DEVOCIONAIS

25 de janeiro de 2020

“Confio no Senhor!”

Em 2º Crônicas 32:10 está escrito o seguinte: “Assim diz Senaqueribe, rei da Assíria: Em que confiais vós, para vos deixardes sitiar em Jerusalém?” Esse tal Senaqueribe, rei da Assíria, era mau, arrogante e não acreditava de modo nenhum no Deus de Israel. Na intenção de invadir Jerusalém e saqueá-la e fazer dela mais uma de suas tantas conquistas, esse rei com seu exército cercou a capital do reino do Sul. Mas, antes da investida, é claro que teve todo um tempo para ameaças, para um massacre psicológico, numa clara demonstração de tentar desanimar todos os judeus. Jerusalém ficou cercada pelos assírios e sofreu muita pressão. Os assírios, a mando do rei Senaqueribe, diziam aos habitantes de Jerusalém que para não morrerem de sede tinham de beber sua própria urina e para não morrerem de fome tinham de consumir suas próprias fezes. Deboche total e afronta escancarada para com o […]
24 de janeiro de 2020

“Como você lida com a realidade da morte?”

“Que homem há, que viva e não veja a morte? Ou que livre a sua alma das garras do sepulcro?” (Salmo 89.48) A morte é um dos, senão o grande temor do ser humano. A grande verdade é que todos nós sabemos que um dia vamos partir desta vida, mas também é verdade que a maioria de nós vive como se este dia nunca fosse chegar. Por essa razão, notícias que ameaçam a nossa vida são vistas por alguns com desespero. O Salmo que nós temos diante de nós, hoje, usa duas frases diferentes que dizem, em essência, a mesma coisa. A pergunta do salmista se resume em mostrar que ninguém pode se livrar da morte. Mesmo diante desta verdade, há aqueles que vivem lutando para se livrar da morte. Eu li há um tempo atrás que uma pessoa muito rica contratou os serviços de uma empresa norte-americana que congela […]
23 de janeiro de 2020

“Discípulo de Cristo (4)”

Jesus disse: “Se alguém quiser acompanhar-me . . . tome diariamente a sua cruz” (Lc 9.23) Seguir Jesus é um privilégio, mas todo privilégio tem um custo e, é preciso avaliar. Seguir a Cristo não é uma decisão pessoal, pois a salvação começa em Cristo e por Cristo. É uma obra realizada na vida do pecador pela Trindade. E, para que o pecador fosse remido da condenação por causa do pecado, Jesus Cristo deu a Sua vida para salvá-lo. A salvação é um ato da graça de Deus, mas Jesus pagou um alto preço. “Vocês foram comprados por um alto preço” (1Co 6.20). Tomar a cruz! Um preço para ser discípulo de Jesus. A cruz do discípulo de Cristo não são as suas preocupações, angústias ou problemas pessoais, nem mesmo a atenção que o “eu” reclama a si. A cruz do discípulo de Cristo é decorrente da sua identificação com […]
22 de janeiro de 2020

“De onde procede a misericórdia e quais são os seus benefícios?”

“Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de misericórdias e Deus de toda consolação! 4É ele que nos conforta em toda a nossa tribulação, para podermos consolar os que estiverem em qualquer angústia, com a consolação com que nós mesmos somos contemplados por Deus” (2 Coríntios 1. 3-4) Será que as Escrituras trazem luz sobre a fonte da misericórdia e seus benefícios? Sim! As Escrituras nos dão a resposta de qual é a fonte da misericórdia e de seus benefícios. Quero considerar com os irmãos os seguintes tópicos: 1 – Divisão: A misericórdia procede de Deus (v. 3) Analisando o verso percebemos as seguintes informações: As Escrituras exaltam a Deus por algo bem singular, Ele é o Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo e, por conseguinte Nosso Pai. Esta afirmação das Escrituras é importante. Não adiantaria Deus ser o que Ele é se Ele […]
21 de janeiro de 2020

“Reação”

“Antes, sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo” (Efésios 4:32). Como reagimos a um pedido de perdão? Alguns se sentem no direito de desabafar; outros aproveitam para causar dor àqueles que falam palavras bonitas oriundas de um coração feio. Na realidade perdoamos “da boca pra fora” por ser isso politicamente correto. Lá no secreto do coração a história é outra… Machado de Assis escreveu: “Não levante a espada sobre a cabeça de quem te pediu perdão”. Por sua vez, Geoge Herbert disse: “Aquele que não consegue perdoar os outros destrói a ponte por onde irá passar”. Como deveríamos reagir a um pedido de perdão? Permita-me responder com as palavras de outro servo de Deus: “antes sede bondosos uns para com os outros, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.” (Efésios 4:32). Aos cristãos […]
20 de janeiro de 2020

“A grande história”

Nós, seres humanos, temos um fascínio por histórias. Contar e ouvir histórias é um dos nossos passa tempos preferidos. Gostamos das histórias faladas, das histórias escritas e das histórias retratadas através das telas dos cinemas. Desde que seja uma boa história, lá estamos nós para contemplá-la. Quando nossos filhos são pequenos, passamos horas e horas contando histórias, as vezes reais e as vezes fruto da nossa criatividade. As histórias que contamos hoje nada mais são do que as histórias que ouvimos no passado e tomamos a liberdade de replicá-las. O que muitas vezes não paramos para pensar é que a Palavra de Deus revela que há uma história que é maior do que todas as outras. Essa é a Grande história de Deus, que está sendo contada bem diante dos nossos olhos. Ela começa no exato momento em que universo foi criado. Mas não é a história de Adão e […]
18 de janeiro de 2020

“Rompendo com a indecisão”

“E Elias se chegou a todo o povo, e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-o; se é Baal, segui-o. O povo, porém, não lhe respondeu nada.” (1º Reis 18:21). Tomar decisões faz parte da nossa vida. Somos desafiados todos os dias a fazer escolhas, sendo algumas mais simples, enquanto que outras são mais complexas, pois as suas consequências podem ser duradouras. Qual roupa vestir? Qual profissão escolher? Entretanto, a decisão demandada no texto é muito mais complexa, pois diz respeito à condição espiritual do povo. Continuar na idolatria ou mudar a condição do coração a fim de servir fielmente ao Senhor? Por conta do ímpio Acabe, a dinâmica de Israel passou a ser um misto de obediência e rebeldia. Daí surgiu o profeta Elias como boca de Deus para desafiar um povo inconstante a retornar à obediência ao Deus da aliança. Ele dizia: […]
17 de janeiro de 2020

“Deus cuidou de José, cuida de mim e cuida de você…”

“Adiante deles enviou um homem, José, vendido como escravo;” (Salmo 105:17) Você já deve ter lido as narrativas sobre José, filho de Jacó, que se tornou um dos homens mais importantes do Egito. Mas, acredite, a parte mais importante da história desse homem não é como ele se tornou importante, ou com tanto poder no Egito, ficando só atrás de Faraó. Essa história não ensina Teologia do Triunfalismo Humano. A trajetória de José não serve de base para defender a Teologia da Prosperidade. Não dá para forçar a história desse homem de Deus para determinar com que Deus faça com a nossa história a glória que queremos para a nossa história. Os irmãos de José achavam-no muito exibido e arrogante. Quiseram matá-lo. Mas, em vez disso, tomaram a decisão de se livrar dele para sempre. Em Gênesis 37:28 tem esse registro: “E, passando os mercadores midianitas, os irmãos de José […]
16 de janeiro de 2020

“Vinde a mim, disse Jesus!”

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve” (Mateus 11: 28-30) O cansaço faz parte da vida de todos, seja ele físico, mental, emocional e até espiritual. O trabalho, os estudos, os relacionamentos e tantas outras coisas nos trazem cansaço tão grande que, por vezes, nos sentimos quase exauridos. Jesus está escrevendo para pessoas que, além do peso da vida, recebiam da liderança religiosa cargas pesadas a serem cumpridas. Em Mateus 23.4, Jesus disse: “Atam fardos pesados e difíceis de carregar e os põem sobre os ombros dos homens; entretanto, eles mesmos nem com o dedo querem movê-los”. A verdade é que todo cansaço é resultado do pecado. […]
14 de janeiro de 2020

“O que você vai fazer na casa de Deus?”

“Não abandonando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia” (Hebreus 10.23) O que devo buscar numa igreja? Conforto? De fato, isso é bom. Quem não gosta de um bom ar condicionado, boas cadeiras…? Amizade e relacionamentos? Muito bom, a igreja também tem essa função social. O problema não é o que foi posto e sim o que não foi dito. Pensemos: se o parâmetro são estas coisas numa igreja, nenhum cristão da antiguidade tinha razão de permanecer e morrer por Cristo e pela igreja, pois a igreja da época não oferecia luxo e sim pobreza e perseguição para eles naqueles dias difíceis. Mas a igreja tinha algo que justificava as atitudes dos fiéis: Pregação das Escrituras e o viver de acordo com ela. Quando há verdadeira atuação do Espírito as coisas são diferentes. […]
13 de janeiro de 2020

“Discípulo de Jesus (3)”

Abnegação! É tremendamente elogiável quando é uma ação que outros fazem. “Jesus dizia a todos: Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me” (Lc 9.23). Ouvir os ensinos de Jesus é muito bom, saber que Ele faz milagres é bom também. Mas, apenas ouvir e saber não são identificações de um verdadeiro discípulo de Jesus. O chamado para ser discípulo é, em certo sentido, geral. “Jesus dizia a todos: Se alguém”. Porém, embora sendo um chamado para todos, nem todos são capacitados para serem discípulos de Jesus. Todo discipulado tem um preço. E, ser discípulo de Jesus não é para obter a salvação, mas por causa da salvação. E Jesus começa dizendo: “Negue-se a si mesmo”. Ou, seja, abnegação do seu próprio eu com o propósito de ser um discípulo fiel do Senhor. Negar-se a si mesmo não é anulação do seu eu, […]
11 de janeiro de 2020

