DEVOCIONAIS

18 de setembro de 2020

“A batalhar pela fé”

“Os tais são murmuradores, são descontentes, andando segundo as suas paixões. A sua boca vive propalando grandes arrogâncias; são aduladores dos outros, por motivos interesseiros.” (Judas 1.16) Judas no início da carta diz que decidiu escrever exortando a batalhar pela fé em virtude de indivíduos se introduzirem na igreja com dissimulação, transformando em libertinagem a graça (versículos 3, 4). No versículo 16 Judas apresenta algumas características destes indivíduos. Eles são murmuradores e descontentes, ou seja, estão sempre reclamando, nunca estão satisfeitos. Os pobres reclamam que não são ricos, os doentes por não estarem bem, etc. A virtude que se opõe a esta característica deles é o contentamento, uma virtude de valor inestimável. Outra característica é andar segundo as suas paixões, no caso as inclinações pecaminosas, a luxúria, o desejo por aquilo que é proibido, isto é, contrário à vontade de Deus. Estes indivíduos também proclamam de forma constante o que […]
17 de setembro de 2020

“Eu espero a misericórdia do Senhor!”

Assim está escrito no Salmo 123: “A ti, que habitas nos céus, elevo os olhos! Como os olhos dos servos estão fitos nas mãos dos seus senhores, e os olhos da serva, na mão de sua senhora, assim os nossos olhos estão fitos no SENHOR, nosso Deus, até que se compadeça de nós. Tem misericórdia de nós, SENHOR, tem misericórdia; pois estamos sobremodo fartos de desprezo. A nossa alma está saturada do escárnio dos que estão à sua vontade e do desprezo dos soberbos.” O autor desse salmo 123 expressou em nome de todos os peregrinos a sua angústia sentida por causa das dificuldades e oposição sofridas. Essa súplica coletiva expressa que os adoradores que rumavam à cidade de Jerusalém tinham sofrido muito com o desprezo, tinham sido humilhados sem dó nem piedade. Vv. 1-2 – mostram o olhar de esperança – a palavra “olhos” aparecem 4 vezes e isso […]
16 de setembro de 2020

“Faça a diferença na vida do seu pastor”

“Porque vos lembrais, irmãos, do nosso labor e fadiga; pois, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós, vos pregamos o evangelho de Deus” (1 Ts 2.9) Quando eu era jovem fazia parte da UMPC de minha igreja, era uma mocidade bem ativa. Fazíamos atividades na igreja local, evangelizávamos nas ruas e nas casas e visitávamos irmãos idosos e pessoas não crentes. Certa vez na reunião mensal, alguém deu uma sugestão no mínimo inusitada: visitar o pastor da igreja, onde já se viu! Aquela proposta absurda passou e depois de uns dias, lá estava o grupo de uns quinze jovens visitando o pastor e sua família. Eles nos receberam muito bem, e depois de momentos bem agradáveis já nos finalmente, o pastor exclamou: “-Foi uma surpresa maravilhosa quando soubemos que vocês viriam, ficamos realmente muito contentes!” O pastor é tentado a caminhar sozinho sob a alegação […]
15 de setembro de 2020

“Pensando em Deus”

Por mais que tentemos esconder, justificar, e negar, certo é que a arrogância, a vaidade, a avareza e o descontentamento são frutos de um coração que não conhece Deus. “Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem o forte, na sua força, nem o rico, nas suas riquezas. Mas aquele que se gloria, glorie-se nisto: em me conhecer e saber que eu sou o Senhor e faço misericórdia, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o Senhor.” Jeremias 9.23,24. A glória de Deus pode ser entendida como a beleza, a majestade e a grandiosidade do ser de Deus e suas perfeições, que são reveladas nas Sagradas Escrituras. É o desvelamento de seus atributos, de infinidade, eternidade, santidade, de criatividade ilimitada, de poder sem fronteiras, de majestade insuperável. É a revelação de seu ser que é gracioso, generoso, amoroso, justo e bondoso. […]
14 de setembro de 2020

Trilha sonora da sua vida

Qual é a trilha sonora da sua vida? Recentemente um ex cantor de rock que foi convertido ao cristianismo, afirmou que as suas canções, antes da sua conversão, que giravam em torno de letras imorais, ofensivas e blasfemas nada mais eram do que a trilha sonora da sua vida. Ele cantava o que vivia e vivia o que cantava. As drogas, a prostituição e a perversão eram a sua rotina. Porém, ao ouvir o santo e irresistível chamado do Senhor, esse cantor se viu numa situação em que era impossível continuar cantando as mesmas músicas e vivendo a mesma vida. A partir de então, sua voz, sua mente e suas composições deixaram de entoar canções ofensivas e pervertidas, para cantar louvores ao Grande e Maravilhoso Rei. É precisamente isso que o Evangelho faz, ele transforma o nosso coração de tal maneira que nossas decisões, nosso linguajar, nossos gostos e vontades […]
11 de setembro de 2020

“Você é de fato um Cristão, um seguidor de Cristo?”

“tendo-o encontrado, levou-o para Antioquia. E, por todo um ano, se reuniram naquela igreja e ensinaram numerosa multidão. Em Antioquia, foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos” (Atos 11:26) Por que os discípulos foram chamados de cristãos? O que significa a palavra “cristão”? Literalmente cristão é um pequeno Cristo ou um imitador de Cristo. Aqueles discípulos foram, portanto, assim chamados em virtude da similaridade de seu comportamento, sua pregação e seus valores com os de Cristo enquanto esteve nesta terra. Hoje somos chamados de cristãos quando pertencemos a uma igreja cristã, porém o cristão verdadeiro é mais do que um mero membro de uma igreja, ele é um seguidor de Cristo. Será que as pessoas podem olhar para você e ver o mesmo amor que foi visto em Cristo? Podem ver os mesmos valores vistos nele? Quando você vai agir pergunta primeiro o que Cristo faria em seu lugar? […]
9 de setembro de 2020

“Apostasia” (4)

O povo ficou em total silêncio. Depois, quando Elias apresenta uma proposta, o povo diz: “O que você disse é bom” (1Re 18.24). E, por fim, quando os falsos profetas apresentam seus sacrifícios a Baal e não houve nenhuma resposta, e após Elias apresentar o sacrifício a Deus e o Senhor aceitar o sacrifício, o povo diz: “O Senhor é Deus! O Senhor é Deus”! (1Re 18.39). Todavia, não foi uma confissão de fé no único e verdadeiro Deus. Podemos dizer que foi, apenas, uma constatação de um momento. Não houve mudança no povo, não houve arrependimento, nem confissão de pecado. A situação do povo era tão crítica que Elias, algum tempo depois, disse ao Senhor: “Tenho sido muito zeloso pelo Senhor, o Deus dos Exércitos. Os israelitas rejeitaram a tua aliança, quebraram os teus altares, e mataram os teus profetas à espada. Sou o único que sobrou, e agora […]
8 de setembro de 2020

“A expansão do reino (2)” – Mateus 13.31-32

“… O reino dos céus é semelhante a um grão de mostarda” (v. 31 a.). Desta vez Cristo cita a mostarda num comparativo com o reino. A mostarda é famosa pelo tamanho da sua semente em relação àquilo que se torna depois da planta crescida; aqui podemos citar o ditado popular: “Quem te viu e quem te ver!”. Aquela que é inicialmente inexpressiva pode posteriormente abrigar pássaros. O reino de Deus tem como característica o dinamismo, a ênfase recai aqui na simplicidade e capacidade de desenvolvimento. Quanto ao primeiro aspecto, isto pode ser notado na própria vida e ministério de Cristo, uma mensagem pura e simples no único propósito de alcançar corações e arrancar o pecador do lamaçal de pecados a fim de viver uma nova vida para honra e glória de Deus. Podemos destacar também a capacidade de expansão do evangelho, ele nunca para de avançar independentemente das condições, […]
7 de setembro de 2020

“O amor de Deus”

