“Bem melhor ainda que todo o saber, é confiar que Deus sabe por mim”

“Caminhando com Deus em meio ao Sofrimento”
15 de julho de 2019
“Mudança de Hábito (final)”
17 de julho de 2019

“Bem melhor ainda que todo o saber, é confiar que Deus sabe por mim”

???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Uma das coisas comum a todos os games é a progressão do jogador ao superar cada fase do jogo. Pode ser até haja alguma bonificação, no entanto, as dificuldades só aumentam a cada etapa. Embora, bem simplista, a referida ilustração atende à proposta da presente devocional baseada em Jeremias 12.1-6. O contexto da passagem remonta ao capítulo 11.21 quando os homens de Anatote são apresentados como uma ameaça à vida do profeta. O versículo registra palavras duras contra Jeremias. Ou ele para parava e falar em nome do Senhor ou seria morto. Por isso, sua ponderação a respeito dos perversos, seu questionamento e a resposta de Deus, nos primeiros versos do capítulo 12.

Voltando à ilustração sobre o jogo e suas etapas. O desconforto de Jeremias quanto as ameaças dos homens de Anatote se evidencia, à medida que o profeta confronta sua situação com a de seus opositores. Nada do que estava acontecendo deveria ser estranho aos olhos de do profeta, uma vez que, por ocasião de seu chamado, Deus lhe disse: “Não temas diante deles: porque eu sou contigo para te livrar…” (Jeremias 1.8). Indiscutivelmente, os perversos, em nada facilitariam o mistério do homem de Deus, no entanto, a vitória já lhe fora assegurada.

No preparamento do soldado de Cristo, cada fase precisa ser assimilada com discernimento. Tiago ao escrever os da dispersão orienta-lhes quanto à eficácia das provações na vida cristã, razão pela qual devem ser recebidas com alegria. Satisfação, não pelo fato da dor e o sofrimento, mas pela perseverança resultante de tais provações. “Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficiente”. (Tiago 1.1-4). Tal qual Jeremias, nem sempre o servo de Deus está preparado para ver as aparentes benesses na vida dos perversos, enquanto a sua está sendo fortalecida em Deus para permanecer firme “…contra as ciladas do diabo”. (Efésios 6.11).

Jeremias pergunta e Deus responde, não segundo as suas ansiedades, senão, conforme às exigências do contexto. Quanto aos estimula, em Mateus 10. 28, ao invés de Jesus ocultar aos discípulos o caminho das provações que lhes esperava, exorta-os a não temerem os que matam o corpo, todavia não têm poder sobre suas almas. A resposta de Deus ao questionamento de Jeremias assemelha-se às palavras de Jesus no texto referido, ao invés de abrandar o desconforto do profeta, Deus lhe apresenta a floresta do Jordão, com seus charcos e sua vida selvagens, como metáfora dos desafios a serem superados em sua jornada profética

“Se te fadigas correndo com homens que vão a pé, como competir com os que vão a cavalo? Se em terra de paz não te sentes seguro, que faras na floresta do Jordão? ” Certamente o conforto para o soldado de Cristo é saber que: “Se Deus é por nós, quem será contar nós? ”. Por isso: “…sede firmes, inabaláveis, e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão. ” Por fim: “…os sofrimentos do tempo presente não são para comparar com a glória por vir a ser revelado em nós. ” Jeremias perguntou, Deus respondeu, não conforme aos seus anseios, mas segundo o parecer Divino. Fica a pergunta: Será que o povo de Deus se encontra maduro o baste para receber as respostas do Senhor, quanto aos seus questionamentos? “Bem melhor ainda que todo o saber, é confiar que Deus sabe por mim”.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Reginaldo Viera Naves