“Desejos e propósitos para o novo ano”

Certa vez um jornal perguntou aos seus leitores o que eles desejavam para o novo ano. A primeira pessoa respondeu que seu principal desejo era ter uma boa saúde, pois assim, poderia lutar pelos seus objetivos. A segunda pessoa, por ter muito trabalho, disse que gostaria de ter mais tempo disponível para investir em viagens e passeios buscando novas experiências que o libertasse da rotina diária. A terceira pessoa, que havia completado recentemente 50 anos de idade, desejava que o novo ano lhe trouxesse vigor e forças para começar uma nova empresa. E, finalmente, uma outra pessoa disse que desejava encontrar um “novo e verdadeiro” amor, pois as experiências passadas lhe trouxeram muito sofrimento e feridas que ainda não estavam cicatrizadas. Normalmente, a maioria dos desejos se resume apenas em bem estar. Nada mais do que isso. Qual é o problema disso? Salomão responde dizendo: “Considerei todas as obras que […]
10 de janeiro de 2020

“Lidando com a soberba”

“Senhor, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar.” (Salmo 131.1) A vida cristã é paradoxal: vivemos quando morremos; triunfamos quando somos derrotados; conquistamos quando perdemos; somos fortes quando estamos fracos; somos exaltados quando nos humilhamos; livres quando servos. Lutar contra a soberba é travar uma luta interior. Travamos todos os dias uma luta contra a nossa natureza orgulhosa e altiva. O salmo 131 é um cântico de romagem (uma profunda oração). No texto, o salmista Davi expõe a melhor alternativa para combater a soberba, como notaremos. Simplicidade – No texto encontramos uma série de elementos para os quais somos chamados à atenção como: “O meu coração”, “olhar”, “grandes coisas”. Em tudo isso vemos uma disposição firmada contra o orgulho; no coração, na forma de ver a vida e em suas ações. Veja um princípio interno no verso 1 “Senhor, não é soberbo o meu coração, nem […]
9 de janeiro de 2020

“Amemos a Deus”

“Portanto, empenhai-vos em guardar a vossa alma, para amardes o SENHOR, vosso Deus” (Josué 23.11) O capítulo 23 do livro de Josué mostra o servo do senhor chegando ao fim da sua jornada junto ao povo de Israel e, em suas últimas palavras, deu ao povo a advertência que temos no texto de hoje. A sua ênfase era para que o povo guardasse a sua alma para amar o Senhor. Por vezes achamos impossível deixar de amar ao Senhor. Como deixarmos de amar aquele que nos deu vida e nos tem sustentado em tudo? Como poderemos nos esquecer desse sentimento latente em nossos corações? O problema é exatamente este; imaginar que amar é apenas ter um sentimento presente no coração, uma emoção vazia. No entanto, a Palavra de Deus nos ensina que amar não implica em sentimentos, mas em atitudes. Jesus, um dia, falou: “Se me amais, guardareis os meus […]
8 de janeiro de 2020

“Muitas pessoas creem em Cristo, mas, muitas outras não creem. Por quê?

Ouçamos com atenção o que está em 2ª Coríntios 4:3-6. Assim está escrito: “Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus. Porque não nos pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus como Senhor e a nós mesmos como vossos servos, por amor de Jesus. Porque Deus, que disse: Das trevas resplandecerá a luz, ele mesmo resplandeceu em nosso coração, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo.” Muitas pessoas não creem em Cristo, pois estão na escuridão. Elas estão nas trevas e não podem contemplar a luz do Evangelho. Não veem a luz, pois a escuridão as cega. A glória de Cristo brilha através do […]
7 de janeiro de 2020

“Discípulo de Jesus (2)”

Ser discípulo de Jesus envolve compromisso. E, talvez, não compreender a extensão do compromisso, é onde surgem as dificuldades. O Senhor Jesus chamou a Si pecadores que, transformados pela Sua graça, passam a ser Seus seguidores e Suas testemunhas. O compromisso começa quando o discípulo compreende a obra de Jesus em seu favor. “É necessário que o Filho do homem sofra muitas coisas e seja rejeitado pelos líderes religiosos, pelos chefes dos sacerdotes e pelos mestres da lei, seja morto e ressuscite no terceiro dia” (Lc 9.22). Rejeição, perseguição e morte. Era o que esperava Jesus em Jerusalém. O que torna o pecador um verdadeiro discípulo de Jesus não são apenas os Seus ensinos, mas crer na necessidade da morte de Jesus em seu lugar. Se o discípulo não compreender a necessidade dos sofrimentos, morte e ressurreição de Jesus, jamais será um discípulo verdadeiro Dele. É o conhecimento e a […]
6 de janeiro de 2020

“Senciência animal e os filhos de Deus”

Por definição senciência é a capacidade de sofrer, sentir prazer ou felicidade. Por causa desta conceituação a partir de 1997 percebeu-se que o conceito da senciência deveria ser aplicado aos animais. Quando olhamos as Escrituras Sagradas temos diretrizes que nos põem na obrigação de cuidarmos da criação do nosso Deus. Quando o Senhor Deus criou todas as coisas deu ao homem a seguinte ordem: “Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra” (Gênesis 1.26). No texto temos uma comparação: o “modus operandi” do domínio do homem deveria ser como o de Deus. É lógico que não em extensão e nem em poder. Todavia, Deus deu ao homem esta possibilidade de dominar. Isto numa perspectiva pactual […]
4 de janeiro de 2020

“Fazer além da obrigação” (Êxodo 39.32 – 43)

Quando a Moisés foi confiada a difícil, mas, nobre tarefa de libertar o povo de Deus que se encontrava escravo no Egito, sua primeira atitude foi a de justificar seus limites ante tão custosa empreitada. No entanto, à medida que os argumentos apresentados por ele iam sendo rechaçados por Deus, a sua disposição em obedecer ao Senhor alicerçava-se nas promessas da Aliança. Moisés foi uma pessoa que pode ver de perto tanto a vaidade humana como a glória de Deus. Quando jovem foi tirado de seu povo e mandando à Casa de Faraó, a fim de que, sua vida fosse preservada, quando velho foi enviado ao Egito, a fim de que, seu povo fosse preservado. O mesmo Deus que zelara por ele na juventude não o abandonaria em sua missão. Em seu cântico de vitória, Moisés não deixa dúvida de que o êxito de sua peleja só foi possível porque […]
3 de janeiro de 2020

“Os pilares da igreja de Cristo”

O que faz com que uma comunidade religiosa seja de fato parte do corpo de Cristo? Os hinos cantados? As vestimentas? Ou, seria talvez, o linguajar? Infelizmente há muito movimento religioso, e pouco cristianismo bíblico. O que se vê nos dias de hoje é que as chamadas igrejas são criadas para atender demandas e por esse motivo, o Evangelho de Cristo é totalmente secundário, relativo e pouco estudado. Diante disso, pensemos nas características bíblicas que distingue a verdadeira igreja de Cristo das comunidades e movimentos com temáticas religiosas. Em primeiro lugar, a igreja de Cristo se caracteriza pela instrução da verdade. Há muita instrução nos dias de hoje, porém são instruções que fomentam o desejo pelos tesouros da terra e não o dos céus. É comum igrejas que centralizam suas mensagens em vitória financeira, vitória contra a enfermidade e vitória contra os inimigos. A verdadeira igreja de Cristo está comprometida […]
2 de janeiro de 2020

“Comprometidos com a oração”

“Perseverai na oração, vigiando com ações de graças” (Colossenses 4.2) Você ora tanto quanto poderia ou deveria? Ou melhor, você ora? Encontramos tempo e disposição pra tantas coisas, muitas delas de pouca e até de nenhuma importância, mas temos dificuldades para investir tempo em oração. Talvez por isso mesmo Paulo comece o texto de hoje com um “perseverai”, palavra que significa dar constante cuidado a algo, não desfalecer, mostrar-se corajoso para fazer algo ou estar em constante prontidão para algo. Se orar fosse algo natural creio que esta exortação não seria necessária. Isso parece tão certo que ele reforça o que disse de início com um “vigiando” que tem o sentido de tomar cuidado por causa da negligência e indolência próprias do ser humano. A oração é tão importante que fez parte integrante da vida do próprio Jesus. E então, você ora? Precisamos orar mais. Que Deus nos ajude. Que […]
1 de janeiro de 2020

“Aproxima-se o ano novo outra vez”

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.” (Eclesiastes 3.1) Existe um ditado popular que diz: “Se você não sabe onde quer chegar, só em dar o primeiro passo já está perdido”. Aproxima-se um ano novo outra vez. E quando chega, é sempre pleno de esperanças. Espera-se o ano novo para começar vida nova, para estabelecer novas metas. É comum as pessoas elaborarem suas listas de bons propósitos para o novo ano que já desponta. Mas, falando em lista de bons propósitos, você já se deu conta de que quase sempre esquecemos do que listamos à medida que o ano avança? A bem da verdade, às vezes até esquecemos onde guardamos a tal lista, isto claro, sem levar em consideração aquelas pessoas que registram tudo na memória que logo se perde em meio a um emaranhado de metas indefinidas e inacabadas, o […]
31 de dezembro de 2019

“Já pensou se Deus nos tratasse de acordo com os nossos pecados?!”

