o com todo amor e o ajude a sair desta situação de pecado.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Welerson Alves Duarte (Presidente Geral da IPCB e Pastor na IPC de São Bernardo do Campo – SP)