“Testemunhemos”
16 de março de 2020
“O que o Senhor pede para fazermos é bom”
24 de março de 2020

“Aparência não é tudo”

“Não havia, porém, em todo o Israel homem tão celebrado por sua beleza como Absalão; da planta do pé ao alto da cabeça, não havia nele defeito algum. Então, disse aos seus servos: Vede ali o pedaço de campo de Joabe pegado ao meu, e tem cevada nele; ide e metei-lhe fogo. E os servos de Absalão meteram fogo nesse pedaço de campo” (2 Samuel 14.25, 30)

A aparência é muito importante, já que ela é a primeira impressão que passamos. No entanto, aparência não é tudo; ela precisa vir acompanhada de bom caráter, bons valores e bons sentimentos.

O texto de hoje nos fala de um dos filhos de Davi, Absalão. O texto o descreve como alguém muito celebrado por sua beleza.

Se lermos todo o capítulo, perceberemos que a beleza de Absalão não era apenas algo que transmitia formosura física, mas também confiança, respeito e bondade. Isto pode ser visto quando ele se coloca na porta da cidade e recebe as pessoas demonstrando interesse pelos problemas delas. Ele parecia alguém muito interessado em ajudar.

Isto, então, nos faz pensar em alguém que, além de ter uma beleza física, também transmitia paz, tranquilidade e confiança. Ele, portanto, deveria ter um rosto angelical. Porém, o texto mostra que, pelo fato de Joabe não ter atendido ao seu chamado, ele determinou que sua lavoura fosse queimada. Se continuarmos lendo a história, veremos que ele está disposto a matar seu pai para tomar o trono e até abusa das concubinas do pai. No fim das contas, aquele rosto angelical era, na verdade, de alguém que tinha um coração demoníaco. Isso nos mostra que aparência não é tudo; é preciso que uma aparência boa seja, na verdade, a expressão de um coração bom, confiável e entregue a Cristo. Não podemos ter rostos angelicais que escondam um coração cheio de malignidade, inveja, egoísmo e toda sorte de sentimento negativo.

Que Deus nos dê um coração puro.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Welerson Alves Duarte (Presidente Geral da IPCB e Pastor na IPC de São Bernardo do Campo – SP)