“A importância de proteger o coração e a boca”
15 de abril de 2020
“Obediência – o segredo para vida bem sucedida”
17 de abril de 2020

“Abaixo a ignorância!”

Em Efésios 4:17-18 está escrito assim: “Isto, portanto, digo e no Senhor testifico que não mais andeis como também andam os gentios, na vaidade dos seus próprios pensamentos, obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração,”

O apóstolo Paulo fez um protesto contra a teimosa insistência de alguns cristãos em andarem nos caminhos nos quais andaram antigamente, antes de se converterem a Cristo. Caminhos esses nos quais andavam os não-cristãos. Ele citou isso no cap. 2 verso 2: “os quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência;”. O apóstolo protestou mesmo, afinal, implorou dizendo: “não mais andeis como também andam os gentios”. Os cristãos de Éfeso tinham de parar de terem um comportamento como se ainda fossem estranhos à vida cristã. Tinham atitudes reprováveis. Atitudes que não combinavam em nada com a vida com Deus. Cristo Jesus havia os libertado das trevas e os transportado para a luz, logo deveriam viver na luz e com uma postura condizente com isso. Deveriam primar pelo bom testemunho. Não tinham como fugir desse mundo caído, claro que não tinham, mas que tivessem um estilo de vida cristão, diferente e fiel a Deus.

Viver mal, de mal a pior, impiamente, é coisa que existe sim, mas que pertence aos filhos da desobediência, ou seja, a todos aqueles homens que não se importam com Deus. Nesse caso, Hofni e Fineias, filhos do sacerdote Eli exemplificam muito bem isso, pois eles faziam o que faziam de errado, pois não se importavam com o Senhor. É bom que lembremos também da citação do autor Judas em sua epístola, que só no verso 15 se referiu quatro vezes aos indivíduos que se introduziram com dissimulação na igreja. No verso 4 os chamou de homens ímpios. Paulo exortou aos irmãos de Éfeso para que não tivessem seu entendimento obscurecido como têm os homens que com seus corações duros e cheios de trevas. Exortou-os para que não agissem conforme a vaidade de seus próprios pensamentos, ou seja, de acordo com mentes fechadas. Paulo exortou aos efésios para que não vivessem impiamente.

Paulo protestou contra se viver na ignorância apelando para que os cristãos de Éfeso fugissem disso, pois ignorância é a inabilidade de se compreender e de se ver a luz. É teimosia, é rebeldia. É malignidade, é impiedade. É algo que não é para os que são filhos de Deus.

Abaixo a ignorância. Contra ela, eu também protesto. Imploro para que não ajamos de acordo com o que achamos ou com as ideias que permitimos com que nos influenciem. Assim como o apóstolo Paulo, peço para que todos nós nos apliquemos na santificação, nos renovando na direção do Espírito Santo. Vivamos na contramão da impiedade, nem sequer flertando com ela; vivamos longe da ignorância, nem sequer nos divertindo ao ouvir a seu respeito. Vivamos na luz do nosso Senhor Jesus como pessoas verdadeiramente alcançadas pela graça salvadora e que batalham diariamente para viver para a glória de Deus.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Heli Donizete (Pastor da IPC de Prata – MG)