O Amor de Deus revelado em Cristo para todos os que creem! Quero apenas compartilhar a alegria que é meditar e aprofundar no conhecimento de Cristo e sua obra a nosso favor. Sendo Ele Deus se fez homem, como homem se submeteu a lei e foi obediente em todos os detalhes, por nossa causa. Sendo o rei do universo se fez se servo em nosso favor, para que fossemos feitos filhos reais de Deus. Cristo foi julgado em nosso lugar, levando sobre ele os nossos pecados, a nossa culpa, mas sem ser ele pecador e culpado, para que fossemos absolvidos de todos os nossos pecados diante de Deus. Por nós Cristo foi sentenciado, pregado em uma cruz, morto e sepultado, para que nós tivéssemos plena vida diante de Deus. Ressuscitou ao terceiro dia, testemunhando que Deus o Pai aceitou o sacrifício em nosso favor, depois foi subiu aos céus, para […]
4 de setembro de 2020

“A verdadeira teologia”

É muito comum algumas pessoas confundirem e reduzirem a verdadeira e boa teologia como se fosse algo apenas do intelecto, construído com bons argumentos e que seja capaz de responder as perguntas e dilemas difíceis da vida humana. Há ainda alguns que estudam com afinco os temas teológicos para usá-los como armas de ataque nos intermináveis e infrutíferos debates da vida. Para estes é importante dizer que a verdadeira teologia para produzir frutos é preciso estar alicerçada na mente e no coração. A verdadeira teologia é, antes de mais nada, fruto de uma experiência genuína com o Espírito Santo. O brilhantismo de Calvino, as conclusões de Lutero e todo o conteúdo produzido pelos reformadores são muito mais do que afirmações teológicas coerentes e lógicas, são reflexões produzidas por corações regenerados que não podiam permitir que o erro superasse a verdade. Os amigos de Jó estavam cheios de argumentos aparentemente piedosos […]
3 de setembro de 2020

“Você importa com o seu próximo?”

“Então, disseram uns para os outros: Não fazemos bem; este dia é dia de boas-novas, e nós nos calamos; se esperarmos até à luz da manhã, seremos tidos por culpados; agora, pois, vamos e o anunciemos à casa do rei” (2I Reis 7:9) Samaria, a capital de Israel (Reino do Norte. Jerusalém nessa época era capital apenas de Judá, Reino do Sul) estava cercada pelo rei da Síria o que trouxe grande fome sobre o povo a ponto de duas mães combinarem de comer o filho de uma em um dia e o filho da outra no dia seguinte (II Reis 6.28,29). Deus havia feito com que os Sírios fugissem durante uma noite deixando tudo para trás. Quatro leprosos descobrem que o acampamento dos Sírios está abandonado e cheio de comida e tesouros. O que um grupo marginalizado e desprezado como eram os leprosos naquela época deveria fazer? Claro que […]
2 de setembro de 2020

“Apostasia” (3)

O povo ficou em total silêncio. Depois, quando Elias apresenta uma proposta, o povo diz: “O que você disse é bom” (1Re 18.24). E, por fim, quando os falsos profetas apresentam seus sacrifícios a Baal e não houve nenhuma resposta, e após Elias apresentar o sacrifício a Deus e o Senhor aceitar o sacrifício, o povo diz: “O Senhor é Deus! O Senhor é Deus”! (1Re 18.39). Todavia, não foi uma confissão de fé no único e verdadeiro Deus. Podemos dizer que foi, apenas, uma constatação de um momento. Não houve mudança no povo, não houve arrependimento, nem confissão de pecado. A situação do povo era tão crítica que Elias, algum tempo depois, disse ao Senhor: “Tenho sido muito zeloso pelo Senhor, o Deus dos Exércitos. Os israelitas rejeitaram a tua aliança, quebraram os teus altares, e mataram os teus profetas à espada. Sou o único que sobrou, e agora […]
1 de setembro de 2020

A EXPANSÃO DO REINO (Mateus 13.33)

A figura do fermento aparece em diferentes contextos e com significados distintos nas Escrituras, como por exemplo, pecado e hipocrisia, e como personificação do mal. Na presente passagem, entretanto, o fermento é citado pelo Senhor Jesus Cristo no propósito de apontar a sua capacidade de desenvolvimento. Os micro-organismos precisam ser alimentados para produzir o processo de fermentação, uma combinação de fatores produzirão os resultados esperados. Cristo se vale aqui de uma prática cultural dos seus dias, onde uma mulher fazia o pão para consumo familiar. Se você já fez pão alguma vez, sabe que não é um processo tão simples, pois depende da temperatura certa, além de demandar diferentes etapas. Um fator que chama a nossa atenção é que o fermento mostra a sua presença. Aqui entra a comparação feita por Cristo. O reino não ficaria restrito a Israel, mas marcaria presença no mundo. A despeito de todas as intempéries, […]
31 de agosto de 2020

“Louvores sem fim!”

Assim está escrito no Salmo 119:71: “Foi-me bom ter eu passado pela aflição, para que aprendesse os teus decretos.” Eu vejo, leio, entendo e imagino o Salmo 119 como um verdadeiro concerto. Parece que lendo os versos desse Salmo ouço uma orquestra fazendo uma linda apresentação. Os decretos, os juízos, as prescrições, os mandamentos, por exemplo, são os músicos. Eles existem para a glória e louvor do Senhor. E em segui-los, também damos glórias ao nosso Deus. Ao que tudo indica, o autor desse Salmo 119, ou estava atravessando problemas quando o escreveu, ou então tinha passado recentemente por problemas, de modo que o Salmo 119 foi o resultado do balanço que fizera de tudo que havia superado. Ele aprendeu que tudo de muito difícil que havia superado havia contribuído muito para seu desenvolvimento pessoal bem como para seu crescimento espiritual. Ele disse que havia sido bom ter passado pela […]
29 de agosto de 2020

“Escolhendo a melhor parte”

No evangelho de Lucas 10.38-42 temos o interessante relato das irmãs Marta e Maria. Enquanto Maria estava aos pés do Senhor Jesus, Marta estava preocupada com os afazeres e trabalhos domésticos. Marta ficou profundamente incomodada com a aparente omissão de sua irmã em ajudar na recepção dos convidados. Ao expor sua frustração para o Senhor Jesus, ela ouviu do Mestre: “Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas cousas. Entretanto, pouco te é necessário ou mesmo um só cousa; Maria, pois escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada”. Essa história nos oferece uma interessante lição sobre a vida cristã. Há muitas pessoas que assim como Marta se dedicam ao máximo em coisas secundárias da vida e se esquecem de nutrir seus corações com o precioso alimento dado pelo Senhor Jesus Cristo. Quantas vezes as pessoas estão mais preocupadas com o alimento do corpo do que com […]
28 de agosto de 2020

“Você é Fiel a Deus?”

“Conheço a tua tribulação, a tua pobreza (mas tu és rico) e a blasfêmia dos que a si mesmos se declaram judeus e não são, sendo, antes, sinagoga de Satanás” (Apocalipse 2.9) Já imaginou receber uma carta do próprio Jesus? E se essa carta, além disso, não tivesse nenhuma crítica? Quão maravilhoso isso seria! Foi uma carta assim que a Igreja de Esmirna recebeu. Jesus não tinha qualquer repreensão àquela igreja, pelo contrário, ele revela profunda compaixão por um povo que é fiel ao Senhor, e que sofre perseguição como consequência disso. Esmirna era uma cidade de muitas culturas e de muitos deuses. Apolo, Zeus e Afrodite tinham seus adoradores ali. O Imperador romano Tibérius também era adorado como um Deus. Toda essa grande influência pagã trouxe muita perseguição à igreja. Talvez seja difícil para muitos de nós imaginar o que, de fato, é sofrer pelo Senhor. Contudo, essa carta […]
28 de agosto de 2020

“Louvores sem fim!”