“Não nos trata segundo os nossos pecados, nem nos retribui consoante as nossas iniquidades. Pois quanto o céu se alteia acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com os que o temem. Quanto dista o Oriente do Ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões.” (Salmo 103:10-12) Já ouvi algumas vezes o seguinte: “Determine para Deus restituir tudo aquilo que o inimigo levou!”, ou: “Exija que Deus te devolva tudo aquilo que era seu!” Se Deus nos tratasse de acordo com o nosso merecimento, agora, nesse exato instante mesmo, como estaríamos? Se Ele nos tratasse de acordo com os nossos pecados, ainda estaríamos vivos? É justamente isso que é perguntado no Salmo 130:3: “Se observares, SENHOR, iniquidades, quem, Senhor, subsistirá?” Bem, entendo que se recebêssemos o que merecemos, não estaríamos mais vivos. Na Bíblia está escrito que o merecimento do cometimento do pecado é a morte. É […]
30 de dezembro de 2019

“Recorramos ao Pai”

“Estou cansado de clamar, secou-se-me a garganta; os meus olhos desfalecem de tanto esperar por meu Deus. Responde-me, SENHOR, pois compassiva é a tua graça; volta-te para mim segundo a riqueza das tuas misericórdias” (Sl 69.3,16) Há momentos na vida que nos enchem de angústia, quando não sabemos o que fazer, parece não haver solução e, então, o desespero bate à porta. Mas aqueles que creem em Cristo sabem que têm um Pai Celeste a quem recorrer. O fato é que, por vezes, temos a impressão de que Ele não está ouvindo. O salmista diz que sua garganta já seca de tanto pedir e seus olhos tem dificuldades em se manter abertos; parece que nem em Deus ele achará socorro. Mas Deus dá aos seus filhos conforto e segurança real, pois mesmo quando parece que nada acontece, Davi declara crer na graça que é compassiva e na misericórdia que é […]
28 de dezembro de 2019

“Quais razões temos para termos uma vida de oração?”

“Tendo, pois, a Jesus, o Filho de Deus, como grande sumo sacerdote que penetrou os céus, conservemos firmes a nossa confissão. Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado. Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna” (Hb. 4. 14-16) Por que devo orar? Vale a pena orar? Deus ouve minha oração? Muitos têm tido dificuldades em ter uma vida de oração, e não compreendem o significado e o tamanho da graça de termos um Sumo Sacerdote diante de Deus. Você precisa de Cristo continuamente. Cristo é teu Sumo Sacerdote, pois Ele penetrou os céus e intercede por você. E por causa disto devemos conservar firmes a nossa confiança na sua obra. Sobre o mediador que é Cristo e […]
27 de dezembro de 2019

“Discípulo de Jesus”

Ser discípulo de Jesus não é uma opção pessoal. É uma resposta ao chamado do próprio Jesus. Muitas pessoas seguiam a Jesus, mas, na verdade, não O conheciam verdadeiramente. Ele perguntou aos Seus discípulos: “Quem as multidões dizem que eu sou”? (Lc 9.18). “Alguns dizem que és João Batista; outros, Elias; e, ainda outros, que és um dos profetas do passado que ressuscitou” (Lc 9.19). Seguir a Jesus de longe resulta em não conhecer, de fato, quem Ele é. As multidões seguiam Jesus pelos milagres que Ele realizava, mas não porque Ele era o Filho de Deus. Então, Jesus pergunta a Seus discípulos: “Quem vocês dizem que eu sou”? (Lc 9.20). A resposta de Pedro é uma confissão de fé. “O Cristo de Deus” (Lc 9.20). Jesus, então, fala aos Seus discípulos que, por ser Ele o Messias, o Filho de Deus, veio ao mundo para resgatar Suas ovelhas e […]
26 de dezembro de 2019

“O encanto da Luz”

“Luz é o fim de um tempo triste…” (Ana Rachel Dias) As luzes de natal encantam os olhos e enchem o coração de alegria. Este brilho agradável enfeita nossas casas. Há algum tempo a luz de uma estrela (Mt 2.2) iluminou o caminho para três reis encontrarem o Filho do Pai das Luzes (Tg 1.17). O Senhor Jesus, já adulto disse: “Eu sou a luz do mundo; quem me segue de modo algum andará em trevas, mas terá a luz da vida.”(João, 8.12) em outro momento declarou: “a luz de vocês deve brilhar para que os outros vejam as coisas boas que vocês fazem e louvem o Pai de vocês, que está no céu.” (Mateus 5:16) Veja que sublime maravilha: a luz da estrela mostrou onde a luz do mundo nasceu, este por sua vez ordena que sejamos luz para que nossos irmãos louvem a Deus, o Pai das Luzes. […]
25 de dezembro de 2019

“O que realmente importa no natal?”

Essa é uma época bonita do ano. Os enfeites, as luzes a criatividade são coisas que nos causam admiração. Por outro lado é uma época triste, porque, infelizmente, o que se celebra mundo afora não é o nascimento de Cristo e nem a mensagem de Boas novas. Para a maioria das pessoas, trata-se apenas de uma celebração humana; uma oportunidade para se confraternizar e dar vasão aos pecados da glutonaria e da bebida. Muitas famílias, infelizmente, sofrerão os danos cometidos por esses exageros. Não se deve e nem se pode comemorar o nascimento de Jesus o envergonhando e não o convidando para a sua própria festa. O nascimento de Jesus deve ser visto por nós como um fato real e determinado por Deus. Embora o registro bíblico dê a impressão de certo improviso, pelo fato de Maria e José não encontrarem um lugar adequado para o nascimento do menino Jesus, […]
24 de dezembro de 2019

“Deus acima de tudo”

“Tendo levado os apóstolos, apresentaram-nos ao Sinédrio para serem interrogados pelo sumo sacerdote, que lhes disse: “Demos ordens expressas a vocês para que não ensinassem neste nome. Todavia, vocês encheram Jerusalém com sua doutrina e nos querem tornar culpados do sangue desse homem”. Pedro e os outros apóstolos responderam: “É preciso obedecer antes a Deus do que aos homens!” (Atos 5: 27–29). As véspera do primeiro natal, Deus enviou seu mensageiro ao mundo para nos entregar as boas novas do Evangelho: “E aconteceu que um anjo do Senhor apareceu-lhes e a glória do Senhor resplandeceu ao redor deles; e ficaram aterrorizados. Mas o anjo lhes disse: “Não tenham medo. Estou lhes trazendo boas novas de grande alegria, que são para todo o povo: Hoje, na cidade de Davi, lhes nasceu o Salvador que é Cristo, o Senhor” (Lc. 2.9-11). De acordo com o anjo o anúncio do nascimento de Jesus, […]
23 de dezembro de 2019

“Eis que surge a solução”

Em Mateus 11.28-30 está escrito: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.” Um autor desconhecido certa vez narrou o seguinte: Há uma pintura num museu de artes na Europa. É uma pintura escura, de um navio sendo lançado na tempestade. Há grandes ondas agitadas e batendo contra as pedras. Alguns fachos de luz iluminam a noite agitada. O título da pintura é PAZ. Muitas pessoas pensam que este é um nome muito inadequado e saem balançando, negativamente, a cabeça. Tais pessoas falham em observar uma coisa: no canto inferior direito, aconchegado em um buraco de uma das pedras, em tranquilidade, está um pequeno pássaro. Ele está a […]
21 de dezembro de 2019

Natal é o amor de Deus!

“Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados.” (1ª João 4:10) Considerando 1ª João 4:10, o que podemos ver revelado sobre o amor de Deus? 1º) Deus revela a essência do Seu amor. Assim está escrito: “Nisto consiste o amor:” ou, poderíamos ler assim também: “o amor é isto:”; O amor verdadeiro não se baseia em palavras, mas em ação. As palavras todas registradas nas Escrituras Sagradas são para revelar que o amor de Deus fez algo muito poderoso e maravilhoso. A essência do amor de Deus é que Ele entregou Seu único Filho para morrer para salvar os Seus eleitos. 2º) Deus revela a dádiva do Seu amor. Assim está escrito: “que Ele nos amou”: vemos nessa declaração o que Deus fez, Ele nos amou. Amou antes da fundação […]
20 de dezembro de 2019

“Uma oração e dois sábios pedidos para o Natal”

Chegamos a mais um final de ano e com ele a mais um natal. Cidades enfeitadas, casas decoradas, pessoas empolgadas, ansiosas e cheias de sonhos e desejos. É assim que a maioria de nós ficamos todos os anos com a chegada das grandes festas. Contudo, permita-me fazer duas perguntas: Qual é o seu grande desejo para esse final de ano? Qual ou quais são os pedidos que você já fez ou planeja fazer a Deus nesse natal? Ao me fazer essas próprias perguntas, me recordei das palavras de Agur, o sábio do livro de Provérbios, que orou a Deus fazendo dois pedidos. Preste atenção nisso: “Duas coisas peço que me dês antes que eu morra: Mantém longe de mim a falsidade e a mentira; não me dês nem pobreza nem riqueza; dá-me apenas o alimento necessário” (Provérbios 30.7–9) Quão confrontadoras e desafiadoras são, para nós, essas sábias palavras. Em especial […]
19 de dezembro de 2019

“Longanimidade evidenciada em mim pecador!”

