“Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça”

“Quão Miseráveis são os que não Confiam no Senhor”
17 de junho de 2019
“Mudança de Hábito (2)”
19 de junho de 2019

“Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça”

“Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça” (Mateus 5.6)

É inegável o fato de que vivemos num mundo de injustiças. Ficamos perplexos ao contemplar o potencial humano em perverter a lei e em transformá-la numa escrava de interesses cruéis e perversos. Quem nunca ficou indignado ao ver crianças padecendo nas filas dos hospitais a espera de atendimento e remédios? Quem nunca sentiu na própria pele o sofrimento e o desprezo promovidos por aqueles que deveriam nos proteger? Todas as formas de injustiças desse mundo são consequências do pecado e consequentemente da ausência da justiça de Deus.

Os tempos de Jesus não eram diferentes dos nossos. As mulheres, os pobres, as viúvas e os enfermos eram tratados como escória e todo o sistema de justiça criado por Deus dado a Moisés com a finalidade de promover o cuidado e a justiça foram distorcidos de tal maneira que essas pessoas eram desprezadas e colocadas à margem.

É nesse contexto que Jesus declara: “Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça”. Embora essa afirmação tenha um caráter social, não podemos nos esquecer que se trata também de uma mensagem espiritual. Jesus está afirmando que felizes são aqueles que tem necessidade e fome pelas coisas de Deus. Alguém disse certa vez que: “A marca distintiva de um filho de Deus não é a perfeição, e sim a fome por Cristo”.

O motivo pelo qual são bem aventurados e felizes aqueles que têm fome e sede de justiça se dá pelo fato de que serão saciados. Em outras palavras, essas pessoas serão plenamente satisfeitas no Senhor. Esse é mais um dos paradoxos do sermão do monte, porque ao mesmo tempo que sofremos por viver num mundo de injustiças e arbitrariedades, se o nosso coração demonstra um genuíno desejo e apreço pela justiça de Deus, então seremos saciados e abençoados por ele.

Oremos: Senhor nosso Deus, pedimos que nos abençoes e que substitua todas as inclinações egoístas e pecaminosas do nosso coração por um desejo crescente de ver a justiça de Cristo prevalecendo nesse mundo. Que o mesmo cuidado que temos para saciar o nosso corpo com o alimento físico, também o tenhamos em alimentar nossas almas sedentas na única e verdadeira fonte de alimento espiritual, o nosso Senhor Jesus Cristo, e é no nome dele que oramos, amém.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Ricardo Alves