Assim está escrito no Salmo 119:71: “Foi-me bom ter eu passado pela aflição, para que aprendesse os teus decretos.” Eu vejo, leio, entendo e imagino o Salmo 119 como um verdadeiro concerto. Parece que lendo os versos desse Salmo ouço uma orquestra fazendo uma linda apresentação. Os decretos, os juízos, as prescrições, os mandamentos, por exemplo, são os músicos. Eles existem para a glória e louvor do Senhor. E em segui-los, também damos glórias ao nosso Deus. Ao que tudo indica, o autor desse Salmo 119, ou estava atravessando problemas quando o escreveu, ou então tinha passado recentemente por problemas, de modo que o Salmo 119 foi o resultado do balanço que fizera de tudo que havia superado. Ele aprendeu que tudo de muito difícil que havia superado havia contribuído muito para seu desenvolvimento pessoal bem como para seu crescimento espiritual. Ele disse que havia sido bom ter passado pela […]
27 de agosto de 2020

“Apostasia” (2)

“O povo, porém, nada respondeu” (1Re 18.21). O silêncio foi a resposta do povo quando o profeta Elias se apresentou ao rei Acabe e ele fala ao rei para convocar todo o povo de Israel e todos os quatrocentos e cinquenta profetas de Baal e mais os quatrocentos profetas de Aserá, que eram sustentados pela rainha Jezabel. O encontro aconteceu no monte Carmelo. Elias dirige-se ao povo e diz: “Até quando vocês vão oscilar para um lado e para o outro? Se o Senhor é Deus, sigam-no; mas, se Baal é Deus, sigam-no” (1Re 18.21). Qual foi a resposta do povo? O silêncio. Jezabel começou uma perseguição aos profetas do Senhor e seu objetivo era introduzir o culto a Baal, que era a divindade protetora de Tiro. “Jezabel estava exterminando os profetas do Senhor” (1Re 18.4). A rainha Jezabel implantou uma terrível perseguição contra os profetas do Senhor e, consequentemente, […]
24 de agosto de 2020

“Amplie seus horizontes”

“Porque nós somos de ontem e nada sabemos; porquanto nossos dias sobre a terra são como a sombra.” (Jó 8.9) Você já se equivocou em algum momento da sua vida? Quem nunca? Os amigos de Jó normalmente são apontados como aqueles que erraram feio ao dizer que a condição em que Jó se encontrava era consequência de pecados não confessados. Particularmente, penso que eu não teria agido diferente. Desta vez a fala está com Bildade, que passa a argumentar no propósito de defender a justiça de Deus, ao passo que descreve sobre a fragilidade humana e propensão natural dos indivíduos de fazer uma leitura errada das circunstâncias da vida. Bildade se mostra escandalizado pela postura, supostamente, assumida por Jó, daí ele entra no embate e passa a fazer uma série de desafios como se vê: a) repreende Jô pelas palavras impetuosas v.2; b) defende a absoluta justiça de Deus v.3; […]
22 de agosto de 2020

“Deus nos guarda!”

No Salmo 141:9 está escrito: “Guarda-me dos laços que me armaram e das armadilhas dos que praticam iniquidade.” O salmista pediu a Deus que o protegesse. Ele tinha inimigos e estes eram vorazes e famintos. Não economizavam esforços para pegá-lo. Eles jogavam sujo. O salmista vivia correndo perigo. Vivia se desdobrando para escapar de ser apanhado e morto pelos maus que o perseguiam. Diante disso dá para concluirmos algo bastante importante. Há pessoas que tentam aproveitar o tempo que têm da melhor maneira, enquanto outras perdem seu tempo para prejudicar a vida de outras pessoas. Nesse mesmo Salmo 141 o salmista disse: “Continuarei a orar enquanto os perversos praticam maldade”. Ele continuaria buscando a Deus mesmo que muitos homens continuassem na prática das suas maldades. Essa, com certeza, é a melhor decisão, descansar no trabalho e na justiça de Deus, e vivermos para glorificar o Seu nome. Que todos quantos […]
21 de agosto de 2020

“Cristo, a nossa verdadeira esperança”

“Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens.” (1ª Coríntios 15.19) Só há um acontecimento em toda a história que poderia trazer um real sentimento de desespero ao coração dos filhos de Deus, se Cristo não tivesse ressuscitado. No capítulo 15, da primeira carta de Paulo aos coríntios, o apóstolo afirma que se Cristo não ressuscitou dentre os mortos, como afirmavam alguns naquela época, então vã seria a nossa fé. De fato, se a ressurreição de Cristo não aconteceu, se a morte o venceu e se seu corpo permaneceu na sepultura, então não há mais nada em que possamos colocar a nossa esperança. Não há nada que poderá nos livrar da ira vindoura. Se assim fosse, a vida humana não teria propósito e tudo se resumiria a nada. Mas graças a Deus, o Senhor Jesus ressuscitou dentro os […]
20 de agosto de 2020

“Discernindo a essência de nossa caminhada”

“Tudo posso naquele que me fortalece” (Filipenses 4. 10-13) A vida é cheia de surpresas, de provações, de alegrias e tristezas, de saúde e falta de saúde, de prosperidade e falta de tudo, como declara o apóstolo Paulo em Filipenses 4. 10-13. A única maneira de aprender com essas possíveis mudanças de cenário existencial é se fortalecendo em Cristo. Como diz a letra de um hino “Brilho Celeste” em sua primeira estrofe: “Peregrinando por sobre os montes. E pelos vales, sempre na luz,. Cristo promete nunca deixar-me. “Eis-me convosco” – disse Jesus…”. Nossa caminhada é pelos vales e depois pelos montes. Um momento estamos escalando a montanha, já em outro descendo a montanha para o vale. Contudo, em toda e qualquer circunstâncias temos a certeza que Cristo nos guia até a nossa chegada segura na nova Jerusalém. Ele é o nosso refúgio e fortaleza bem presente nas tribulações, por isso […]
19 de agosto de 2020

“Primeiro Amor”

“Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor” (Apocalipse 2.4) Éfeso era uma cidade portuária e uma das mais importantes da Ásia, naquele período. Ela era também um centro religioso, onde estava o templo da deusa Diana, uma das 7 maravilhas do mundo antigo. Esta é a primeira igreja a qual Cristo escreve em Apocalipse. Das 7 igrejas, 4 recebem do Senhor elogios e críticas, 2 só elogios e 1 só crítica; Éfeso está entre as que receberam elogios e críticas. Esta igreja estava atenta quanto aos falsos mestres, tendo bom discernimento teológico para expor falsos apóstolos e recusar-se a tolerar suas heresias. Contudo, Jesus também encontrou uma falha em sua congregação: “abandonaste o teu primeiro amor”. O que isto significa? Significa que o amor de uns para com os outros havia esmorecido. Paulo havia ensinado àquela igreja que a sua saúde espiritual dependia de “falar a verdade […]
18 de agosto de 2020

“Como orar?”

