“Exercendo a Bondade”
10 de setembro de 2019
“Refletindo as coisas de Deus”
12 de setembro de 2019

“Céu ou Inferno?”

“Nesse tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, o defensor dos filhos do teu povo, e haverá tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, será salvo o teu povo, todo aquele que for achado inscrito no livro. Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e horror eterno” (Daniel 12. 1–2)

O texto de hoje chama a atenção para uma realidade que muitos, seduzidos pelo mundo, passam a vida tentando evitar: O final dos tempos! Porém, a Bíblia é absolutamente clara e enfática em nos exortar que haverá um dia quando Deus julgará a todos, os vivos e os mortos. Não importa quem fomos aos olhos dos homens; se grandes ou pequenos, se ricos ou pobres, se doutores ou analfabetos, se religiosos ou ateus. Nesse dia todos teremos de comparecer diante do tribunal de Cristo para prestar conta da nossa vida.

Os que desfrutarão da vida eterna o farão, não porque realizaram muitas obras boas; nem porque conquistaram um maior número de títulos acadêmicos; não porque foram bons e se comportaram melhor do que qualquer outra pessoa, mas por terem os nomes inscritos no livro da vida; por terem sido lavados pelo sangue de Cristo, justificados por Deus; porque se arrependeram de seus pecados e confessaram Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas; porque viveram em santidade e fidelidade como discípulos verdadeiros; como cidadãos do reino de Deus.

Porém, muitos vivem acreditando que para chegarem ao Céu, bastam crer que Deus existe. Estão enganados! Outros acreditam que todos irão para o céu, porque Deus é amor. Também estão enganados! Outros, ainda, estão convencidos por fazerem parte da membresia de uma igreja. Coitados, quanta ilusão! Para esses estão reservados a vergonha e horror eterno – conhecidos, também, como inferno. Para esses, tudo que provém da graça de Deus será retirado, restando-lhes a angústia, solidão, desespero e tormento eterno.

Não desejo que ninguém passe por isso! Pois será um dia terrível, assustador, desesperador para aqueles que desprezaram a Cristo. Você pode ignorar tudo isso, ou considerar como irracional, mas, sua atitude não mudará os fatos. No entanto, você pode refletir sobre tudo isso, correr para Jesus e clamar: Jesus tem misericórdia de mim!
Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Roney Pascoto