“Mas, por esta mesma razão, me foi concedida misericórdia, para que, em mim, o principal, evidenciasse Jesus Cristo a sua completa longanimidade, e servisse eu de modelo a quantos hão de crer nele para a vida eterna.” (1ª Timóteo 1:16) O apóstolo Paulo apresentou o contraste dramático entre sua indignidade e a misericórdia de Cristo. O destaque que ele fez à misericórdia que Deus lhe concedera não foi exagerado, muito longe disso – aliás, por mais que falasse a respeito disso, da sua salvação maravilhosa, ainda seria insuficiente. Paulo se via como o primeiro na fila dos pecadores, se via como o pior dentre todos os pecadores. Tinha certeza que merecia o sofrimento eterno, sabia que seus pecados mereciam sim a morte como seu salário. No entanto, reconhecia que Cristo Jesus havia o substituído na cruz e que isso era um belíssimo exemplo da misericórdia do Senhor. No lugar de […]
18 de dezembro de 2019

“Uma oração interessante”

Era a última noite de Jesus, com Seus discípulos, antes de morrer na cruz. Então, Ele ora: “Não rogo que os tires do mundo, mas que os proteja do Maligno” (Jo 17.15). Estava próximo de cumprir a obra redentiva. Afinal, Jesus veio para dar a Sua vida em resgate pelas ovelhas que o Deus Pai, desde toda a eternidade, havia Lhe dado. Implicava sofrimento: “É necessário que o Filho do homem sofra muitas coisas e seja rejeitado pelos líderes religiosos, pelos chefes dos sacerdotes e pelos mestres da lei, seja morto e ressuscite no terceiro dia” (Lc 9.22). Jesus veio ao mundo, viveu no mundo e Ele não fugiu do mundo. O mundo que Jesus viveu era tão problemático, corrompido quanto o mundo que vivemos. Havia ladrões, assassinos, prostitutas. Havia muita religiosidade, mas pouca vida real de comunhão com Deus. O mundo era atraente e influenciava as pessoas. Jesus não […]
17 de dezembro de 2019

“Renovando a esperança” (Jeremias 33.15)

O capítulo 33 de Jeremias é repleto de informações com riqueza de detalhes. Nesse capítulo encontramos a promessa do retorno dos cativos, o estado de alegria do povo, um governo estabelecido, o Messias (Renovo de justiça), a continuidade do reino e do sacerdócio, além das promessas de prosperidade e paz. Se antes o profeta lançara uma mensagem de castigo, agora ele fala em esperança. É uma chamada ao arrependimento e uma promessa da doce e constante presença de Deus. São promessas de bênçãos temporais e eternas, tudo girando em torno do Renovo de Justiça como veremos. “Naqueles dias e naquele tempo farei brotar a Davi um Renovo de justiça”. “Renovo” é transformar em novo (um broto). A ideia aqui é a de fazer brotar quando já não existe mais esperança. Veja o que diz em Isaias 11:1: “Um ramo brotará do tronco de Jessé, e um renovo crescerá das suas […]
16 de dezembro de 2019

“Arrependimento para vida”

“Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados” (Atos 3.19) A Bíblia diz que “todos pecaram” (Romanos 3.23) e diz que “o salário do pecado é a morte” (Romanos 6.23). Esta morte não é apenas física, mas também, e principalmente, uma morte espiritual e eterna (Mateus 7.23; Mateus 25.41). Como se livrar desta condenação? O texto de hoje nos ensina como. Pedro diz que é preciso arrependimento.Arrepender-se é reconhecer o erro; significa mudar a mente em virtude da tristeza pelos pecados cometidos. Não é um simples remorso, mas um incômodo profundo que nos move a pedirmos perdão e buscarmos não mais viver assim. Pedro também diz que é preciso converter-se, que significa mudar de direção, isto é, deixar o caminho de pecado e voltar-se para um caminho de obediência e amor a Deus. Como resultado disso, Pedro afirma que os pecados serão cancelados. Isto quer dizer que a […]
14 de dezembro de 2019

“Jesus, a glória de Deus entre nós”

Ao longo de toda a história do universo, Deus se fez presente de várias maneiras. No jardim do Éden, Deus se encontrava todos os dias com Adão e Eva na viração dia. Mesmo depois de terem pecado, Deus ainda continuou se manifestando através de sinais maravilhosos. Deus orientou Noé a construir uma arca. Abrão ouviu o chamado de Deus para ser o pai de uma numerosa nação. Moisés viu a presença de Deus através da sarça ardente. A nação de Israel viu a presença de Deus diariamente enquanto andava pelo deserto, através das coluna de fogo durante a noite e grande nuvem durante o dia. Posteriormente a presença de Deus foi simbolizada através do tabernáculo e no majestoso templo construído por Salomão. Deus sempre se fez presente através de sonhos, visões e aparições. Mas é importante dizer, que nenhuma manifestação foi mais poderosa e grandiosa do que a vinda de […]
13 de dezembro de 2019

“Onde você tem ajuntado o seu tesouro?”

“Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam; porque, onde está teu tesouro, aí estará o teu coração.” (Mateus 6.19-21) A ordem de Jesus é para não acumularmos tesouros, riquezas sobre essa terra. Que tesouros são esses? Seriam apenas riquezas materiais? Ou envolveria outras riquezas em nossa existência? A primeira aplicação lógica é para a posse de dinheiro, como no caso do jovem Rico, que preferiu ficar com suas riquezas a amar a Cristo e andar com Cristo. Mas podemos entender que o sentido é ainda mais amplo, porque aquele que não deixar casa, mulher, irmãos, pais, filhos por causa do reino de Deus, não recebe no presente e nem no porvir a vida eterna (Lc […]
12 de dezembro de 2019

“O Espírito nos conduz para a glória de Deus!”

“Levantou-me o Espírito, e ouvi por detrás de mim uma voz de grande estrondo, que, levantando-se do seu lugar, dizia: Bendita seja a glória do Senhor.” (Ezequiel 3:12) Tomando por base esse versículo, quero dividir com você algumas preciosas considerações que tenho a fazer. A 1ª consideração é que o Espírito de Deus levantou um homem por nome Ezequiel. Ou seja, a obediência, o ato de levantar, a atitude de ir para ver o que Deus tinha para lhe mostrar e para fazer o que Deus tinha lhe dado como missão veio pela ação do Espírito Santo na vida desse homem. Sem ser tocado pelo Espírito Santo de Deus e levado por ele homem algum obedece a Deus e faz o que é da Sua vontade. A 2ª consideração é que quando o Espírito de Deus levanta um homem escolhido por Deus esse homem sente isso e entende. Ezequiel sentiu […]
11 de dezembro de 2019

“Você se envergonha do evangelho?”

“Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê: primeiro do judeu, depois do grego” (Rm 1.16). Mas, como não se envergonhar do evangelho neste mundo? Uma geração que pensa e crê em princípios e valores totalmente contrários aos firmados na Palavra de Deus. Como pregar o evangelho a pessoas que estão sobrecarregadas de compromissos seculares? Pessoas cuja agenda é buscar a felicidade, as realizações pessoais, uma busca contínua dos prazeres que satisfaçam suas paixões? Como não se envergonhar do evangelho quando sua mensagem parece tão ultrapassada? Sem sentido e significado para uma geração como essa em que vivemos. Uma geração autossuficiente, onde tudo é permitido. Uma geração que vive seus ideais, mas ideias totalmente opostos à Palavra de Deus. O evangelho não faz sentido para essa geração. Há dois perigos a serem evitados pelo cristão: o primeiro é viver […]
10 de dezembro de 2019

“Marca de um cristão verdadeiro”

“E perseveravam na doutrina dos apóstolos…” (Atos 2.42) Uma das características de um verdadeiro cristão é a permanecia na doutrina dos apóstolos. Todavia, temos que compreender que a doutrina dos apóstolos são os seus pressupostos e que seu discurso é inspirado pelo Espírito Santo. Os apóstolos deixaram instruções sobre as mais variadas situações. E uma delas é sobre o tratamento com apóstatas e com quem escandaliza o evangelho através de seu mau testemunho Pois bem vamos lá, em I Coríntios 5. 9-13, ao falar sobre os que possuem mau testemunho, diz: Já em carta vos escrevi que não vos associásseis com os impuros; 10 refiro-me, com isto, não propriamente aos impuros deste mundo, ou aos avarentos, ou roubadores, ou idólatras; pois, neste caso, teríeis de sair do mundo. 11 Mas, agora, vos escrevo que não vos associeis com alguém que, dizendo-se irmão, for impuro, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, […]
9 de dezembro de 2019

“Que coincidência maravilhosa!”

“Vós, na verdade, intentastes o mal contra mim, porém Deus o tornou em bem, para fazer, que se conserve muita gente em vida” (Gênesis 50.20) O título do nosso texto tornou-se quase um adágio entre as pessoas, no entanto, quando atentamos para as Escrituras, vemos que os favores recebidos tratam-se do agir providencial de Deus em prol daqueles que nele confiam. Na narrativa em questão vemos uma série de ações com motivações erradas. Desde a preferência do pai por um dos filhos, até o ato invejoso dos irmãos de José que resolveram livrar-se dele. O que nenhuma das partes imaginava era que, apesar dos equívocos, Deus na sua providência visava algo muito maior. PROVIDÊNCIA! É a livre agência de Deus na história da humanidade. Você se lembra da história de Ester? Embora o nome Deus não apareça no livro, é inegável que a sua presença e condução estejam ali presentes […]
7 de dezembro de 2019

“Agindo com sabedoria diante das dificuldades da vida”

“Porém nós oramos ao nosso Deus e, como proteção, pusemos guarda contra eles, de dia e de noite” (Neemias 4.9) O que podemos fazer diante do perigo? Como devemos reagir quando as notícias não são boas? No texto acima, Neemias estava reconstruindo os muros de Jerusalém quando soube que inimigos estavam se organizando para atacá-los. Diante desta terrível notícia, Neemias faz duas coisas: Primeiro, ele ora a Deus; quando estamos cercados de perigos, seja de ataque de inimigos, enfermidades, desemprego e qualquer outra coisa que nos traga incômodo, precisamos rogar ao Todo-poderoso que venha ao nosso socorro. Porém, Neemias não parou aí. Em segundo lugar, ele também colocou guardas de dia e de noite. Deus muitas vezes age através de meios. Por isso, clamamos pela cura, mas nos submetemos ao tratamento, pedimos que guarde nossa casa, mas trancamos a porta, entregamos diante de Deus nossas ansiedades, mas nos dispomos a […]
6 de dezembro de 2019

“Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”