“Ouve, SENHOR, a causa justa, atende ao meu clamor, dá ouvidos à minha oração, que procede de lábios não fraudulentos” (Salmo 17.1) Outro dia eu li, em uma rede social, o pedido de uma pessoa para que cada um clamasse ao seu deus para que o problema dela, de uma forma ou de outra, fosse resolvido. Este pedido revela um desejo típico do ser humano: não importa quem e nem como o fará, o importante é que o seu desejo seja atendido. O texto de hoje nos ensina que, em primeiro lugar, nossas súplicas devem ser dirigidas ao SENHOR Deus, criador do céu e da terra, o único Deus vivo e verdadeiro. Na sequência, nos diz que a causa deve ser justa; Deus não age em meio ao erro ou à fraude. Nossa oração não pode conter o desejo egoísta de que aquilo que queremos seja concedido mesmo que não […]
17 de agosto de 2020

“Apostasia” (1)

O que é apostasia? Uma definição comum é o abandono da fé, renúncia de uma religião. A ideia de apostasia é de abandono da fé nas verdades do evangelho. E esse abandono é porque pessoas se deixam influenciar por falsos mestres que, além de serem hipócritas e mentirosos, suas consciências estão cauterizadas. “O Espírito diz claramente que nos últimos tempos alguns abandonarão a fé e seguirão espíritos enganadores e doutrinas de demônios” (1Tm 4.1). Em 2 Tessalonicenses 2.3 lemos: “Não deixem que ninguém os engane de modo algum. Antes daqueles dias virá a apostasia e, então, será revelado o homem do pecado, o filho da perdição”. Nessas duas passagens há advertências sobre a apostasia. É curioso Paulo dizer que “alguns abandonarão a fé”. Ele, provavelmente, não está se referindo a todas as pessoas, indistintamente, mas a pessoas que participavam dos cultos a Deus. Todavia, devemos ressaltar que não eram pessoas […]
14 de agosto de 2020

“Seja um agente da transformação”

Marcos 4.1 a 20 “E acrescentou: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”. No início do meu ministério pastoreei por dois anos congregações em sítios no estado da Bahia, e foi uma rica experiência. À medida que conversava com aqueles irmãos durante as reuniões ou em visita pastoral nas casas, era muito comum falar sobre a lida da roça, como a expectativa de chuva, qual tipo de plantação era apropriado para a época e como lidar com os longos períodos de estiagem, por exemplo. No ensino em questão, Cristo aborda a dinâmica do sitiante. Muito embora a expectativa de quem lança a semente seja muito grande, os resultados esperados nem sempre se concretizam, então, vejamos: “Ouvi: Eis que saiu o semeador a semear” (v. 3). A ideia é a de mais que um dia de trabalho no campo, o período está na fase de lançar a semente, entretanto, ao que parece, […]
13 de agosto de 2020

O PODER DO DEUS DE DANIEL

Em Daniel 2:22 está escrito: “Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz.” Daniel era um servo de Deus, consagrado e muito dedicado. Ele não estava na sua terra. Estava cativo na Babilônia com muitos outros irmãos judeus. E estava na corte da Babilônia. E Deus era com o Seu servo. O rei da Babilônia nesse tempo era o excêntrico Nabucodonosor. Esse rei teve um sonho que o perturbara, mas não conseguia entender o que acontecera no sonho. O rei queria que alguém soubesse do seu sonho e desse a interpretação. A tarefa era mais do que difícil. Como uma pessoa poderia saber o que sonhou outra pessoa? Muitos especialistas da Babilônia foram convocados para resolver esse problema, encantadores, magos e astrólogos, mas nenhum desses conseguiu. Nabucodonosor ficou irado com tanta incompetência. Era um absurdo para o rei que […]
12 de agosto de 2020

“Amemos uns aos outros, não segundo Caim”

“Disse Caim a Abel, seu irmão: Vamos ao campo. Estando eles no campo, sucedeu que se levantou Caim contra Abel, seu irmão, e o matou” (Gênesis 4.8) Por que Caim matou Abel? Sabemos que o primeiro homicídio na história da humanidade aconteceu em um contexto de culto. Caim, dando lugar à amargura pelo fato de Deus ter rejeitado a sua oferta, é dominado pela inveja e mata seu irmão Abel. Poderíamos, então, responder nossa pergunta inicial dizendo que foi por inveja que o primeiro homicídio aconteceu. Porém, em I João 3.11-12, o apóstolo diz o seguinte: “Porque a mensagem que ouvistes desde o princípio é esta: que nos amemos uns aos outros; não segundo Caim, que era do Maligno e assassinou a seu irmão; e por que o assassinou? Porque as suas obras eram más, e as de seu irmão, justas”. A inveja era, na verdade, fruto da comparação de […]
11 de agosto de 2020

“A verdadeira inteligência”

A inteligência pode ser definida como a faculdade de conhecer, compreender e aprender as coisas. Vivemos num mundo que está cheio de pessoas inteligentes. Pessoas que são capazes de construir coisas, de pesquisar a cura de doenças e até mesmo de construir naves espaciais que saem da terra com destino a lua. É inegável que o ser humano é inteligente, e o avanço da tecnologia é uma prova incontestável do que o ser humano é capaz de fazer. Num passado recente era impossível imaginar que um dia teríamos celulares, GPS, aplicativos e tudo o mais que é fruto da inteligência humana. O grande problema é quando a inteligência deixa de ser uma ferramenta e um recurso dado por Deus e passa a ocupar o lugar do próprio Deus. Os racionalistas transformaram a razão num deus que pode se alcançado pela inteligência humana. O pensamento de que todas as coisas podem […]
10 de agosto de 2020

“Oração”

“E, saindo, foi, como de costume, para o monte das Oliveiras; e os discípulos o acompanharam. Chegando ao lugar escolhido, Jesus lhes disse: Orai, para que não entreis em tentação. ” (Lucas 22: 39–40). Todos nós cristãos sabemos da importância da oração para uma vida espiritual saudável. Sabemos também que a oração é uma atividade bastante simples de ser realizada. Mas, apesar de tudo isso, nós a ignoramos. Diferente de Jesus – o Filho de Deus. Aquela noite jamais seria esquecida. Era uma quinta feira, Jesus desejava ansiosamente comer da páscoa com os seus doze discípulos, pois o dia do seu sofrimento se aproximava. Na mesma ocasião, a Ceia do Senhor também seria instituída em memória do seu sacrifício vicário. Acabadas as celebrações, Jerusalém dormia tranquilamente enquanto Jesus e onze dos seus discípulos caminhavam para o monte das Oliveiras. Judas havia ido embora. E, naquele momento, ele estava perante o […]
7 de agosto de 2020

“Quem é você?”

“Diz o insensato no seu coração: Não há Deus. Corrompem-se e praticam abominação; já não há quem faça o bem” (Salmo 14.1) Você conhece alguém que diz que Deus não existe? Pois este alguém, segundo o texto, é um insensato. Esta palavra é frequentemente usada nas Escrituras para designar um homem perverso. Ela transmite a ideia de que a impiedade é uma loucura. Alguns tentam nos fazer pensar que crer em Deus é uma tolice, porém, segundo as Escrituras, tolice é exatamente não crer em Deus. O texto diz que este insensato diz “no seu coração”, o que significa que ele pode até não declarar publicamente seu ateísmo, porém sua prática o mostra; ele pode não dizer que Deus não existe, mas vive como se ele não existisse. O ateu é insensato porque, no fundo, ele sabe que Deus existe. Mas, como quer viver em pecado, tenta aliviar a sua […]
6 de agosto de 2020

“No mundo das fakes” (final)

“Vivemos em um mundo em que a verdade, não apenas é distorcida, mas também rejeitada e, onde a mentira é aceita como se fosse verdade. Às vezes você recebe uma mensagem de uma pessoa confiável e, sem averiguar a autenticidade da mensagem, você a repassa aos seus grupos. Alguém, então, diz que a mensagem é fake. Pode deletar, mas a mensagem já foi repassada e, certamente, muitas pessoas não irão averiguar se é verdade ou mentira. Por que há pessoas que se deleitam em espalhar mentiras? O que, na verdade, ganham com isso? O que podemos aprender no mundo das fakes? Há, certamente, muitas coisas que podem ser aprendidas, tanto negativa quanto positivamente. Todavia, desejo me limitar apenas a uma lição. Averiguar se a mensagem é falsa ou verdadeira. Demanda tempo, às vezes pouco, outras vezes mais tempo, mas é preciso averiguar a procedência e a autenticidade da mensagem. As […]
5 de agosto de 2020

“o prenúncio do fim”

“Tu, porém, Daniel, encerra as palavras e sela o livro, até o tempo do fim; muitos o esquadrinharão, e o saber se multiplicará” (Dn. 12.4) Estamos vivendo no “novo normal”. Certamente você tem escutado esta afirmação com certa frequência na TV. Mas o que seria isso? O ano de 2020 já entrou para a história da humanidade; morte, desemprego, fome, depressão. Quanta tragédia! Teriam estes acontecimentos alguma relação com os registros bíblicos? O profeta Daniel foi levantado pelo Senhor para profetizar em uma época de muita incredulidade. O chamado do profeta, no primeiro momento, foi para exortar para que o povo de Deus se mantivesse firme, a despeito de tudo que estava acontecendo à sua volta. Depois, mesmo vivendo em um contexto de infidelidade, o povo deveria ser fiel ao Senhor não se deixando contaminar pela desobediência que prevalecia ao redor. E o mais importante de tudo, deveria manter a […]
4 de agosto de 2020

