“A necessidade de termos “Barnabés” no meio do povo de Deus”

“Consola-nos, Senhor!”
22 de outubro de 2019
“A importância da harmonia entre os cristãos”
24 de outubro de 2019

“A necessidade de termos “Barnabés” no meio do povo de Deus”

“José, a quem os apóstolos deram o sobrenome de Barnabé, que quer dizer filho de
exortação, levita, natural de Chipre”,
“ Atos 4.36 registra que havia um levita por nome de José
a quem os apóstolos acrescentaram o sobrenome Barnabé, cujo significado é “filho de
exortação”.

Quando lemos a história deste levita percebemos o quanto ele fora importante e o quão
foi usado por Deus na vida Igreja.

A igreja atual encontra-se carente de pregadores que sejam “Barnabés”, ou seja, que
tenham coragem de exortar o povo. A Igreja está carente de homens que a exortem, que a
chamem ao arrependimento. A hora não é de se contar os “supostos grandes feitos da igreja
atual” é hora de chamar a igreja ao arrependimento pelo abandono da liturgia trinitária, por
colocar coisas estranhas sobre o fundamento que é Cristo, pela falta de uma catequese que leve
o cristão a querer viver o evangelho e sofrer o dano quando lhe for exigido. A Igreja de Cristo
precisa de pastores “Barnabés” e não de comediantes, palhaços, empresários eclesiásticos que
medem seu sucesso pela adesão de ímpios na igreja. A Igreja é de Cristo e não de homens, ela é
seu corpo e não uma franquia qualquer que precisa dar lucro. Pastores são responsáveis pela
manutenção da pureza na igreja, na doutrina, no culto e não administrador de egos rebeldes de
iluminados que infectam a vinha do Senhor.

E você Pai de família? Será que também não és pastor de teu lar? Até quando você pai
que tem um filho em idade escolar será alienado daquilo que seu filho está sendo submetido na
escola? Você sabia que por causa da doutrinação que há nas escolas temos o que se chama de

“currículo oculto” que nada mais do que o mecanismo que introduz a mudança de valores
cristãos? Você tem alguma noção que tipo de pedagogia é praticado? Progressista ou
tradicional?

Qual é a função social que a escola do seu filho advoga? Quebra de tabus, por exemplo?
Você sabe o que significa um tabu? Momolina em seu livro: Prelúdio à História das Religiões
na pag. 80 diz: “O tabu, de fato, é o primeiro esboço da lei, regulando a vida do grupo: sem o
tabu – ou seja, sem as proibições que caracterizam e protege o grupo, este correria fatalmente
o risco de se perder, de se confrontar com o Sagrado ou com uma inominada potência hostil, e
de provocar com isso, aquele contrapor-se inevitável e funesto de reações e de determinadas
ações, vistas como dramáticas, efeitos de causas bem precisas; se a infração provoca uma
desgraça, também é verdade que a verificação de uma desgraça denuncia e comprova a
ocorrência de alguma infração”.

Compreenda que em termos bíblicos, se um limite estabelecido por Deus é quebrado,
tenho aquilo que a Teologia Bíblica chama de vandalismo da paz de Deus, ou seja, o equilíbrio
é destruído e isto gera conseqüentemente caos.

Por causa disto é obrigação dos pais procurarem se informar do que é ensinado a seus
filhos para que não sejam culpados diante de Deus pela instauração do caos dentro de sua casa
e de sua igreja.

Com a perca da percepção da Divindade no senso comum das pessoas simples elas se
tornaram massa de manobra nas mãos de militantes que odeiam o cristianismo e tudo o que ele
representa.

Na sociedade líquida dos nossos dias, onde não existe nada sólido, onde as relações são
baseadas no momentâneo e não no durável, a perca da concepção da Divindade traz
instabilidade tal que aquilo que antes era considerada barbarismo hoje é tido por progressismo
levando a rotulação com víeis de perseguição ideológica qualquer um que queira protestar
contra tamanha desconfiguração da civilização ocidental.

Que o Senhor Jesus conceda um ótimo dia a você e toda a sua família.

“Rev. Jaziel Cunha