“Orai, para que não entreis em tentação”
14 de julho de 2020
“Resplandecendo como candeia” (Mateus 5.14-16)
16 de julho de 2020

“Alicerçados na Palavra”

No Salmo 11.3 encontramos uma pergunta profunda: “Ora, destruídos os fundamentos, que poderá fazer o justo?”

Toda época tem uma característica em comum que é o desejo de destruir os fundamentos passados para construir um fundamento novo. A humanidade já tentou por diversas vezes destruir os fundamentos estabelecidos por Deus, para construir seus próprios fundamentos seja no materialismo, no existencialismo, nas ideologias diversas e até mesmo no consumismo. No entanto, cada vez mais o ser humano se depara com a grande verdade de que seus fundamentos não são firmes e confiáveis.

O mais sensato a se fazer é seguir o ensino do Senhor Jesus que afirmou no Evangelho de Mateus 7.24: “Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha”. Quem constrói sua existência sobre qualquer outro alicerce que não seja a Palavra de Deus certamente está construindo sobre a areia que mais cedo ou mais tarde, vai ruir.

O mundo pode rejeitar os alicerces de Deus, mas não pode substituí-los. Continuemos firmes no alicerce da Palavra de Deus que nos ensina a colocar a nossa fé naquele que é a Firme, indestrutível e Poderosa Rocha.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Ricardo S. Alves (IPC de Palmares Paulista – SP)