“Faça hoje, pois hoje é o dia.”
26 de novembro de 2019
“A importância de ser e ter amigo de verdade”
28 de novembro de 2019

“Como enfrentar o sofrimento?”

“Porque para mim tenho por certo que os sofrimentos do tempo presente não podem ser comparados com a glória a ser revelada em nós.” (Rm 8.18)

Esse é um dos textos nas Escrituras que mais me chama a atenção, devido a promessa que nos é garantida e o quanto essa promessa nos ajuda a enfrentar as lutas transitórias da vida! O apostolo havia falado que o Espírito Santo testemunha em nosso espírito que somos filhos de Deus (8.16); diz que sendo nós filhos, somos herdeiros de Deus e coerdeiros com Cristo, se com ele sofremos com ele seremos glorificados (8.17). O que o nosso representante herdar, herdaremos com Ele! Em Cristo somos abençoados nas regiões celestiais, diz Paulo em Efésios 1.3!

Paulo fala de sofrimento, que o crente sofre nessa vida! Atualmente parece completamente estranho essa afirmação, pois a crença comum no meio evangélico é que o crente não sofre, se sofrer é falta de fé! Sem entrar muito nesta discussão, quero apenas mostrar a você que o texto ensina que o crente sofre nessa vida. Mas a pergunta que faço: quem não sofre nesse mundo? Crente e não crente sofrem.

Quando Jesus encerrou o Sermão no Monte, contou uma parábola sobre dois homens, um que ouvia e praticava a Palavra e o que ouvia e não praticava a Palavra. O primeiro ele compara com um homem sensato que constrói sua casa sobre a rocha, transbordam os rios, sopram os ventos contra aquela casa e ela não cai por ter sido construída sobre a rocha. O segundo, Cristo o compara com um homem tolo, insensato, que constrói sua casa sobre a areia e as mesmas coisas que aconteceram com o primeiro, acontecem com o segundo, ventos e rios deram contra ela, o resultado é totalmente diferente, ela caiu e grande foi sua ruina (Mt 7. 24-27). O que quero destacar para essa exposição é que as dificuldades que vieram para o crente na parábola, também vieram para o ímpio, o que fez o crente resistir foi seu fundamento, a Palavra! Paulo disse para os irmãos de Colossos que não construíssem suas vidas sobre a filosofia vã, que é de acordo com os rudimentos do mundo, mas que construíssem sobre Cristo, que corporalmente habita toda a plenitude da divindade (Cl 2. 8-9). Logo, o que diferencia a realidade existencial do crente em relação ao ímpio, é o seu fundamento existencial, Cristo ou o mundo! Esses fundamentos determinam o fim de cada um. Sofrimentos fazem parte da humanidade caída! Logico que existem alguns sofrimentos que somente crentes passam, como perseguição por causa do Evangelho, lutas contra o pecado, o mundo e o Diabo!

Mas como enfrentar o sofrimento? Paulo nos mostra que a convicção de que existe algo infinitamente melhor que qualquer coisa que conhecemos, nos fortalece a caminhar em direção a isso. O que seria? A glória de Deus que em nós será revelada! O nosso alvo existencial transcende esse mundo, os sofrimentos transitórios, as lutas e angustias, porque o que seremos é infinitamente superior. O que seremos? Seremos semelhantes a Cristo (Rm 8.28-29). Todas as coisas em nossa vida trabalham em conjunto para nos tornar semelhantes ao Senhor Jesus! O alvo é a imagem de Deus em nós ser totalmente restaurada e reinarmos eternamente com Cristo. Quando esse Dia chegar nossas lagrimas serão enxugadas, não haverá mais tristeza, dor e sofrimento (Ap 21.4). A glória de Deus será revelada em nós e não para nós! Em nosso corpo transformado, incorruptível, imortal, será manifestado a glória de Deus (1 Co 15. 50-58). O segundo Adão, Cristo, nos vivificará completamente (1 Co 15.22)!

Talvez você esteja sofrendo agora, com profundas tristezas em sua alma por uma perda, decepção, perseguição, doença ou outra coisa qualquer. Mas lembre-se dessa verdade, o seu sofrimento não pode comparar com o que será revelado em você! O seu sofrimento por pior que seja não durará eternamente, é transitório, momentâneo. Olhe para o que não se pode ver agora materializado, creia na promessa, caminhe firmemente olhando para o autor e consumador da nossa fé (Hb 12. 1-3)! Aprenda com os sofrimentos temporários e saiba que eles contribuem para tornar você semelhante ao Senhor Jesus!

Concluo com a declaração de uma cristã que era surda, muda e cega, mas que através da sua vida e declarações, testemunhou para o mundo o que é viver nessa dimensão de fé, seu é Helen Keller: “Por três coisas eu agradeço a Deus cada dia em minha vida; agradeço que ele me concedeu conhecimento de suas obras; tenho profunda gratidão porque ele tem colocado em minhas trevas a lâmpada da fé; agradeço mui profundamente porque eu tenho uma outra vida pela qual espero ansiosamente – uma vida jubilosa com luz, flores e cântico celestial.”

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev.Márcio Willian (Pastor na IPC de Limeira – SP)