“Não deixe de viver”

“Eis sobre os montes os pés do que anuncia boas-novas, do que anuncia a paz! Celebra as tuas festas, ó Judá, cumpre os teus votos, porque o homem vil já não passará por ti; ele é inteiramente exterminado.” (Naum 1:15) Não é ruim quando você fica impedido de poder fazer as coisas que costuma fazer? Por exemplo, esse isolamento social desse tempo de pandemia, não tem sido complicado? Já se vão 4 meses de quarentena, de isolamento social, de recomendações para ficarmos em casa e sairmos o mínimo possível. Até hoje tem gente que está impedida de ir para o trabalho. Muitos nem mais têm seus empregos. Esse tempo, toda essa situação, deu uma mexida brava nas nossas vidas. E têm muitas pessoas sofrendo, adoecendo, se desesperando por causa das incertezas e insegurança por causa de tudo isso. Não tem sido nada fácil. Fica parecendo que estamos impedidos de viver. […]
3 de agosto de 2020

“Crescimento espiritual”

A meta de todo verdadeiro cristão é ser semelhante a Cristo. Um dos grandes problemas dos fariseus e legalistas é que eles desejam se tornar mais consagrados e santos através da mera obediência lei. Era uma espiritualidade baseada numa falsa moralidade. Há muitas pessoas hoje que acreditam que podem crescer espiritualmente e até mesmo merecer as dádivas de Deus porque se consideram boas e justas. Quantas vezes não ouvimos alguém dizer que alguém foi para o céu simplesmente porque não matou, não roubou e não tinha vícios. A Palavra de Deus nos ensina através de muitos textos que as boas obras não podem merecer a salvação e as bênçãos eternas. Primeiro porque não existe boa obra e perfeita justiça fora de Cristo. O jovem rico achou que poderia receber o reino dos céus simplesmente porque acreditava ser um fiel guardador dos mandamentos. Jesus escancarou a sua idolatria ao mandar que […]
1 de agosto de 2020

“Tudo para a glória de Deus”

“Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus” (1ª Coríntios 10.31) É comum vermos pessoas fazendo uma distinção clara entre aquilo que é “espiritual” e aquilo que é “secular”. Eles diferenciam os valores que regem sua vida no momento em que estão na igreja dos valores que a regem nos momentos em que estão em casa, na escola ou no trabalho. As pessoas que fazem esta distinção não têm nenhum problema em compactuar com ideologias políticas que tenham valores contrários aos princípios estabelecidos por Deus em sua Palavra. Elas não têm problemas em quebrar regras no desenvolvimento da sua vida profissional, estudantil ou, ainda, nos relacionamentos, pois eles veem como obras feitas para glória de Deus apenas aquilo que se faz na igreja. No entanto, a vida com Deus é integral; o que Paulo diz nesse texto é que desde coisas […]
30 de julho de 2020

“No mundo das fakes (4)”

“Vocês ouviram o que foi dito: Ame o seu próximo e odeie o seu inimigo” (Mt 5.43) O mandamento para amar o próximo é bíblico. Lemos em Levítico 19.18 o mandamento: “Não procurem vingança, nem guardem rancor contra alguém do seu povo, mas ame cada um o seu próximo como a si mesmo. Eu sou o Senhor”. Todavia, não há nas Escrituras nada a respeito disto: “e odeie o seu inimigo”. Uma verdade bíblica ame o se próximo; um falso ensinamento: odeie seu inimigo. Odiar o próximo talvez tenha sido uma inferência dos judeus, mas totalmente errada. Jesus disse: “Mas eu lhes digo: Amem seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem” (Mt 5.44). O Senhor não apenas corrige um ensino falso, mas instrui o que o um verdadeiro discípulo cristão deve fazer. Amar e orar pelos inimigos é uma característica de todo aquele que foi comprado pelo sangue […]
29 de julho de 2020

“Jejum, uma prática necessária”

“Ninguém põe remendo de pano novo em veste velha, porque o remendo tira parte da veste, e fica maior a rotura” (Mt. 9.16). Quando atentamos para o texto bíblico, na sua totalidade, vemos em vários momentos da história do povo de Deus, grande ênfase no jejum. Via de regra, apregoava-se o jejum em momentos em que, como consequência da impiedade, o zelo do Senhor ameaçava consumir o povo rebelde, daí uma chamada à consagração. Mas vemos também que, quando Israel estava prestes a travar batalha contra os seus inimigos, o povo era desafiado a entrar em jejum, para que, desta forma, o Senhor desse vitória para o seu povo. O jejum é de natureza espiritual, e exatamente por esta razão, está ligado ao arrependimento, fé e consagração. Sendo assim, equivocam-se aqueles que veem o jejum apenas como abster-se do alimento e ou ainda quando pensam que podem valer-se do jejum […]
28 de julho de 2020

Acalma-nos, ó, Senhor!

“Era o varão Moisés mui manso, mais do que todos os homens que havia sobre a terra.” (Números 12:3) Vamos lembrar por um instante do que está registrado nas Escrituras sobre o homem mais manso que havia na terra na época em que o povo de Israel peregrinava pelo deserto rumo à Terra Prometida. Esse homem era Moisés. Israelita da tribo de Levi, Moisés viveu ao todo 120 anos; os 40 primeiros como morador e cidadão do Egito, pois lá fora criado muito próximo a Faraó, e os outros 80 anos todos dedicados a uma missão dada a ele pelo EU SOU. 40 anos foi pastor ajudando seu sogro, dos 80 anos até os 120 anos, guiou o povo de Israel pelo deserto. Ele passou por cenários distintos – palácio e deserto; passou por condições distintas – de membro da classe mais alta do Egito à escassez do deserto; no […]
27 de julho de 2020

“Aflição”

No Salmo 119.71 Davi declarou: “Foi-me bom ter eu passado pela aflição”. Quem em sã consciência poderia sentir prazer ou alegria na aflição? A palavra aflição significa literalmente o sentimento de persistente dor física, moral que traz agonia e angústia. Não conheço ninguém que viva na expectativa da chegada da aflição. O que nos causa estranheza é o fato de Davi afirmar que ter passado pela aflição foi bom. Sendo assim, precisamos entender porque as aflições foram consideradas como sendo boas por Davi. 1º motivo – Davi sabia que Deus soberanamente controla todas as coisas e que as aflições embora tragam sofrimento e perturbação, elas não podem mudar os desígnios de Deus. Davi estava sofrendo e aflito, mas o seu coração estava em paz, afinal a sua certeza e fé na soberania de Deus eram maiores do que sua dor e sofrimento. Lembre-se: é possível passar por aflição e mesmo […]
25 de julho de 2020

“Você é confiável”

“Guardai-vos cada um do seu amigo e de irmão nenhum vos fieis; porque todo irmão não faz mais do que enganar, e todo amigo anda caluniando” (Jeremias 9.4) O capítulo 9 de Jeremias é um daqueles textos que nos faz chorar. O povo de Israel estava sendo destruído por causa do seu pecado. Eles tinham aparência de retidão, mas estavam longe do Senhor. Eles honravam a Deus com os lábios, mas o seu coração estava longe dEle. (Mateus 15.8). O versículo que separamos para nossa meditação é um dos versículos deste capítulo onde a situação de pecado vivida pelo povo é descrita. Eles são advertidos a não confiar nem no amigo, nem no irmão, isto porque, como o pecado dominava, ninguém era de fato confiável. O irmão é descrito como alguém que se aplica a enganar. O modo como a frase “não faz mais do que enganar” está escrita na […]
24 de julho de 2020