Certa vez os fariseus e os herodianos se aproximaram do Senhor Jesus e fizeram uma pergunta que mais parecia uma armadilha. A pergunta era: “Mestre, sabemos que és verdadeiro e não te importas com quem quer que seja, porque não olhas a aparência dos homens; antes, segundo a verdade, ensinas o caminho de Deus; é lícito pagar tributo a César ou não? Devemos ou não devemos pagar?” (Mc. 12.45). A intenção por trás da pergunta era colocar o Senhor Jesus numa situação constrangedora e embaraçosa. Se ele respondesse que sim, é lícito pagar o tributo a César; a multidão ficaria contra ele por ser um suposto apoiador do império romano, do qual todo judeu odiava. Mas se Jesus dissesse que não é licito pagar imposto a César, certamente seria acusado de rebelião perante as autoridades romanas. Nesse momento, o Senhor Jesus, sabiamente, manda trazerem um moeda com a imagem de […]
5 de dezembro de 2019

“Investimento para a alma”

“Compra a verdade e não a vendas; compra a sabedoria, a instrução e o entendimento” (Provérbios 23.23) No último fim de semana muitas pessoas aguardaram agitadas e ansiosas a chegada da Black Friday. Muitos veem nessa data uma grande oportunidade de realizar seu sonho de consumo. Para isso, se preparam durante o ano todo. E quando o dia chega, esforços não são medidos. Alguns passam longas horas em frente a lojas aguardando a abertura das portas; outros atravessam a madrugada em frente ao computador pesquisando até encontrar a grande oferta. Muito e muito dinheiro e tempo são gastos nesse dia em forma de investimento para o insaciável coração humano. “Compra” e “venda” são verbos que, sem dúvida, expressam muito sobre o mundo capitalista e sobre a vida de muitas pessoas. São também imagens comerciais emprestadas por Salomão para nos chamar a atenção à vida espiritual. No contexto, o pai que […]
4 de dezembro de 2019

“O que mais importa é fazermos o mais importante”

“Exercitar justiça e juízo é mais aceitável ao Senhor do que sacrifício.” (Provérbios 21:3) A nossa mania de achar que sabemos de tudo só nos prejudica. Além disso, gostamos de dizer o que os outros deveriam fazer. Mal conseguimos sucesso nas nossas empreitadas e ainda queremos distribuir receitas de como as pessoas podem viver melhor suas vidas. Em Provérbios 3:7 lemos: “Não sejas sábio aos teus próprios olhos; teme ao SENHOR e aparta-te do mal;”. Não é sábio se julgar sábio ou grande coisa, pois o fato é que não sabemos de tudo e nem podemos tudo. E isso é um mal real, isso é terrível, e a verdadeira sabedoria consiste em abandonarmos nosso achismo. Temos de nos dobrar humildes e nos humilhar diante de Deus. Não há algo superior a isso que possamos fazer. Se realmente queremos viver melhor, temos de nos pautar pelo que podemos encontrar de direcionamento […]
3 de dezembro de 2019

“Uma caminhada de fé”

Era um homem idoso e muito rico. E era também um home temente a Deus. Ele tinha um filho, muito amado, pois era um filho da sua velhice. Ele não tinha filhos e não tinha nenhuma esperança de ter, pois, sua esposa era estéril. Deus lhe fez uma promessa: ele teria um filho, mesmo sua esposa sendo estéril e tendo passado o tempo em que poderia conceber naturalmente. Era uma questão de crer ou não na promessa de Deus. Finalmente Isaque nasceu. Alegria para os pais Abraão e Sara. E tudo corria bem com a família. Certa vez Deus o colocou à prova. Deus disse a Abraão: Toma o seu filho, seu único filho, Isaque, a quem você ama, e vá para a região de Moriá. Sacrifique-o ali como holocausto num dos montes que lhe indicarei” (Gn 22.2). Então, no dia seguinte Abraão e seu filho começam uma caminhada. Depois […]
2 de dezembro de 2019

“Qual a importância da ortodoxia para a igreja?”

Será que a ortodoxia é importante para a vida pessoal de quem teme a Deus? Sim! A compreensão correta daquilo que Deus requer é vital para o homem que deseja compreender a vontade divina para a sua vida. A compreensão se torna vital por causa do conceito de aliança que o Senhor estabeleceu, nela é exigido que aquele que professa fé no verdadeiro Deus saiba o que Ele quer. As Escrituras no livro do Deuteronômio cap. 28.1-2, falando a respeito do conhecimento dos preceitos da aliança para se ter a benção, diz o seguinte: “Se atentamente ouvires a voz do SENHOR, teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que hoje te ordeno, o SENHOR, teu Deus, te exaltará sobre todas as nações da terra. 2 Se ouvires a voz do SENHOR, teu Deus, virão sobre ti e te alcançarão todas estas bênçãos:”. Observe a condicionalidade das bênçãos […]
30 de novembro de 2019

“Seja um bom estrategista”

“O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas…” (Provérbios 21:31) O curso de gestão está em alta na atualidade e são várias as especialidades como Gestão em pessoas, saúde, negócios, educação, dentre outros. A premissa básica é que você precisa ser bem organizado e planejar bem as suas ações para que os resultados esperados sejam alcançados. Um fator que muitos não levam em consideração é que a nossa estratégia pode não ser a melhor, vindo todo o planejamento a fracassar. O sábio Salomão nos ajudar a pensar um pouco sobre esta questão como veremos. Somos seres dotados de inteligência, e naturalmente traçamos bons planos no propósito de alcançarmos os nossos objetivos. Observe que Salomão ilustra isso usando um cenário de guerra. Muito embora a nação de Israel não dispusesse de uma cavalaria para tal finalidade, vemos esta ideia presente em algumas partes do Antigo Testamento. “O cavalo prepara-se para […]
29 de novembro de 2019

“Criando nossos filhos no temor do Senhor”

Há muitos livros, palestras e manuais que se propõem a nos ensinarem como criar nossos filhos no temor do Senhor. Será que existe uma metodologia infalível? Será que o grande trabalho de ensinar nossos filhos a amar a Deus pode ser aprendido seguindo alguns passos e estratégias? Essa pergunta encontra sua resposta no livro de Deuteronômio 6. Nesse capítulo, Moisés orienta o povo de Israel a guardar os mandamentos, estatutos e juízos do Senhor, fazendo deles uma herança a ser transmitida as futuras gerações. Nesse contexto, encontramos duas exortações basilares: A primeira delas é que não há outro Deus como o Senhor de Israel. Somente o Senhor é Deus e digno de ser adorado e reconhecido. A segunda exortação é que devemos amar o Senhor com todo o nosso coração, força e mente. Tendo essas duas exortações em mente, Moisés segue dizendo nos versos 7-9 diz: “Tu as inculcarás a […]
28 de novembro de 2019

“A importância de ser e ter amigo de verdade”

“Azarias, filho de Natã, era intendente-chefe; Zabude, filho de Natã, ministro, amigo do rei;” (1 Reis 4.5) No texto acima, Salomão começa seu governo estabelecendo sua organização. Nos 6 primeiros versículos, podemos vê-lo instituindo sacerdotes para conduzir o povo em adoração, secretários administrativos para lidar com as correspondências, cronistas para documentar as obras de Salomão para a posteridade, um general para o exército, um chefe de gabinete e um amigo. O texto de hoje nos traz o nome de um amigo de Salomão, Zabude. É interessante ver que, em meio a todo o organograma do primeiro escalão do governo, há um espaço destinado ao cargo de amigo. Salomão precisava de homens capazes para ajudá-lo no governo, mas precisava também de alguém com quem compartilhar as conquistas, sem ser invejado, e compartilhar as dificuldades, sem ter suas fraquezas entregues a inimigos. Alguém em quem pudesse confiar, e com quem pudesse tomar […]
13 de janeiro de 2020

“Uma Igreja em boa ordem cultua com ordem e decência” (Parte 3)

No último número do nosso jornal, dando sequência às nossas considerações sobre o fato de que Uma Igreja em Boa Ordem Cultua com Ordem e Decência, falamos so­bre as partes que compõe o culto e comentamos as pri­meiras delas. Prosseguiremos agora falando a respeito de outra das partes do culto, a música. 1.4. O Lugar da Música no Culto Público Qual o propósito da música no culto? Por certo não é agradar pessoas, promover entretenimento ou preen­cher espaços na liturgia. A música tem como objetivo render a Deus ação de graças e louvar; tem como obje­tivo também o de instruir o povo de Deus; serve ainda ao propósito de preparar o povo de Deus para o ponto alto do culto que é a pregação e depois dela responder a Deus pela Palavra recebida. Estas coisas mostram tanto a importância da letra quan­to da melodia. As palavras vêm em primeiro lugar […]
30 de outubro de 2019

HISTÓRICO: “REV. EDIVAL JOSÉ VIEIRA, SUA VIDA E MINISTÉRIO”

Nascimento e infância – Nasci no dia 18 de agosto de 1946, portanto, completei 73 anos de idade. Meus pais, José Joaquim Vieira e Angelina Maria Vieira, ambos falecidos, tiveram três filhos, eu sou o do meio, o primogênito Nelson José Vieira e a caçula Cacilda Vieira, já falecida. Nasci na fazenda de meu avô paterno, Joaquim Benedito Vieira, na conhecida Serra da Barba de Bode, município de São João da Mata, MG. Com a morte de meu avô, a sede da fazenda ficou para meu pai, onde passei minha infância, cresci, até a minha ida para o Seminário. Vida estudantil (primária) – Fui alfabetizado, juntamente com o meu irmão Nelson, na Escola Rural Pedra do Navio, que funcionava na casa da fazenda do sr. João Garcia Neto. Nossa primeira professora era a filha do referido fazendeiro e se chamava Antonieta Garcia. O primeiro ano do chamado Curso Primário, eu […]
30 de outubro de 2019

Será que na relação intratrinitária teríamos exemplos para uma boa convivência entre os homens?

