“Ai de todos que insistem em seus pecados!”

“Bem Aventurados os Mansos”
10 de junho de 2019
“A Justiça Divina”
12 de junho de 2019

“Ai de todos que insistem em seus pecados!”

“Caiu a coroa da nossa cabeça; ai de nós, porque pecamos!” (Lamentações de Jeremias 5:16)

O Antigo Testamento da Bíblia Sagrada é um solo muito fértil, pelo qual compensa percorrermos o quanto mais pudermos. Podemos descobrir e aprender muito com a leitura e meditação nos escritos mais antigos da Bíblia. Vemos, por exemplo, que Deus levantou muitos profetas para que pregassem uma palavra de arrependimento a todo o povo de Israel. O povo de Israel era o povo escolhido de Deus, que foi chamado para ser povo, e nome, e louvor e glória de Deus. Mas, o que Israel mais fazia era se fazer de desentendido como se os apelos dos profetas não lhes dissessem qualquer respeito.

Simplesmente não dava ouvidos ao que fala a boca do Senhor. Os profetas pediam: Gente, escute a Deus! Mas, a resposta era categórica e muito cruel: Não escutaremos nada! Os mensageiros de Deus pediam: Gente, volte para o caminho do Senhor! Mas, o que o povo dizia era: De jeito nenhum que faremos isso! O povo foi avisado, foi alertado. Começando já de madrugada as atalaias do Senhor avisam quanto ao perigo que corriam vivendo em escancarada desobediência a Deus. Foi avisado que resultado da teimosia e da desobediência poderia ser catastrófico, todavia, não quiseram dar ouvidos e levar a sério. Os israelitas desprezaram a santidade, brincaram com o pecado, zombaram de Deus. Acharam que pelo fato de terem uma vida religiosa muito ativa, com muitas festas, rituais e cerimônias nada de mal lhes poderia acontecer, mas, aconteceu. O que Israel tanto temia aconteceu.

Os inimigos penetraram a admirável Jerusalém, cidade bem cercada e imponente, e praticamente a reduziram a um amontoado de cacos. A exuberante cidade outrora populosa foi arrasada pela Babilônia e ficou parecendo uma cidade fantasma. O povo judeu foi humilhado e levado para muito longe de sua cidade. Antes era tudo alegria, mas com a invasão inimiga e a ida para o cativeiro, tudo se tornou triste e muito doloroso. A saudade de casa judiava. É como se toda a beleza da vida tivesse acabado. Tudo havia se tornado num pesadelo do qual ninguém conseguia acordar. É como se uma coroa que enfeitava a sua cabeça tivesse sido retirada. Quer dizer, retirada não, a coroa tinha caído. A beleza de Israel tinha caído. A alegria tinha caído.

Tanto o povo se agitou de lá pra cá com sua vida pecaminosa que sua beleza e alegria caíram. O coração do povo de Israel se agitou tanto por nações, cavalos, príncipes e outras nações que essa sua infidelidade lhe custou a perda de sua paz. Tempos antes de tudo isso o profeta Oseias já tinha feito o alerta: “Volta, ó Israel, para o Senhor, teu Deus, porque, pelos teus pecados, estás caído.” (Oseias 14:1). O pecado fez Israel cair. O pecado tirou a alegria de Israel. E é assim na nossa vida. A nossa alegria pode ir embora duma hora para outra, basta com que não nos livremos dos pecados, mas que queiramos continuar com eles. Querer conciliar vida cristã com pecados é caminhada sem freios rumo ao abismo. A sua coroa, a beleza da sua vida, a paz podem dar adeus da sua vida se você não conseguir dispensar o pecado com qual tem estado tão familiarizado, acostumado e confortável. Ou você se alegra em Deus, em poder servi-Lo e adorá-Lo, em viver seu compromisso com Deus com toda dedicação, fidelidade e prazer, ou o que você terá, de fato, nem de vida nós podemos chamar.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Heli Donizeti Teodoro Nogueira