“No mundo das fakes (3)”

“Vocês ouviram o que foi dito: Não adulterarás. Mas eu lhes digo: Qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela em seu coração” (Mt. 5.27-28). Jesus está se referindo ao sétimo mandamento: “Não adulterarás” (Êx 20.14). E, certamente, há uma implicação direta com o décimo mandamento: “Não cobiçarás” (Êx. 20.17). A cobiça é um pecado mais interior e o adultério é uma ação exterior. Os rabinos ensinavam que o problema estava na consumação de um adultério. E aqui é que está o problema, não apenas para os tempos do Antigo, como também do Novo Testamento e também dos nossos dias. Jesus, no entanto, aborda o problema do adultério em seu pleno significado. “Vocês ouviram . . . mas eu”. Ele dá a correta interpretação do mandamento. E o problema é muito mais profundo do que aparenta ser, pois, tanto é uma advertência quanto uma exortação. […]
23 de julho de 2020

“Firmados na boa base” (Mateus 7.24-29)

“Quando Jesus acabou de proferir estas palavras, estavam as multidões maravilhadas da sua doutrina” (Verso 29). Os pedreiros normalmente afirmam para os seus clientes que nunca se deve economizar na fundação de uma construção. E é isto mesmo, ainda que uma pessoa não entenda nada de construção, sabe que uma boa base na é imprescindível. O sermão do monte está entre aqueles que se tornaram os discursos mais marcantes na história da humanidade. Ele começa no capítulo 5 de Mateus e vai até o capítulo 7. Depois de oferecer uma série de instruções, finalmente o Senhor Jesus apresenta uma ilustração, com o propósito de mostrar aos seus ouvintes a necessidade de se tomar uma posição. Ele começa a ilustração, valendo-se do mesmo termo: “Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras” (veros 24 e 26). Até esse momento a multidão estava na mesma condição, pois todos tiveram a oportunidade de […]
22 de julho de 2020

“Boas Notícias (Naum 1:15)”

“Eis sobre os montes os pés do que anuncia boas-novas, do que anuncia a paz! Celebra as tuas festas, ó Judá, cumpre os teus votos, porque o homem vil já não passará por ti; ele é inteiramente exterminado.” Nesses dias temos ouvido muito sobre as chamadas “Fake News”. E o Brasil tem passado maus bocados por causa disso. Aqui está rolando mais do que um queda-de-braço, está rolando uma guerra. O cenário político está mais pra um ringue. E pra mim, as “Fake News” são os golpes traiçoeiros. “Fake News” são notícias mentirosas espalhadas para denegrir a imagem e a reputação de alguém. E pelo que temos acompanhado a esse respeito, as pessoas que inventam e espalham as notícias falsas acusam aqueles que querem atingir de serem eles que espalham notícias mentirosas. Ou seja, não basta a notícia ser falsa, a defesa de quem faz isso também é fraudulenta. Esse […]
21 de julho de 2020

“Referencial”

Há três referenciais que as pessoas usam para construir sua própria identidade. Esses referenciais são na verdade o que vão definir como uma pessoa vai viver. O primeiro referencial pode ser definido como a opinião dos outros. Muitas vezes somos reféns da opinião dos outros em relação a nós. Quantas vezes não tomamos determinadas decisões, apenas porque queremos agradar alguém ou porque queremos parecer algo que na verdade não somos. Viver o padrão dos outros para a própria vida é um tipo de escravidão que traz bastante pesar e sofrimento, principalmente pelo fato das outras pessoas estabelecerem padrões severamente elevados. Tome cuidado para não se tornar um escravo da opinião alheia. O segundo referencial pode ser definido como viver em função de si mesmo. Pode parecer libertador deixar de agradar os outros para agradar a si mesmo, mas esse é um terrível engano. O mundo atual é o reflexo de […]
20 de julho de 2020

“Aqui tudo é passageiro”

“Vi um ímpio prepotente a expandir-se qual cedro do Líbano. Passei, e eis que desaparecera; procurei-o, e já não foi encontrado” (Salmo 37.35-36) O poder político ou econômico encanta a muitos, mas isto porque ignoram que todo poder humano é absolutamente ilusório. No texto de hoje encontramos Davi falando de suas experiências de uma vida longa (Salmo 37.25). Nos versículos 25 e 26 ele diz que pode ver os resultados de uma vida consagrada a Deus. Agora, nos versículos 35 e 36, ele fala dos tristes resultados de uma vida vivida longe de Deus. Ele começa dizendo que viu o ímpio prepotente, ou seja, que tem algum poder e que nele confia. Este está expandindo o seu poder, assim como o cedro cresce para o alto e, ao mesmo tempo, estende seus galhos para todas as direções. Até aqui, tudo parece muito bom; quem não gostaria de ter uma vida […]
17 de julho de 2020

“No mundo das fakes (2)”

É terrível como as fakes se multiplicam. Todavia, não há nada que seja novo neste mundo. Elas estão presentes em todas as áreas da vida, inclusive na religião. O apóstolo Paulo escrevendo aos gálatas, disse: “Admira-me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de Cristo para outro evangelho, o qual não é outro, senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo” (Gl. 1.6-7). Tudo o que é falso seduz. Os gálatas estavam se deixando levar por um outro (heteros) e isso, “tão depressa” e a ideia é a de transferir a fidelidade. Aqueles que estavam dando ouvidos ao falso evangelho estavam apostatando da fé no evangelho verdadeiro, o evangelho da graça de Deus. Quando Jesus disse na cruz: “Está consumado” (Jo 19.30) toda a obra da redenção do pecador estava completamente concluída. E, tudo isso, unicamente pela graça de Deus. […]
16 de julho de 2020

“Resplandecendo como candeia” (Mateus 5.14-16)

“Vós sois a luz do mundo” (v. 14). Existem vários exemplos que são usados para exemplificar aquelas pessoas que passam despercebidas onde vivem e atuam, dentre eles destacamos o ditado popular: “Maria vai com as outras”, por ser o que me vem à memória neste instante. O fato é que ao longo de todo o texto bíblico, o povo de Deus é chamado a fazer a diferença sob todos os âmbitos, como espiritual, ético e moral. Vivemos em um momento da história, onde existe uma pressão muito grande para que tudo seja visto como normal, em um aceno claro para a libertinagem. É importante destacar que a partir da queda, o home tornou-se hostil a Deus e à Sua Palavra, sendo necessário o plano redentivo de Deus, a fim de chamar o transgressor de volta para Ele. É dentro deste contexto que Cristo chama os seus seguidores de luz, conforme […]
15 de julho de 2020

“Alicerçados na Palavra”

No Salmo 11.3 encontramos uma pergunta profunda: “Ora, destruídos os fundamentos, que poderá fazer o justo?” Toda época tem uma característica em comum que é o desejo de destruir os fundamentos passados para construir um fundamento novo. A humanidade já tentou por diversas vezes destruir os fundamentos estabelecidos por Deus, para construir seus próprios fundamentos seja no materialismo, no existencialismo, nas ideologias diversas e até mesmo no consumismo. No entanto, cada vez mais o ser humano se depara com a grande verdade de que seus fundamentos não são firmes e confiáveis. O mais sensato a se fazer é seguir o ensino do Senhor Jesus que afirmou no Evangelho de Mateus 7.24: “Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha”. Quem constrói sua existência sobre qualquer outro alicerce que não seja a Palavra de […]
14 de julho de 2020

“Orai, para que não entreis em tentação”