Como devo pensar política? Como devo pensar a relação em família? E quanto ao meu trabalho? A preocupação da filosofia política consiste nis-to: como nossa sociedade é organizada? Ela tem funcionado? Qual o critério para avaliarmos se funciona bem ou não? A liberdade individual é algo inegoci-ável em uma sociedade, no entanto, creio que esta liberdade para ser vivida de forma responsável deve estar subordinada a mecanismos que delimitem o uso devido desta liberdade, para que não ponha barreiras na liberdade dos outros. Todavia, é óbvio que quando falo de liberdade parto do pressuposto que esta liberdade tem que vir de algum lugar, ou seja, o conceito de liberdade que advogo é uma liberdade que esteja submissa à Lei de Deus. E, por ser assim, o objetivo deste trabalho é ver se temos na relação que há entre as Pessoas da Santíssima Trindade, algo que seja luz para nossa relação […]
30 de outubro de 2019

“Uma Igreja em boa ordem cultua com ordem e decência” (1ª Coríntios 14.40) (Parte 2)

“UMA IGREJA EM BOA ORDEM CULTUA COM ORDEM E DESCÊNCIA” (Parte 2) (1ª Coríntios 14.40) No último número do nosso jornal começamos a considerar sobre o fato de que Uma Igreja em Boa Ordem Cultua com Ordem e Decência. Prosseguiremos agora falando a respeito das partes do culto. Quais as Partes que Compõe o Culto Uma das dificuldades do culto hoje é que não temos no Novo Testamento prescrições claras sobre como deve ser o culto. No Antigo Testamento temos estas prescrições, porém, ainda que muitas ainda sirvam como princípios já não servem como prática, pois tinham como propósito apontar para a vinda de Cristo, o que já aconteceu. Ainda que o Novo Testamento não traga prescrições claras traz os elementos que devem fazer parte do culto, elementos estes que são aquelas atividades determinadas pelas Escrituras nas quais o povo de Deus reunido se engaja com o propósito de adorá-lo […]
11 de julho de 2019

“Uma Igreja em boa ordem cultua com ordem e decência” (1ª Coríntios 14.40)

A Igreja Presbiteriana Conservadora do Brasil (IPCB) promoveu um encontro de líderes no ano de 1996 quando, dentre outros assuntos, discutiu-se acerca da liturgia. Este encontro produziu um documento que no ano seguinte foi ratificado pelo Sínodo em sua XII Reunião Ordinária como segue: A liturgia são as diversas partes de que consta o culto a Deus. O culto, em conjunto ou público, é o encontro de Deus com o Seu povo. Crentes vêm a Seu convite e são bem-vindos à Sua presença. Deus fala através da invocação, da leitura da Palavra, do sermão e da bênção. Os fiéis respondem com cânticos, oração e confissão de fé. O culto litúrgico é o momento no qual se estabelece uma relação vertical – entre Deus e o adorador – diferenciando-se das demais reuniões do povo de Deus, como escolas dominicais, estudos bíblicos, palestras, debates, comemorações, etc., em que essa relação é essencialmente […]
11 de julho de 2019

“Quais os deveres dos Presbíteros?” (1ª Pedro 5.1-4)

Nestes versos, Pedro se dirige especificamente aos que têm responsabilidades especiais na Igreja. Barclay falando a respeito da função do cargo de ancião traz as seguintes considerações: “A função de ancião tem um pano de fundo judeu. Os judeus fazem remontar a origem da função de ancião aos dias em que os filhos de Israel estavam atravessando o deserto rumo à Terra Prometida.” (BARCLAY, data não informada, p. 150). Quais as funções que as Escrituras estabelecem nestes versos para os presbíteros? Lembrando sempre que o pastor da igreja também é um presbítero. OS PRESBÍTEROS DEVEM PASTOREAR O REBANHO DE DEUS (vv. 1-2a) Pedro começa o verso reconhecendo que entre os santos havia presbíteros, isto é importante, pois já demonstra que na Igreja havia uma pluralidade de presbíteros, ou seja, um conselho. Se alguns atentassem para isto veriam que a ideia de não se ter presbíteros na igreja atenta contra a […]
11 de julho de 2019

“A Doutrina da Suficiência das Escrituras”

A doutrina reformada da suficiência das Escrituras ensina que a Palavra de Deus é completa e suficiente. Por esta razão, não há necessi-dade de acréscimos de qualquer natureza à Bíblia. Esta doutrina confere à Escritura o lugar de honra e autoridade que lhe é devido. Não só isto, mas ressalta a sabedoria e perfeição da revelação divina, uma vez que mostra que Deus revelou de maneira perfeita e completa a sua vontade. O Senhor não nos deu uma revelação parcial, incompleta ou fragmentada. Apesar de a doutrina ser óbvia, já que, sendo Deus perfeito em seu ser e em suas obras, a revelação jamais poderia ser incompleta, muitas são as doutrinas e práticas de determinados grupos pseudo-cristãos que a sacrificam. Pretendo, com este breve estudo, apresentar alguns destes grupos heréticos. Antes disso, irei mostrar o fundamento bíblico-teológico-histórico da doutrina. Desta forma, conhecendo os pilares desta doutrina escriturística e identificando as […]
20 de abril de 2019

“Guarda o Coração”

“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida” (Pv. 4:23). É perceptível o grande crescimento numérico de pessoas preocupadas com o bem-estar físico. Nas academias, parques e até mesmo nas ruas encontramos muitas pessoas se exercitando diariamente. Pessoas de todas as idades têm se esforçado para ter um corpo saudável, o que é muito bom. Mas a questão que desejo levantar nessa edição do “O Presbiteriano Conservador” é se tem havido preocupação semelhante com a saúde espiritual. Como cristãos, quanto temos nos esforçado para crescermos em santidade e piedade? Quanto dos nossos esforços, tempo e até mesmo recursos financeiros têm sido investidos em nossa saúde espiritual? No texto destacado, o escritor de Provérbios (Salomão cf. Pv 1.1), como um pai amoroso e zeloso pelo seu filho, nos instrui a cuidarmos do nosso coração. Ele não estava falando sobre o órgão que […]
20 de abril de 2019

“Cristo, Exemplo de Humildade que Gera as Atitudes que o Cristão deve ter para que haja Unidade na Igreja”

Uma análise dos princípios que há em Filipenses 2. 5-11 Rev. Jaziel Cunha INTRODUÇÃO Deus protege o humilde e o livra. Ele ama e consola o humilde; ao humilde ele se inclina; ao humilde Ele dá grande graça; e depois de sua humilhação ele o levanta. Ao humilde dá graça e o atrai a si docemente, e o convida a si. O humilde, embora sofra confusão está, contudo, perfeitamente em paz, pois des-cansa em Deus e não neste mundo. Clory Trindade de Oliveira em seu artigo que fala sobre as Circunstâncias históricas que motivaram a desunião diz o seguinte: A história da Igreja Cristã sempre tem apresentado momentos de maior fidelidade e vitalidade, em alternância com momentos de infidelidade e declínio espiritual. Todavia, em nenhum destes momentos é lícito falar em termos absolutos. Jamais houve um momento de absoluta fidelidade, sem que erros e fraquezas a marcassem, assim como jamais […]
20 de abril de 2019

“A Identidade de Gênero e a Igreja”

Por Rev. Ronaldo P. Mendes O QUE SE ENTENDE POR IDENTIDADE DE GÊNERO?Podemos dizer que a identidade de gênero é o modo como o indivíduo se identifica com o seu gênero. É como a pessoa se reconhece: homem, mulher, ambos ou nenhum dos gêneros. É a maneira individual e interna de viver o gênero, que pode ou não corresponder ao sexo biológico. O que determina a identidade de gênero é a maneira como a pessoa se sente e se percebe, assim como a forma que esta deseja ser reconhecida pelas outras pessoas.A “identidade de gênero” pode ser medida em diferentes graus de masculinidade ou feminilidade, sendo que estes podem mudar ao decorrer da vida, de acordo com alguns psicólogos.Existem três principais tipos de identidade de gênero:O cisgênero (gênero binário): A origem da palavra vem do latim, onde o prefixo cis- significa “ao lado de” ou “no mesmo lado de”, fazendo […]
17 de janeiro de 2019

“Educação Cristã no Antigo Testamento, na Igreja Primitiva, na Idade Média e na Reforma Protestante”

EDUCAÇÃO CRISTÃ NO ANTIGO TESTAMENTO Conforme lemos no trabalho de Gildásio Jesus B. dos Reis sobre a educação no período vetero­testamentário para o Seminário Presbiteriano Rev. José Manoel da Conceição, o escopo princi­pal da educação daquele período era o de insti­lar na mente dos israelitas a centralidade da Lei de Deus em suas vidas, de modo que esta ocu­passe suas mentes e, assim, eles se distinguis­sem como povo santo de Deus. Um ponto fundamental dentro da educação dos hebreus era a concepção de que o ensino não deveria limitar-se à simples comunicação oral das verdades a serem conhecidas pelos ouvin­tes, mas era necessário que eles colocassem em prática aquilo que estavam aprendendo. Isto era tão forte entre eles que, segundo Reis, eles não podiam dizer que sabiam o que eles não faziam. Com a finalidade de glorificar a Deus, os isra­elitas eram instruídos a iniciar a educação no ambiente familiar. […]
17 de janeiro de 2019

“Uma Igreja em Boa Ordem se Mantém em Ordem (1 Reis 4)”

