“A Deus toda a glória”
28 de outubro de 2019
Somente as Escrituras”
30 de outubro de 2019

“Casa limpa”

“Lava o teu coração da malícia, ó Jerusalém, para que sejas salva! Até quando hospedarás contigo os teus maus pensamentos?” (Jeremias 4:14)

Os moradores de Jerusalém estavam com medo? Estavam se sentindo arruinados? Mas, por quê?

Os seus inimigos estavam vindo do sul para invadir a cidade de Jerusalém e para arrasá-la. A intenção era essa mesma, invadir, saquear e destruir.

Eles estavam avançando ligeiramente.

Quando enfim isso acontecesse, os príncipes de Jerusalém ficariam sem ação, os sacerdotes ficariam pasmados e os profetas estupefatos. O triunfo da Babilônia seria a ruína dos judeus.

O pavor do povo judeu era por causa do quão terrível eram os inimigos que se aproximavam deles.

Eis aí a questão que quero propor.

Os judeus tinham medo do que na verdade não deveria assustá-los. Precisavam ter medo era de brincar com coisa tão séria. Faziam de conta que eram fieis a Deus quando eram desleais. Precisavam sentir medo era por desrespeitar a Deus.

Os judeus precisavam ter medo de Deus. Porque isso os levaria a ter o respeito por Deus que não tinham. Em Provérbios 9:10 está escrito assim: “O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é prudência.” Esse povo de Jerusalém não tinha respeito para com o Senhor. Faltava-lhe sabedoria e prudência porque temiam a Deus. Em Provérbios 1:7 está escrito: “O temor do SENHOR é o princípio do saber, mas os loucos desprezam a sabedoria e o ensino.” Esse povo de Jerusalém era louco, pois em vez de viver segundo a direção de Deus, vivia na contramão, em completa desobediência e segundo seus caprichos e rebeldia.

Se respeitassem a Deus de verdade, seu coração imundo de tanta malícia seria lavado ficando limpo.

O coração de Jerusalém estava encardido de tanto pecados contra Deus. Nele estavam hospedados confortavelmente pensamentos maus que eram todos contra Deus. No Salmo 81:8 lemos assim: “Ouve, povo meu, quero exortar-te. Ó Israel, se me escutasses!” Esse povo não se deixava ser exortado e corrigido pelo Senhor. No mesmo Salmo 81, mas no verso 13 lemos assim: “Ah! Se o meu povo me escutasse, se Israel andasse nos meus caminhos!” Povo que loucamente se fazia de surdo para com Deus.

Como podiam dizer que amavam a Deus, se em seu coração habitavam tranquilamente pensamentos que desrespeitavam e entristeciam a esse Deus?

Nosso coração não tem de ser pousada para pensamentos diabólicos. Ele tem de ser a Casa do Senhor. Em Casa suja o Espírito Santo não habita de jeito nenhum. Que não sejam moradores e nem hóspedes sequer, no nosso coração, os pecados, porque eles todos entristecem o Espírito Santo do Senhor.

Ah, se você reconhecer que precisa ser lavado e que precisa ficar limpo porque entende que está sujo, então peça isso fervorosamente a Deus.

Reconhecer que sua vida precisa ficar mais limpa e mais pura para Deus é respeito para com Deus e é amor de verdade.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Heli Donizeti