“E, saindo, foi, como de costume, para o monte das Oliveiras; e os discípulos o acompanharam. Chegando ao lugar escolhido, Jesus lhes disse: Orai, para que não entreis em tentação”. (Lucas 22: 39–40). O cenário é o jardim do Getsêmani. Jesus, na sua divindade, sabe que em breve será preso e que os eventos que levarão à Sua morte estão prestes a acontecer. Os discípulos estão confusos e um pouco alheios ao que está acontecendo e, principalmente, ao acontecerá dentro em breve. O Senhor Jesus saiu para orar e disse aos discípulos para fazerem o mesmo. Ele não disse para eles orarem por um bom dia ou por uma vida tranquila. Também não disse pera orarem por prosperidade, uma vez que eram filhos do Rei. Também, não os ensinou a determinarem qualquer coisa. Antes, Jesus disse que orassem para que não caíssem em tentação. Assim, Ele estava ensinando que o […]
29 de setembro de 2017

PASTORAL 2017

COLOCANDO A IGREJA EM BOA ORDEM Reverendo Márcio Willian Chaveiro – Pastoral de 2017   “Por esta razão, te deixei em Creta, para que pusesses em ordem as coisas restantes, bem como, em cada cidade, constituísses presbíteros, conforme te prescrevi:” (Tito 1.5) Durante esse quadriênio a Igreja Presbiteriana Conservadora do Brasil comemorou 75 anos de sua fundação. É uma história rica, de defesa teológica rigorosamente ortodoxa, como expressa a introdução da nossa Constituição e Ordem. Muitos desafios surgiram desde 1940 que devem provocar em nós reflexões e ações. Alguns desafios são os mesmos que enfrentaram nossos pais em 1940 e nos anos seguintes, que facilmente podem ser observados nas pastorais anteriores, os quais destacamos os seguintes pontos: firmeza teológica e fortalecimento dos púlpitos; unidade da igreja e crescimento numérico através do evangelismo e missão. Existem fatores culturais e sociais em nossa nação que naturalmente afrontam direta ou indiretamente a nossa […]
28 de junho de 2017

PASTORAL 2013

PASTORAL 2013 FIRMADOS NAS VEREDAS ANTIGAS Amados irmãos! “…Graça a vós e paz da parte daquele que é, e que era, e que há de vir…” (Ap. 1:4) Decorridos 73 anos em que o pendão da nossa querida igreja passou a tremular em nossa pátria, estamos hoje aqui, dando prosseguimento ao trabalho de nossos pais conservadores. Certamente passa por todos nós o sentimento de honra e de grande responsabilidade dar continuidade a história dessa amada Igreja. Diante de tão grande responsabilidade faz-se necessário refletir-mos sobre o caminho que estamos trilhando. “Ponde-vos à margem no caminho e vede, perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho; andai por ele e achareis descanso para a vossa alma; mas eles dizem: Não andaremos” (Jeremias 6:16). Jeremias, arauto de Deus em sua geração, viveu numa época de grandes tribulações e tragédias. Uma época de crise política, moral e espiritual. A sua nação passava […]
28 de junho de 2017

PASTORAL 2009

PASTORAL DA ASSEMBLÉIA GERAL DA IGREJA PRESBITERIANA CONSERVADORA DO BRASIL ÀS IGREJAS DE SUA JURISDIÇÃO Amados irmãos! A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus Pai e a Comunhão do Espírito Santo sejam sempre convosco. II Co. 12:13 Graças ao bom Deus chegamos a primeira reunião da Assembléia Geral da Igreja Presbiteriana Conservadora do Brasil, ocasião esta propícia a agradecermos os feitos até aqui, sempre sob a boa mão do Senhor, bem como é tempo de avaliarmos nossos níveis reais de desenvolvimento, crescimento e acertarmos os rumos do nosso viver cristão denominacional a fim de enfrentarmos os novos desafios que nos estão propostos. No próximo ano completaremos 70 anos de existência em solo pátrio, data que deve ser comemorada como marco histórico em nossa caminhada. Nos dias atuais, mais do que nunca necessitamos manter firmes os princípios bíblicos e a defesa do Evangelho. Portanto, nossa igreja tem […]
28 de junho de 2017

PASTORAL 2006

UMA POSIÇÃO. UM DESAFIO (Pastoral 2006) Rev. José Paulo Brocco   Quando o povo de Israel, depois de peregrinar quarenta anos, atravessa o Jordão, toma doze pedras. Josué diz à nação a razão desse ato. “Quando, no futuro, vossos filhos perguntarem a seus pais, dizendo: Que significam estas pedras?, fareis saber a vossos filhos, dizendo: Israel passou em seco este Jordão. Porque o Senhor, vosso Deus, fez secar as águas do Jordão diante de vós, até que passásseis, como o Senhor, vosso Deus, fez ao mar Vermelho, ao qual secou perante nós, até que passamos. Para que todos os povos da terra conheçam que a mão do Senhor é forte, a fim de que temais ao Senhor, vosso Deus, todos os dias.” (Js 4.21-24). A história da nação de Israel adverte-nos que os pais, inúmeras vezes, deixaram de transmitir a seus filhos os grandes feitos do Senhor. Talvez os filhos, […]
28 de junho de 2017

PASTORAL 2003

PASTORAL – JULHO 2003 Rev. Flávio Antônio Alves da Costa   “A Igreja, na verdade, tinha paz por toda a Judéia, Galiléia e Samaria, edificando-se e caminhando no temor do Senhor, e, no conforto do Espírito Santo, crescia em número.” At 9.31 Amados irmãos conservadores, temos trilhado por um caminho comum, mantido uma só fé, praticado um só batismo, desde a muito , ou seja, são 63 anos de lutas árduas e de manutenção de alvos maiores que os pessoais, içando a bandeira da ortodoxia quanto aos ensinos da Palavra de Deus, sem nunca nos esquecer da piedade cristã, em nossa Pátria.   Os tempos atuais, amados irmãos, não são diferentes e nem piores que aqueles que os nossos pródromos viveram (protagonizaram) nos idos dos anos 30 e 40. Eles se mobilizaram em torno de uma causa comum, mas desgastante e exigente, a defesa da fé cristã exarada da Palavra […]
28 de junho de 2017

PASTORAL 2000

“Firmando os Marcos Antigos” Pastoral – Julho de 2000 Rev. Welerson Alves Duarte   “Firmando os Marcos Antigos”. “Não removas os marcos antigos que puseram teus pais.” (Pv 22.28). Estamos distantes 60 anos de quando nossos pais puseram os marcos na fundação da Igreja Presbiteriana Conservadora do Brasil. Estes marcos estabeleceram a identidade desta igreja e assim dão razão à sua existência como denominação. Nesses sessenta anos Deus tem levantado servos fiéis que batalharam pela fé. Muitos destes já partiram, tendo cumprido sua carreira. Não poderíamos deixar de mencionar ao menos aqueles que mais recentemente foram chamados pelo Senhor, como os Presbs. Sebastião Rodrigues dos Santos e Naul Steffen e, estando entre nós nesta reunião, o Presb. Ricardo Krentzenstein Filho. Estes cumpriram sua carreira; nós, porém, aqui ainda estamos e não podemos esmorecer. Pesa sobre nossos ombros esta honrosa responsabilidade. Estamos às portas do Século XXI e a Igreja de […]
28 de junho de 2017

PASTORAL 1997

A BATALHA CONTINUA (PASTORAL 1997 – Rev.  Edival José Vieira)   Cinqüenta e sete anos já se passaram desde que a bandeira do conservantismo presbiteriano foi erigida no solo de nossa pátria. Hoje, já passadas mais de cinco décadas, continuamos na trilha de nossa denominação, no propósito de manter essa bandeira içada num lugar de destaque, testemunhando, dessa forma, que continuamos na batalha da fé que uma vez foi dada aos santos. Entendemos que essa bandeira não pode ser substituída e nem a nossa batalha pode mudar a sua ênfase. Não é tempo de mudarmos os marcos antigos (Pv 22:28), mas é tempo de firmarmos cada vez mais estes marcos (Is. 54:2); não é tempo de cavarmos novos poços à procura de uma nova água, mas é tempo de tirarmos os entulhos dos antigos e nos abeberarmos da antiga água (Gn 26:18,19); não é tempo de procurarmos novos caminhos para […]
28 de junho de 2017