Salomão foi o terceiro Rei de Israel e assumiu um povo que já tinha passado por várias administrações, espe­cialmente levando em consideração os juízes, de Moi­sés a Samuel. Ele conhecia as promessas feitas por Deus a Davi, seu pai, e a ele próprio, obviamente. Estas pro­messas envolviam a garantia de uma dinastia duradou­ra e a sabedoria para conduzir este povo. Diante de tais promessas, sabe-se que Salomão estava prestes a governar um reino duradouro, destinado a dei­xar sua marca no mundo. Mais importante que isso, Deus está erguendo os fundamentos de um Reino superior, que jamais terá fim. A questão é: Como administrar um reino assim? E que lições pode-se tirar disso para a Igreja hoje? A primeira coisa que Salomão fez foi organizar o reino. Sabemos que, no capítulo 3 de I Reis, Deus permite a Sa­lomão escolher o que queria pedir de Deus e Salomão suplica por sabedoria. […]
24 de setembro de 2018

“Uma Igreja em Boa Ordem é uma Igreja que Evangeliza”

Pois não me envergonho do Evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego. Romanos 1.16 Antes de ascender aos céus, Cristo deixou suas últimas instruções aos discípulos. Nelas encontramos a grande comissão (Mateus 28.18-20) e a declaração de que eles seriam Suas testemunhas (Atos 1.8). A Igreja é uma comunidade adoradora, tendo como principal finalidade glorificar a Deus. Fomos chamados a adorá-lo. Uma coisa interessante a se notar é que a Grande Comissão se dá em um contexto de adoração.  Este é um detalhe que muitas vezes passa despercebido, porém quando Jesus deu aos seus discípulos a grande comissão, eles estavam adorando. Mateus 28.17 diz: “E, quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram”.  A narrativa de Mateus ilustra que a adoração comunitária fornece o fundamento sobre o qual o restante da Grande Comissão é edificado. […]
24 de setembro de 2018

“Como um Casal Cristão tem que se Portar”

Parte 2 de 2 DEVE VIVER A VIDA COMUM DO LAR (VERSO 7) Pedro usa um verbo aqui “morar, coabitar, viver” este verbo é um particípio com sentido imperativo presente ativo. Pedro estabelece aqui princípios É uma ordem Sua prática deve ser continua O homem é o sujeito responsável pela ação Este verbo implica em si várias possibilidades de tradução. Que quando são consideradas fala-nos de vários aspectos da vida do homem dentro de seu lar. Kistemaker em seu comentário diz: “Os maridos cristãos devem entender que, se seu casamento é construído sobre uma “fundação de amor”, o relacionamento mútuo entre marido e mulher se desenvolverá” (KISTEMAKER, 2006, p.170) Groningen na monumental obra Criação e Consumação I diz o seguinte: Deus trouxe a humanidade para sua família real. Ele não lhes concedeu sua deidade, ele os dotou com o privilégio e a responsabilidade de serem co-trabalhadores com ele nas tarefas […]
22 de junho de 2018

“Em uma Igreja que está em Boa Ordem, seus Membros sabem Viver e sabem Morrer”

Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé. (2 Timóteo 4.7) O Apóstolo Paulo nos ensina muitas coisas em sua segunda carta a Timóteo. Ele nos encoraja a permanecer no amor por Cristo e na sã doutrina (2 Timóteo 1:1-2, 13-14). Exorta-nos a evitar as crenças e práticas ímpias e a fugir de qualquer coisa imoral (2 Timóteo 2:14-26). Paulo ensinou que no fim dos tempos haverá intensa perseguição e apostasia da fé cristã (2 Timóteo 3:1-17). O Apóstolo encerra com um apelo intenso para que os crentes permaneçam firmes na fé e terminem a corrida fortes (2 Timóteo 4:1-8). No texto em questão, Paulo nos ensina como viver e como morrer. Somos ensinados a viver, primeiramente, combatendo o bom combate. A vida cristã é frequentemente representada como uma guerra. Estamos o tempo todo lutando contra a carne, contra o mundo e contra o diabo. No capítulo 2, […]
22 de junho de 2018

“Como um Casal Cristão tem que se Portar”

Parte 1 de 2 Instruções sobre o mandato social. Teologia bíblica do cap. 3 da carta do Apostolo Pedro A conduta que Deus quer do homem e da mulher é manifesta nas Escrituras. O Senhor quer que tenhamos postura santa. Agostinho na sua obra A Predestinação dos Santos diz: Consideremos as palavras do Apóstolo e vejamos se nos escolheu antes da criação do mundo porque haveríamos de ser santos e irrepreensíveis ou para que o fôssemos. Diz ele: Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com toda a sorte de bênçãos espirituais, nos céus, em Cristo. Nele ele nos escolheu antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis. Portanto, não porque seríamos, mas para sermos. Assim, pois, isto é certo e evidente: seríamos santos e irrepreensíveis pelo fato de nos escolher, predestinando-nos para o sermos pela sua graça. (AGOSTINHO, 1999. p.61) […]
22 de junho de 2018

“A Ideologia de Gênero, Algumas Considerações”

O termo ideologia foi usado de forma marcante pelo filósofo francês Antoine Destutt de Tracy (1754-1836).  Este filósofo o empregou pela primeira vez em seu livro “Elementos de Ideologia” (1801) para designar o “estudo científico das ideias”. Destutt usou alguns métodos e teorias das ciências naturais (física e biologia) para compreender a origem e a formação das ideias (razão, vontade, percepção, moral, entre outras) a partir da observação do indivíduo em interação com o meio ambiente. Anos depois à publicação do livro de Destutt Tracy, o termo ideologia foi utilizado com outros significados. A “ideologia” passou a ser definida como um sistema de ideias, pensamentos e deduções de uma pessoa, de um grupo de indivíduos ou de uma época. Não é científico. A ideologia pode estar ligada a ações políticas, econômicas e sociais. Possui um sentido amplo e significa aquilo que seria ou é ideal. Foi o psicólogo e sexista […]
10 de Maio de 2018

“A Importância da Ética na Vida Pessoal e Familiar do Crente na Esfera da Sexualidade, Trabalho e Descanso”

INTRODUÇÃO Alguém certa vez falou: O mundo não odeia religião, odeia o Cristianismo. Como consequência deste ódio, o mundo rejeita toda uma leitura dos fatos que esteja baseada numa ótica judaico-cristã. Todo dia no rádio, na televisão, na fala de um professor universitário, ou em qualquer outro veículo, vemos a tradição e a cosmovisão Teísta, Neo e Vetero-Testamentárias sendo ridicularizadas. Neste trabalho, iremos ver um pouco da cosmovisão judaico-cristã a respeito do sexo, do trabalho e do descanso. Nosso pressuposto é revelacional, cremos que o Sagrado entrou na história do homem e se deu a conhecer a ele. Cremos que as Escrituras Sagradas do AT e do NT é a revelação do Sagrado. Ele se relaciona com suas criaturas. Seu desejo de criá-las teve intenção e se caracteriza pelo desejo de relacionamento. O Sagrado quer que suas criaturas desempenhem, de forma correta, um relacionamento amoroso e complementar Ele e elas […]
10 de Maio de 2018

“O caminho de Vitória de uma Igreja em Boa Ordem” (Josué 10.28-43)

Como sabemos, a pastoral aprovada em nossa última reunião ordinária da Assembleia Geral teve como título “Colocando a Igreja em Boa Ordem”. No último número de nosso jornal, com base no texto de Êxodo 18.21, abordamos algumas das qualificações dos líderes que Deus usa para alcançar tal objetivo. Hoje, queremos falar a respeito do caminho de vitória desta Igreja que está sendo colocada em boa ordem tomando como base Josué. Todos sabemos que Josué foi o escolhido de Deus para fazer o povo herdar a terra prometida (Josué 1.6). Também sabemos que ele obteve sucesso nesta tarefa, conforme Deus lhe havia prometido. Porém, houve um caminho a ser seguido para que as vitórias alcançadas viessem. Josué e o povo venceram grandes e poderosas nações (Josué 23.9). Eles destruíram a fortificada Jericó, livraram os Gibeonitas da mão de cinco reis, venceram na sequência sete reis e também o grande exército que […]
10 de Maio de 2018

“Rev. Antônio Gonçalves de Oliveira”

Uma palavra do Rev. Antônio Gonçalves de Oliveira contando um pouco de sua trajetória abençoada e toda conduzida pela providência divina. Suas tristezas, suas alegrias, seu ingresso no Seminário Presbiteriano Conservador, sua vida pessoal, etc, até 1999 quando se jubilou. Rev. Antônio, quando e onde o senhor nasceu? Nasci aos 5 dias do mês de julho de 1935 na cidade de Campo Grande/MS. Meus pais foram o senhor Eduardo José de Oliveira e a senhora Cecília Gonçalves de Oliveira. Todos os seus filhos foram esses: Davi, Lourival, Candelária, Heraldo, Maria de Lourdes, minha irmã gêmea que faleceu, Ricardo e Ronaldo. O senhor nasceu em Campo Grande/MS, mas ficou nessa cidade até sua ida para o Seminário? Não. Na época Campo Grande pertencia ao MT. Depois que minha mãe ficou viúva, nos mudamos para a casa da minha vó. Na verdade cresci na casa da minha avó Rosa em Coroados/SP. Foi […]
19 de abril de 2017

“A Reforma Protestante do Século XVI e os Desafios da Igreja no Século XXI”

A REFORMA PROTESTANTE DO SÉCULO XVI  E OS DESAFIOS DA IGREJA NO SÉCULO XXI O termo “Reforma” é usado por historiadores e teólogos para se referir ao movimento da Europa ocidental no século XVI e teve início com expoentes como Martinho Lutero, Huldrych Zwinglio e João Calvino que promoveram a reforma moral, teológica e institucional da Igreja cristã nessa região. A reforma teve questões sociais, políticas e econômicas envolvidas. Existia um interesse por parte de muitos líderes políticos de viverem livres das imposições do papado. Contudo, esses teólogos e outros, combateram o paganismo e apostasia da igreja romana, trazendo a igreja cristã de volta as Escrituras. Os reformadores enfrentaram muitos desafios, como abandono da Escritura, indulgências, idolatria, domínio da igreja através do papado, misticismo e paganismo que imperava naqueles dias e outros. Podemos dizer em suam que a Igreja Romana defendia naqueles dias: 1) Somente a Escritura e a Tradição; […]
2 de março de 2017

