“Acho que não vou fazer mais nada!”
5 de maio de 2020
“Ricos para com Deus”
7 de maio de 2020

“Como é difícil ser como o Mestre!”

“Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles; porque esta é a Lei e os Profetas” (Mateus 7:12).

Esse verso faz parte das normas que Jesus nos deixou sobre como devemos nos relacionar com o próximo. Na verdade, essa norma, é amplamente conhecida como a Regra de Ouro. A ordem é simples, porém, bastante profunda. É a vontade de Deus para os relacionamentos interpessoais.
A questão é que naturalmente, cheios de “razões” respondemos às pessoas da mesma maneira que elas nos respondem, à semelhança da terceira lei de Newton. Ou seja, a uma pessoa irada, respondemos com raiva; a uma pessoa sarcástica, com sarcasmo; a uma pessoa arrogante, com arrogância. É assim que nós homens estamos acostumados a agir. Mas Jesus veio e quebra com isso.

Cristo diz que os cristãos – aqueles que, como eu e você, devem refletir o amor de Deus no trato com os outros, da mesma forma que gostariam de serem tratados. Não na mesma forma que foram tratados, mas da maneira que desejam ser tratados. Assim, Jesus nos chama a combatermos nossos instintos naturais e pecaminosos. Isso poderia ser feito se simplesmente antes de qualquer ação, nos perguntássemos: “Como eu gostaria de ser tratado, será que agindo como essa pessoa está agindo?”
Na verdade, em dias difíceis, gostaríamos que as pessoas nos falassem coisas positivas, agradáveis. Quando somos mal compreendidos, gostaríamos que as pessoas nos dessem o benefício da dúvida e considerassem que podemos estar num dia ruim. Quando ficamos irritados, queremos que as pessoas nos ajudem acalmar a nossa raiva (em vez de alimentá-la).

Mas Jesus disse: ouça, a forma de tratar os outros não pode ser determinada pela forma como você espera que eles te tratem ou, ainda, pela forma como você pensa que eles devem te tratar, mas pela forma que você gostaria de tratá-los. Essa é uma orientação de ouro. Para praticá-la, temos que parar e refletir antes de respondermos a alguém: “Como eu desejo ser tratado agora?”

Se todos agirmos assim, os nossos relacionamentos serão, sem dúvida, bem melhores!

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Roney Pascoto (Pastor na IPC de Limeira – SP)