“A Palavra de Deus tem de ser vivida!”

“Conscientes da Graça”
21 de agosto de 2019
“Um inimigo sutil”
23 de agosto de 2019

“A Palavra de Deus tem de ser vivida!”

“Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram” (Romanos 12.15)

O versículo citado está escrito em Romanos 12:15. Vamos pensar um pouco sobre o que podemos aprender a partir desse texto.

Tudo o que falamos pelos cotovelos esbarra nesse mandamento explícito e simplesmente cai por terra. As nossas qualidades, tão incríveis em nossa própria opinião, postas diante de Romanos 12:15 podem sucumbir na verdade. Nós pregamos tantas coisas bonitas, tanto amor ao próximo, altruísmo, ajuda daqui e dali, mas, na hora que precisa mesmo, nos escondemos, nos omitimos, ou sem qualquer tipo de inibição nos negamos a estender uma mão que seja para quem precisa de ajuda. Em matéria de “falar demais”, de peito estufado, de discursos bonitos sobre amar às pessoas, nisso nós somos catedráticos até. A Palavra de Deus tem de ser vivida e não apenas dita a todo o momento sem ser sentida e praticada.

Romanos 12:15 não nos apresenta uma alternativa, uma opção pra gente avaliar se vale a pena ou não, se a gente está com tempo ou paciência para fazer assim na nossa vida. Está bastante claro que se trata de uma ordem de Deus. De fato, isso não está no nosso querer ou no que a gente acha ou deixa de achar. A questão é que todo nosso cristianismo vai por água abaixo se na prática não nos alegramos com a alegria dos irmãos e se não choramos quando nossos irmãos estão passando por sofrimentos.

Pensando bem, será que não temos visto por aí exatamente o contrário do que Deus diz na Sua Palavra? Infelizmente, o que muitas vezes vemos são alguns se alegrando com a desgraça dos outros, ou alguns se entristecendo pra valer com a conquista dos outros. Tem muita coisa na vida que está totalmente ao contrário do que Deus diz que tem de ser. Que horror pensar assim, mas é fato que muitas vezes uns se mostram se sentirem melhores e mais santos quando veem alguém em pecado, ou uns se mostram infelizes porque determinado alguém foi abençoado.

Quantas vezes não deixamos de expor aos nossos irmãos na igreja, durante uma reunião de oração, por exemplo, algum problema, alguma dificuldade, um pedido nosso, por que tememos ser reprovados depois por um ou outro talvez? Quantas vezes ao compartilharmos uma bênção ou alegria nossa não reparamos que parece que um ou outro não deu a mínima importância pra isso?

É pra ser assim? Claro que não! Nossa vida cristã tem de ser insensível? Claro que não! A alegria que Deus concede às pessoas deve nos alegrar e causar contentamento em nosso coração. Devemos ser gratos pelas vitórias e bênçãos dos outros. A tristeza que vem sobre a vida das pessoas tem de nos motivar a orar por elas e a demonstrar sincero compadecimento.

Romanos 12:15 é uma ordem de Deus para que tomemos atitudes efetivadas no sentido de praticarmos a mensagem viva de Cristo. Temos de fugir da tentação de pagarmos na mesma moeda todos aqueles que nos prejudicam ou que nos perseguem e temos de abençoar todos quantos pudermos. Essa é a mensagem do Senhor Jesus, de amarmos até os nossos inimigos e de orarmos em seu favor. Não tem nada a ver com apenas bons sentimentos, tem a ver com prática do amor cristão. Do mesmo jeito que Cristo nos amou devemos amar as pessoas.

Que Deus tenha misericórdia de nós e que nos ajude para que vivamos na prática tudo aquilo que é ordenado na Sua Palavra.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

Rev. Heli Donizeti