Resumo dos Trabalhos da Comissão Executiva da Assembleia Geral na Reunião de Março de 2018
22 de junho de 2018
Oferta Constitucional “Dia das Missões”
9 de agosto de 2018

Teoria do Design Inteligente

“Tudo foi criado por meio dele e para ele” (Cl. 1.16).

Deus é a fonte de todo o conhecimento. Não importa do que estejamos falando, pois, desde o mais simples micro-organismo até a mais complexa criatura, da ideia mais tola até o sistema mais refinado, do simples rascunho à magna obra do artista, enfim, “todas as coisas nele foram criadas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele” (Cl. 1.16). É natural, portanto, que confiemos no Criador para compreendermos o mundo em que vivemos.

Essa tem sido a atitude da igreja desde sempre. “A criação é uma casa espaçosa e deslumbrante, lindamente decorada, onde tudo que ali está nos revela o Senhor Deus” (Calvino).

Porém, desde que Natureza e Graça passaram a ser contrapostas, que Razão e Revelação foram separadas e que Ciência e Fé se tornaram antípodas, aos poucos o Naturalismo se impôs, não como mais um, e sim, como o único paradigma válido para explicar a origem e o desenvolvimento de todas as coisas. Hoje, tudo o que o Naturalismo não explica (ou não entende) está reduzido ao campo da religião, do misticismo, do senso comum.

A igreja não pode se calar diante desse reducionismo. Não temos medo da verdade, pois cremos na Verdade, e entendemos que apenas a Verdade pode libertar (Jo. 8.32)! O verdadeiro conhecimento, portanto, deve ser o objetivo sincero de nossa pregação e ação como agência do Reino de Deus.

Por isso, a Igreja Presbiteriana Conservadora de Senhor do Bonfim tem o prazer de comunicar a realização de um workshop sobre a Teoria do Design Inteligente, que acontecerá nos dias 12 e 13 de outubro, no Centro Cultural Ceciliano de Carvalho, com a presença do Dr. Marcos Eberlin (Presidente Executivo da Sociedade Brasileira do Design Inteligente), Douglas Aleodin (Bacharel e Mestre em Física) e Rodolfo Paiva (Químico).

Assim, TDI é a Ciência de detecção – ou não – de design inteligente. Ou seja, é o estudo científico de padrões na natureza que possam referendar – ou descartar – a ação de uma mente inteligente como a causa de um efeito. A TDI é, portanto, a Ciência que propõe estabelecer quando, frente a um efeito, estamos autorizados cientificamente a inferir se a causa primeira mais provável desse efeito – o Universo e Vida – seria a ação de uma mente inteligente ou a de forças naturais não guiadas.

Os postulados da TDI e sua opção hoje pela causa inteligente para o Universo e a Vida podem também ser entendidos através do argumento a seguir:

  1.     A Vida e o Universo apresentam  características de complexidade irredutível, informação abstrata funcional, ajuste fino e antevidência genial.
  1.     As causas disponíveis são forças naturais não-guiadas OU a ação de uma mente inteligente.
  1.     Somente uma mente inteligente teria a capacidade de formar o Universo e gerar nele Vida com estas características.
  1.     Logo, uma ação inteligente é a melhor inferência científica para a causa – conhecida, necessária, suficiente, testável e falseável  – do Universo e da Vida.

 

Venha participar do evento e conhecer um pouco mais sobre essa teoria. Você é nosso convidado especial.*

* Informações extraídas do sitehttp://www.tdibrasil.com/conheca.php.