“Ricos para com Deus”
7 de maio de 2020
“A providência de Deus” (Atos 14.17)
9 de maio de 2020

“A parábola do semeador”

A parábola do semeador é uma das poucas registradas nos três evangelhos. Mateus, Marcos e Lucas, escrevendo aos seus leitores originais, destacaram seus propósitos ao narrar esta parábola. Em Lucas ela está dentro de um contexto de aceitação ou rejeição das boas novas da vida eterna em Cristo. Uma grande multidão ouviu esta parábola, mas, Lucas destaca que “Os Doze estavam com ele, e também algumas mulheres que haviam sido curadas de espírito malignos e doenças: Maria, chamada Madalena, de quem haviam saído sete demônios, Joana, mulher de Cuza, administrador da casa de Herodes; Susana e muitas outras” (Lc 81-3).

Jesus disse: “O semeador saiu a semear” (Lc 8.5). Para que haja colheita é necessário haver semeadura. O semeador não escolhe o tipo de solo em que a semente cairá. Ele lança a semente e ela pode cair “à beira do caminho”, “sobre pedras”, “entre espinhos” e “em boa terra”. O fato do semeador sair indica a ação de ir e fazer a sua parte e, ao lançar a semente, há uma expectativa de uma boa colheita.

Esta parábola ensina sobre o crescimento do Reino de Deus. O próprio Jesus dá a interpretação. “A semente é a palavra de Deus” (Lc 8.11). O meio para que o Reino de Deus cresça é pela pregação das boas novas do evangelho. Jesus foi um grande semeador. “Depois disso Jesus ia passando pelas cidades e povoados proclamando as boas nova do Reino de Deus” (Lc 8.1). Jesus, em Seu ministério terreno, lançou a semente no coração de muitas pessoas. Ele não escolheu o tipo de solo onde lançaria a
Palavra de Deus. Muitos creram e muitos O rejeitaram. O semeador tem a semente, que é a Palavra de Deus. O privilégio dele é sair e lançar a semente, sem escolher que tipo de solo ela cairá. O resultado é com Deus, pois somente Ele tem o poder de transformar o coração de um pecador impenitente em uma nova criação, em Cristo Jesus. “Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas” (2Co 5.17).

Paulo diz a respeito da mensagem bíblica: “Pois a mensagem da cruz é loucura para os que estão perecendo, mas para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus” (1Co 1.18). Lançar a semente significa que haverá aceitação e rejeição da Palavra de Deus. Nenhuma pessoa é neutra em relação à mensagem das boas novas do evangelho.
Um dia, um semeador lançou a semente das boas novas em seu coração e, pela graça de Deus, você era uma “boa terra”.

Você é um semeador da Palavra de Deus?

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. José Paulo Brocco (Pastor na 1ª IPC de São Paulo)