“Pratique o que é bom”
2 de abril de 2020
“Servir a Deus”
4 de abril de 2020

“Alegrai-vo sempre” (1 Ts. 5.16)

Qual é a vontade de Deus para minha vida? Você já se fez essa pergunta nesses dias de confinamento? Como nós, como cristãos, devemos agir e nos comportar diante dessa difícil situação que nos cerca? O que Deus requer de nós nesse momento? É possível que você já tenha feito uma dessas perguntas nos últimos dias. Se já fez, gostaria de ajudá-lo (a) a responder olhando para o texto de 1ª Tessalonicenses 5.16, através do qual o apóstolo Paulo nos mostra qual é a vontade de Deus para nós, não apenas diante da atual circunstância, mas para todas as ocasiões da vida.

O texto bíblico em questão nos traz, em meio a uma série de exortações práticas, uma muito especial que deve nos acompanhar constantemente, como passo a destacar aos irmãos e irmãs, a saber: “alegrai-vos constantemente”.

– Alegrai-vos constantemente. A Bíblia não é cega quanto à realidade da vida humana e ela não apenas nos mostra, como também nos informa sobre as aflições que temos de passar e a como temos de passá-las (Cf. Tg. 1.2 e Jo.16.33). O próprio apóstolo Paulo, por diversas vezes, compartilhou suas difíceis experiências de dor, sofrimento, tristeza e angústia. Porém, ele mesmo sabia, por vivência, que mesmo diante de difíceis circunstâncias os crentes podem transcender e superar em alegria, conforme falou sobre si mesmo em 2ª Coríntios 6:10 “entristecidos, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo”

Como é possível isso, Pastor? Não há outra resposta senão pela comunhão íntima com Deus. A nossa alegria não poder estar condicionada às circunstâncias que o mundo considera como positivas, agradáveis ou de prosperidade. Nossa alegria precisa vir de Deus. A nossa alegria precisa fluir continuamente de Deus, através do relacionamento pactual com Ele, independentemente das circunstâncias.

Como você está nesse momento? Preocupado com a sua saúde física, com a sua família, com a despensa da cozinha, com os boletos que chegarão? Tudo isso é válido. Mas, vamos inverter a pergunta. Como será que Deus está nesse momento em relação a você, sua família e o mundo? Está Ele perdido, sem saber o que fazer? Está menos preocupado com você ou com a sua família? Não. Claro que não. Deus está no controle de tudo e nesse momento, creio eu, que Ele está mais preocupado com nosso coração, com as nossas atitudes cristãs do que com as circunstancias que nos envolvem. Afinal, Ele já nos ensinou a orarmos pelo “pão de cada dia que já é nosso” (Ele já nos deu); nos ordenou a não andarmos ansiosos por nada, porque a nossa vida é muito mais importante que a dos pássaros e das flores (a nossa provisão diária já foi prometida); Ele nos manda que fiquemos em paz porque jamais nos abandonará – Ele é o Deus conosco! Portanto, é diante de todas essas promessas que somos chamados a nos alegrar SEMPRE. Devemos fazer isso porque Ele nos diz que somos capazes; devemos nos alegrar sempre porque pertencemos ao Senhor que é Criador, Provedor e Soberano, e Ele nos verá através da tempestade e se necessário for virá até nós em meio a ela.

Se está difícil se alegrar nas circunstâncias, alegre-se Nele! Alegre-se pela salvação que recebeu através de Cristo. Alegre-se pelas Suas benditas promessas. Alegre-se por pertencer a Ele; pois isso é suficiente para trazer alegria a todos os dias de nossas vidas.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Roney Pascoto (Pastor na IPC de Limeira – SP)