“O Que os Pais Cristãos Devem Saber sobre Batismo Infantil”

John P. Sartelle Ritual Sem Realidade Estive na grande catedral em Cidade do México. Embora não fosse domingo, o edifício enorme estava cheio de gente. Duas filas, aparentemente sem fim, avançavam ao longo dos corredores principais do santuário espaçoso. Delas vinham um coro ininterrupto de vozes. Cada fila era formada por casais que levam seus filhos. Centenas de bebês competiam para ver quem podia chorar mais alto! Enquanto o coro infantil ecoava pelas paredes da catedral, um casal passava rapidamente diante de um bispo no final de cada corredor. O bispo dizia algumas palavras e borrifava água sobre o bebê. Então o casal andava novamente e dava lugar à orgulhosa família seguinte. Assim o processo continuou dia a dentro enquanto visitantes, religiosos, paroquianos e casais iam e vinham. A maioria de nós tem observado, por vezes, tipos semelhantes de cerimônias religiosas vazias. Um evento que deveria ter grande importância e […]
2 de março de 2017

“O Crescimento da Igreja: Um desafio para nós”

REVERENDO JOSÉ PAULO BROCCO (Presidente da Assembleia Geral da IPCB)   O crescimento numérico da igreja é algo desejado por todos nós. Queremos ver a igreja crescendo, ampliando suas tendas e tornando-se forte e influente na sociedade. É muito comum ouvirmos orações que expressam o desejo de crescimento numérico, mas, também e, principalmente, na “fé”. Entendo que não é errado orar assim; todavia, às vezes, soam apenas como formalidade e não um desejo real de crescimento, seja em números ou na fé. Por que isso? Temos saído para lançar a semente das boas novas de Deus para o mundo? A igreja tem crescido e se fortalecido na fé? Ouvimos também comentários como: está muito difícil evangelizar em nossos dias; as pessoas não querem ouvir a mensagem de Deus e outros comentários. Porém, desde a entrada do pecado no mundo, houve algum momento que fosse fácil evangelizar? Pensemos um pouco na […]
2 de março de 2017

“O Deus que se revela predestina todas as coisas”

Rev. Welerson Alves Duarte A palavra “predestinação” soa quase como um palavrão para alguns, como se referisse mesmo a uma heresia. No entanto, a palavra ocorre na Bíblia diversas vezes. Alguns defendem a tese de que a predestinação, ou eleição, está baseada na presciência de Deus, ou seja, por saber de antemão o que vai acontecer Deus então elege ou predestina. Porém, para se conhecer algo que vai acontecer é preciso que já esteja determinado que aquilo ocorrerá. Quem poderia estabelecer algo de antemão para que Deus viesse a conhecer? Só Deus pode. A predestinação é particularmente atribuída ao Pai nas Escrituras (João 6:37,64,65; 17:6,9; At 4:28; Rm 8:29-30; 9: 11-13; Ef 1:5,11; 1Ts 5:9) e se refere especialmente a indivíduos e não a grupos no que diz respeito a salvação (Mt 24:24; João 6:37,39,44-45,65; 15:16; 17:2; At 13:48; Rm 8:29-30; 11:5,7,11,16,22,24; Ef 1:4,11; Fp 4:3; 2Ts 2:13; 2Tm 1:9 […]
2 de março de 2017

“Evangelização: O verdadeiro meio para o Crescimento da Igreja”

Rev. Sebastião M. Arruda Livra os que estão sendo levados para a morte, e salva os que cambaleiam indo para serem mortos. Se disseres: Não o soubemos, não perceberá aquele que pesa os corações? Não o saberá aquele que atenta para tua alma? E não pagará ele ao homem segundo as suas obras? (Pv 24:11,12) ... alguns ainda não têm conhecimento de Deus; isto digo para vergonha vossa  (I Cor 15:34b).   Ouve-se muito sobre crescimento da Igreja, sobre plano de expansão e sobre a volta de Cristo relacionada com a tarefa da evangelização. Sermões são pregados e livros são escritos sobre a importância da “paixão pelas almas” e assuntos do gênero. Essa é uma preocupação válida, e parece justo que ocupe o centro das discussões eclesiásticas. Afinal, a igreja é o verdadeiro agente do reino de Deus na terra e, como tal, deve preocupar-se com a expansão desse reino […]
2 de março de 2017

“A Igreja Evangélica Caminha Rapidamente para o Paganismo!”

A igreja evangélica do século XXI vive uma realidade distante do Evangelho, na sua maior parte! Ela não tem mais identidade certa, pode ser qualquer coisa, é uma “metamorfose ambulante”, utilizando do título de uma das músicas do Raul Seixas! Mas para ficar uma aplicação ainda mais adequada, teria que ser uma “metamorfose teológica”! O verdadeiro contraste entre as igrejas não é mais tradicional versus o contemporâneo, mas o bíblico contra o não bíblico.[1] Nunca cresceu tanto quanto nos últimos anos! É um crescimento positivo com impacto negativo na sociedade! O eterno é trocado pelos interesses temporais, imediatistas próprios da cultura pós moderna. Na realidade a igreja está adulterando com uma cultura pós crista! O misticismo, o paganismo fazem parte do cotidiano da igreja evangélica. Não existem mais demarcações claras entre o que é pregado na maior parte dos púlpitos daquilo que é defendido culturalmente! O contexto atual da igreja […]
2 de março de 2017

“A IPCB e o dia da Bíblia”

 Edival José Vieira             Cinqüenta e nove anos já se passaram desde sua fundação em 11 de fevereiro de 1940, e a nossa Igreja vem mantendo a sua marca de identidade denominacional: A Batalhar pela Fé uma vez dada aos Santos (Jd 3).        Mantém-se firmada na mesma coluna erigida pelos fundadores que, ao elaborarem a Constituição e Ordem, assim se expressaram com respeito às Escrituras Sagradas e à novel Igreja: A Igreja tem como princípio denominacional o reconhecimento de que a adoção rigorosa e a defesa intransigente das doutrinas reveladas nas Santas Escrituras e sistematizadas nos Símbolos de Fé por ela aceitos, constituem a base fundamental de toda a vida cristã, o motivo único e permanente de sua pregação e o caminho natural de conduzir o homem à salvação em Cristo (Introdução Geral de nossa Constituição e Ordem). A própria Bíblia afirma que há uma variedade de ministérios a serem […]
2 de março de 2017

“Pena de Morte – Uma Avaliação Teológica e Confessional”

F. Solano Portela Neto*   Introdução A Pena de Morte é um assunto atual. A sua Validade é discutida em todos os setores da sociedade. À medida em que aumenta a incidência dos crimes violentos vemos alguns setores movimentando-se para que a Pena Capital seja instaurada em nosso sistema judiciário. Mas o que diz a Bíblia sobre este tema? Qual deve ser a posição do servo de Deus, perante assunto tão controvertido? Poderíamos começar o nosso exame fazendo uma ligeira verificação do que a Bíblia tem a dizer sobre crimes e punições.   Crimes e Punições na Palavra de Deus   Podemos aprender bastante com os princípios que norteavam o tratamento que a Bíblia dá aos crimes e punições. Vejamos, mesmo superficialmente, alguns destes princípios: Na Bíblia não existe a provisão para cadeias, nem como instrumento de punição nem como meio de reabilitação. A cadeia era apenas um local onde o criminoso era colocado até que se efetivasse o […]
2 de março de 2017

“Firmados nas veredas antigas”

“…Graça a vós e paz da parte daquele que é, e que era, e que há de vir…” (Ap. 1:4) Decorridos 73 anos em que o pendão da nossa querida igreja passou a tremular em nossa pátria, estamos hoje aqui, dando prosseguimento ao trabalho de nossos pais conservadores. Certamente passa por todos nós o sentimento de honra e de grande responsabilidade dar continuidade a história dessa amada Igreja. Diante de tão grande responsabilidade faz-se necessário refletirmos sobre o caminho que estamos trilhando. “Ponde-vos à margem no caminho e vede, perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho; andai por ele e achareis descanso para a vossa alma; mas eles dizem: Não andaremos” (Jeremias 6:16). Jeremias, arauto de Deus em sua geração, viveu numa época de grandes tribulações e tragédias. Uma época de crise política, moral e espiritual. A sua nação passava por uma grande apostasia. Ao invés de aderirem […]
2 de março de 2017

“O Conceito de Aliança”

Rev. Sebastião Machado Arruda O conceito de aliança ocupa um lugar de grande relevância,  permeando todo o ensinamento da Palavra de Deus, e muito dificilmente a Igreja lhe dará maior importância  do que aquela que na verdade ele merece. A compreensão correta do seu significado, abrangência  e praticidade produz uma tremenda influência na vida do homem, tanto no seu relacionamento com Deus como no relacionamento com a família  e com o cosmos. Assim, apenas para dar uma rápida idéia do seu valor, mencionamos algumas passagens bíblicas em que ele ocorre com  várias e significativas aplicações: Êxodo 24:7; 24:8; Levítico 2:13; Números 10:33; 25:12; Deuteronômio 9:15; 2 Crônicas 34:32; Isaías  54:10; Jeremias 33:20; 33:21; 33:25; Amós 1:9; Malaquias 2:10 e 3:1.   1.1. Gênesis 6:18 – A Primeira Ocorrência da Palavra “Aliança” (berît) “Contigo, porém, estabelecerei a minha aliança; entrarás na arca, tu e teus filhos, e tua mulher, e as […]