PASTORAL 1994

PASTORAL 1994 Rev. Luiz Antônio Gomes da Silva   “… Antes santificai a Cristo, como Senhor em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós; Tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que, falam mal de vós como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom porte em Cristo.” (1Pe 3.15,16).   Amados irmãos, Temos no presente texto da Palavra de Deus, a exortação do apóstolo Pedro, quanto à necessidade de buscarmos a nossa santificação, para que estejamos devidamente preparados para respondermos, com toda a segurança, aos nossos inquiridores, a respeito da fé que anunciamos em Cristo, a qual é a razão da esperança que há em nós. Jamais poderemos enfrentar, vitoriosamente, nossos adversários, se formos merecedores de castigo. O nosso bom procedimento em Cristo haverá de ser sempre a […]
28 de junho de 2017

PASTORAL 1983

PASTORAL 1983   Amados irmãos: “Que a graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós.”  (II Cor. 12.13) Quis a misericórdia de nosso bondoso Deus que a Igreja Presbiteriana Conservadora, à qual pertenceis, vencesse mais um triênio na sua trajetória vitoriosa e abençoada, sob a bandeira do conservantismo doutrinário. 43 anos são decorridos desde o final da controvérsia doutrinária no seio da Igreja mãe, da qual resultou a formação desse novo ramo da Igreja de Cristo. É mais uma vez o momento para a reflexão, para a reafirmação de princípios, para a retomada de propósitos, para a delineação de novos planos para o futuro. É, portanto, mister que lancemos nossos olhares para o passado, para o presente e para o futuro, a fim de que conheçamos bem nossa herança, verifiquemos nossa condição atual e compreendamos nossas possibilidades.   […]
28 de junho de 2017

PASTORAL 1980

PASTORAL 1980               Amados irmãos em Cristo   Pela graça e misericórdia de Deus, a Igreja Presbiteriana Conservadora do Brasil chega aos quarenta anos de existência. Vencendo obstáculos aparentemente intransponíveis, percorrendo estradas perigosas, fincando balizas em pontos os mais diversos em nossa pátria, completará a nossa querida igreja mais um aniversário, no próximo dia 11 de fevereiro, estabilizada e dinâmica em seus propósitos. Chamamos a atenção de cada presbiteriano conservador para os seguintes pontos:   Posição doutrinária   A nossa igreja surgiu, pela graça de Deus, em nosso país, caracterizada por rigorosa ortodoxia e eminente posição bíblica, defendendo a pureza da doutrina das Sagradas Escrituras e declarando-se fiel aos símbolos doutrinais do presbiterianismo, consubstanciados na Confissão de Fé e nos catecismos de Westminster. É, portanto, uma igreja rigorosamente presbiteriana, cuja mística é o conservantismo doutrinário, em consonância com o nome que adotou. A bandeira presbiteriana Conservadora desfraldada pelo grupo […]
28 de junho de 2017

PASTORAL 1977

PASTORAL – 1977 Rev. Israel Cardoso   Amados irmãos da Seara Conservadora “Graça damos a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, orando sempre por vós.” (Cl 1.3)   Com muita alegria e expectativa chegamos ao final de mais uma etapa em nossa jornada eclesiástica. Com esse estado de ânimo, nossos corações se voltam para a mensagem de Isaías 54.2, como que a fazer um balanço de tudo o que, pela graça de Deus, temos alcançado: “Amplia o lugar da tua tenda, e as cortinas das tuas habitações se estendam: não o impeças; alonga as tuas cordas e firma bem as tuas estacas.” No dia 11 de fevereiro nossa querida Igreja completa 37 anos de abençoada existência. Muitas foram até aqui as lutas enfrentadas, mas grandes têm sido as vitórias por ela alcançadas. O que temos feito? O que temos deixado de fazer? Gozamos de uma sólida posição doutrinária, comprovada […]
28 de junho de 2017

PASTORAL 1974

IGREJA   PRESBITERIANA    CONSERVADORA    DO   BRASIL PASTORAL 1974   Amados irmãos da Seara  Conservadora.   “GRAÇA A VÓS E PAZ DA PARTE DE DEUS NOSSO PAI E DA DO SENHOR JESUS CRISTO.” 2Co 1.2   A Junta Administrativa do Sínodo da Igreja Presbiteriana Conserva­dora do Brasil, encarregada de apresentar a Pastoral a todas as suas igrejas e obreiros, vem, prazeirosamente, desincumbir-se de sua missão, rogando a Deus que abençoe as suas palavras de incentivo, exortação e conforto.   GRATIDÃO E LOUVOR “Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te es­queças de nenhum de seus benefícios.” – Salmo 103.1,2. Devemos ser gratos a Deus e louvá-Lo pela garantia do perdão dos nossos pecados e a certeza da salvação para a vida eterna em comunhão com Ele. (Romanos 5.1,2) Devemos ser gratos a Deus […]
28 de junho de 2017

PASTORAL 1971

PASTORAL 1971 Mais uma etapa acaba de ser vencida em nossa jornada eclesiástica. Olhando para trás só nos cumpre afirmar: “Até aqui nos ajudou o Senhor”. Não fôra o Senhor, não tivesse Ele abençoado a nossa Igreja, chegaríamos ao presente em condições toa lisonjeiras e animadoras como se constatou? Que faríamos pela evangelização pátria, pela pureza do Evangelho e defesa das doutrinas fundamentais, se somos ainda poucos e modestos? Vencemos, no entanto, porque o Senhor da seara esteve e está ao nosso lado. Foi Ele quem triunfou por nós. Glória ao Senhor. Queridos irmãos e companheiros da peleja sagrada. Nós vos apresentamos os mais sinceros aplausos pela vossa fé inquebrantável na Palavra de Deus, que foi “a lâmpada para os vossos pés e luz para os vossos caminhos”,  a vossa única regra de fé e prática, e o alimento suficiente para sustento da vossa vida espiritual; agradecemos a vossa confiança […]
28 de junho de 2017

PASTORAL 1968

PASTORAL 1968 Rev. Armando Pinto de Oliveira   Amados em Cristo. Reunidos como Sínodo da Igreja Presbiteriana Conservadora do Brasil, vossos representantes no exercício da autoridade eclesiástica suprema de nossa amada denominação, julgamos necessário dirigir-vos, ao final dos nossos trabalhos, uma palavra de exortação e advertência. Estamos vivendo, sem dúvida alguma, os dias que precedem o desencadeamento dos fatos que hão de nos conduzir à vitória final. Sentimo-nos felizes em viver estes dias e presenciar o cumprimento exato de muitas profecias proclamadas pela Palavra de Deus, que nos tem sido fonte inexaurível e bênçãos e guia seguro em nossa jornada. O que, porém, mais nos deve impressionar em meio aos acontecimentos que se precipitam, e ao meditarmos sobre essas profecias, é o perigo a que estamos expostos. O perigo de sermos enganados, iludidos, desviados, pelos falsos mestres que enxameiam o mundo dito cristão da atualidade. “Acautelai-vos, que ninguém vos engane.” […]
28 de junho de 2017

PASTORAL 1965

PASTORAL – 1965   Rev. Antonio Gonçalves de Oliveira   Prezados irmãos, “Se não fora o Senhor que esteve ao nosso lado, ora diga Israel; se não fora o Senhor que esteve ao nosso lado, quando os homens se levantaram contra nós eles teriam então nos engolido vivos, quando a sua ira se acendeu contra nós.” (Sl 124.1-3) Pela vontade humana, há muito que teríamos sucumbido. O prazer incontido do adversário seria ver-nos soterrados sob a avalanche dos nossos próprios problemas e dificuldades. Não acreditavam, em nenhum instante, que um punhado de bravos pudesse manter bem alto, e por tanto tempo, o pendão real colocado em suas mãos, devido a firmeza doutrinária que sucumbiu com a separação de 1940. A verdade sublime do Salmo 20 salta aos nossos olhos, penetra em nossos corações, falando à nossa alma, quando encontramos nos versículos set e oito: “Uns confiam em carros e outros […]